You are currently viewing 60 Anos de Psicologia: CRP14/MS promove debate sobre as mídias sociais e a virtualização da vida

60 Anos de Psicologia: CRP14/MS promove debate sobre as mídias sociais e a virtualização da vida

O Conselho Regional de Psicologia da 14ª Região Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) promoveu um debate sobre as mídias sociais e a virtualização da vida, na quarta-feira (17). O encontro contou com a participação das psicólogas, Marina Castana Fenner – CRP14/06494-5 e Thaize de Souza Reis – CRP14/07254-5, que compartilharam suas experiências sobre o tema, a convite do regional.

Marina Castana Fenner é psicóloga formada pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestra em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos. Tem interesse na área de Psicologia, com ênfase em Análise Experimental do Comportamento, Terapia Analítico-Comportamental, Psicologia da Saúde e Psicologia do Desenvolvimento. Professora da Especialização em Terapia Analítico Comportamental na UCDB.

“O evento realizado pelo CRP14/MS engajou alunos e profissionais de psicologia e de outros cursos em um debate leve, sem perder de vista a importância do tema. O formato facilita a interação entre as convidadas e o público, enriquecendo o debate que acabou levantando diferentes impactos da virtualização da vida para crianças e adultos. Fiquei bastante contente por participar e agradecida pelo convite”.

Thaize de Souza Reis é psicóloga, Mestre em Educação Especial e Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos.  Atualmente, é professora adjunta na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, na Faculdade de Ciências Humanas – Curso de Psicologia, onde trabalha com os temas: psicologia e educação e relações étnico-raciais, mais especificamente, população negra. Integrante do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros – NEAB/UFMS e da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros e Negras.

“O Dose de Psicologia, promovida pelo CRP 14/MS no âmbito das comemorações dos 60 anos da Psicologia foi muito interessante, ocorreu de forma descontraída, com a participação do público presente e permitiu a discussão de um tema pelo qual a Psicologia se interessa e produz conhecimento. Eventos com esse formato são relevantes por permitir a difusão de temas relevantes para públicos diversos, não apenas de psicólogas e psicólogos. Eu particularmente gostei também de participar como uma das condutoras da discussão e sugiro que seja realizado em outras ocasiões, com outros temas e em diferentes espaços para ampliar o público que tem acesso à Psicologia, mesmo que em pequenas doses”, ponderou.

O conselheiro do CRP14/MS, Walkes Vargas disse que o evento foi um marco histórico. “O evento foi alegre, super descontraído e trouxe um debate extremamente importante para a psicologia em seus 60 anos de regulamentação que é a virtualização da vida e o seu impacto nas subjetividades. A inovação do formato da atividade propiciou o clima festivo necessário para esse marco da história”.

O debate integrou o calendário de eventos em comemoração aos 60 anos da Psicologia no Brasil realizado pelo CRP14/MS.