You are currently viewing Comissões CDH e CIAJ debatem propostas para categoria

Comissões CDH e CIAJ debatem propostas para categoria

No dia 10 de março, as Comissões de Psicologia de Direitos Humanos e Infância, Adolescência e Juventude do CRP14/MS realizaram em conjunto a reunião ampliada ou evento preparatório do 9° Congresso Nacional de Psicologia (CNP).  O evento aconteceu na sede do Conselho e contou com a presença de várias/os psicólogas/os

De acordo com a conselheira secretária, Simone Grisólia, o objetivo do encontro era refletir e construir propostas para o CNP, referentes às demandas das/os psicólogas/os que atuam com as temáticas de direitos humanos, infância, adolescência e juventude.

As discussões tiveram como suporte o conhecimento dos profissionais sobre a psicologia social, a psicologia clínica, as questões indígenas os direitos humanos que estão intimamente ligados a qualquer campo de atuação da psicologia.

Durante os trabalhos foram pensadas estratégias para o aperfeiçoamento do diálogo entre a categoria, Conselho de Psicologia e Sindicato e também de ações que assegurem os direitos dos profissionais de Psicologia, definindo suas atribuições e observando questões relativas as especificidades da profissão.

Entenda com funciona o  CNP

O CNP possui um cronograma de atividades dividido em diversas etapas de participação. Esse processo começa com os eventos preparatórios, que acontecem em cada estado e funcionam como uma espécie de ‘levantamento prévio’ das demandas. O material debatido nessa etapa servirá como base para as/os psicólogas/os construírem as propostas regionais e nacionais.

As propostas debatidas nos eventos preparatórios são votadas nos Pré-Congressos Regionais de Psicologia.  Nesses eventos, além da deliberação de propostas através de votações, eles elegem as/os psicólogas/os que, no papel de Delegados, vão representar a categoria no Congresso Regional de Psicologia (COREP). Já no Congresso Regional as propostas são votadas para se construir um documento base que será encaminhado ao CNP, por meio de uma delegação de profissionais do Mato Grosso do Sul, eleitos no COREP.

Todas essas ações servem para garantir a participação democrática no CNP, evento que representa a instância deliberativa máxima do Sistema Conselhos de Psicologia.