You are currently viewing CRP14/MS participa da II Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no SUAS com importantes contribuições para a atuação na Política de Assistência Social

CRP14/MS participa da II Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no SUAS com importantes contribuições para a atuação na Política de Assistência Social

A II Mostra Nacional do SUAS, Região Centro-oeste, aconteceu em Brasília nos dias 29 e 30/04 na UDF. Sediada pelo CRP/01 DF e sob coordenação da Psicóloga Neuza Guareschi do CFP, e contou com o apoio dos Conselhos Regionais desta região (MS,MT, GO,DF).

O CRP14/MS esteve presente desde o início, na organização, com a Conselheira Clariane Wounnsoscky, coordenadora da Comissão de Assistência Social da atual Gestão.

Participando da mesa de Abertura, junto com a Coordenadora Nacional, a Reitora da UDF e os Representantes dos demais CRs a Conselheira presidente do 14, Marilene Kovalski, falou sobre o que representa pra nós, e pra Comissão do 14. “A política pública de assistência social é aquela que traz em suas entranhas a garantia de direitos humanos básicos, a todo e qualquer cidadão que dela necessita, e assim como a própria psicologia, garante o acesso ao bem estar, e ao mínimo necessário para que cada ser humano consiga, transformar sua realidade, alcançar certa autonomia e superar situações de vulnerabilidade que esteja vivenciando em determinado momento”

“E que a atuação da psicologia na assistência é a construção cotidiana de um fazer diferenciado no próprio campo psicológico, apoiado na ética e na conquista de experiências diferenciadas, que observa o sujeito humano, desmistificando práticas de merecimento, para um olhar de um sujeito de direitos, ou seja, a pessoa passa a ser compreendida como alguém que tem direito a ter direitos, não mais como o coitadinho, o frágil, o incapaz, que sofre de alguma enfermidade ou desamparo. E apreende essa relação como aquele sujeito protagonista de sua própria história, reivindicando seus direitos, sendo reconhecido e fazendo parte, daquele território, daquela sociedade, contribuindo e sendo respeitado na sua singularidade, sua particularidade, sua identidade.”

Também se fizeram presentes e apresentaram trabalhos na Amostra as psicólogas da Comissão de Assistência Social, Claudiane Coimbra, Laiza Piva e Jacqueline Rojas.

Trabalhadora do SUAS em Campo Grande, a psicóloga Claudiane Coimbra, classificou o encontro como importante por mostrar as possibilidades diversas de atuação do profissional no âmbito do SUAS. “No contexto da pandemia a Mostra evidenciou a precariedade dos planos de contingências em situação de calamidade, mas também a notória disponibilidade da classe profissional em manter o atendimento às famílias que mais necessitaram de atendimento devido a precariedade acentuada pela pandemia tanto nos CRAS quanto nos serviços de acolhimento institucional”, conta ela.

Já Laiza Piva, representante de Dourados, destacou que a comissão tem se mantido ativa nas atividades da CONPAS e a mostra oportunizou uma troca de experiências e discussões sobre a relevância da Psicologia no SUAS, sobre o valor da organização dos trabalhadores nas instâncias de discussão e proposição da Política de Assistência Social e também de trabalhadores como fóruns e sindicatos.

“Também foi muito valioso poder ouvir as experiências dos colegas dos outros Estados, as repercussões da pandemia de Covid 19, as dificuldades enfrentadas além das inovações e discussões propostas por elas e eles em seus espaços”, destacou.