Conselho debaterá a atuação profissional nos Conselhos Tutelares e Rede de Proteção à Infância e Juventude | Conselho Regional de Psicologia CRP14/MS
Receba nossas informações
  ENVIAR
HOME > COMUNICAÇÃO > NOTÍCIAS > Conselho debaterá a atuação profissional nos Conselhos Tutelares e Rede de Proteção à Infância e Juventude
10/12/2020 | 22h:32

Conselho debaterá a atuação profissional nos Conselhos Tutelares e Rede de Proteção à Infância e Juventude

Conheça a Referência Técnica que foi lançada sobre o tema

O Conselho Regional de Psicologia da 14ª Região de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), por meio do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) e Núcleo da Infância, Adolescência e Juventude (NIAJ/CRP14MS) realiza neste sábado, dia 12, às 9h (horário local), o evento Encontro de Psicólogas/os atuantes nos Conselhos Tutelares e Rede de Proteção à Infância e Juventude de Mato Grosso do Sul.

A atividade será totalmente online via plataforma Zoom, portanto, é necessário realizar o download do aplicativo. As inscrições do evento podem no site Sympla, inscrição aqui  

De acordo com NIAJ o objetivo da ação é discutir a atuação da Psicologia nos Conselhos Tutelares e na Rede de Proteção à Infância e Juventude, na intersecção com a Educação, Justiça, SUS e SUAS, além de contar com o lançamento das Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas/os na Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Sexual, documento elaborado pelo Sistema Conselhos de Psicologia no âmbito do CREPOP.

Revisão da antiga revisão da antiga publicação “Serviço de Proteção Social a Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência, Abuso e Exploração Sexual e suas Famílias: referências para a atuação do psicólogo”, publicada pelo CFP em 2009, o novo documento atualiza muitas questões, apresentando mudanças significativas no texto.  

De um modo geral, as Referências Técnicas refletem o fortalecimento do diálogo que o Sistema Conselhos de Psicologia vem construindo com a categoria, no sentido de se legitimar como instância reguladora do exercício profissional. Por meios cada vez mais democráticos, esse diálogo tem se pautado por uma política de reconhecimento mútuo entre os profissionais e pela construção coletiva de uma plataforma profissional que seja também ética e política.

Para acessar a Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas/os na Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Sexual, acesse aqui

Tag3 - Desenvolvimento Digital