Últimas Notícias

  • julho24
    CRP14/MS faz palestra em Três Lagoas sobre atuação do(a) psicólogo(a) no SUAS À convite da Secretaria Municipal de Assistência Social de Três Lagoas, o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), participou do 1º Workshop SUAS, onde no dia 17 de julho de 2014, das 13 às 17 horas aconteceu uma oficina focada na atuação da psicóloga/o.   Assessora técnica do CREPOP, Keila de Oliveira Antonio, representou o CRP14/MS, ministrando a palestra “Atuação da psicóloga/o no contexto da Assistência Social" para cerca de 30 participantes.   Entre os presente estavam os(as) psicólogos(as) dos serviços públicos da Assistência,além de algumas coordenadoras dos Serviços.   “Este encontro nos permitiu debater sobre os avanços e os desafios da Psicologia na Política da Assistência e a importância do trabalho em Rede, entre outras questões.A Psicologia é uma ciência que muito tem contribuído para o fortalecimento e efetivação do SUAS”, destacou Keila.   Em setembro será realizado o 2º Workshop, com data a ser definida, a fim de dar continuidade aos trabalhos iniciados. A coordenação do evento reforçou a intenção de manter a aproximação entre o Conselho e a Secretaria de Assistência, de modo a contribuir com a orientação da categoria. Entendemos que  juntas/os buscar debater as alternativas para as demandas sociedade e articulação com outras entidades da Rede de atendimento social.
  • julho22
    1º Workshop de Executive Coaching de Campo Grande. Será dia  07/08  das  19h as 22h  no La Riveira Buffet.  Iremos abordar os seguintes temas:    - O que é e como funciona o Leadership Coaching para Gestão de Alta Performance de Líderes; - Como aumentar as vendas com o treinamento CHAVE - Conhecimento, Habilidade e Atitude para Gestão de Alta Performance em vendas com o Coaching; - Como aplicar o gerenciador NINEBOX alinhado ao CHA, para alavancagem de Performance cargos / funções, para se fazer: MAIS, MELHOR, MAIS RÁPIDO E POR MENOS. - A importância da ferramenta DISC no processo de mapeamento do perfil profissional para atingir a Alta Performance.   O facilitador deste evento será o Diretor - Presidente do IBPH - Instituto Brasileiro de Performance Humana do Rio de Janeiro -  Roberto Rangel Madureira , com sua vasta experiência na área comercial de 25 anos como Diretor da Tilibra e um profissional ÍMPAR nos temas abordados, criador de uma maravilhosa ferramenta para mensuração DE RESULTADOS. Um treinamento e uma ferramenta inédita no Brasil!!
  • julho22
    CURSO INTENSIVO EM HIPNOSE CLINICA E HIPNOTERAPIA COGNITIVA EM SINOP No dia 18 e 19 de outubro de 2014 terá início o curso intensivo em Hipnoterapia Cognitiva em Sinop-Mt. Serão   18 horas de curso ministradas pelo especialista em Terapia Cognitivo-comportamental e Hipnose Clinica, Benomy Silberfarb (CRP07/16424). Silberfarb tem Certificação internacional em Hipnose Clínica pelo Weismann Institute, com 36 anos de experiência nas áreas de Hipnoterapia já formou cerca de 1000 profissionais na técnica de Hipnoterapia Cognitiva em várias de regiões do país.   A prática da hipnose é reconhecida pelos Conselhos Federais de Medicina, Odontologia, Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Trata-se de uma ação afetiva que envolve confiança, acolhida e disponibilidade; um despertar criativo que proporciona o alívio das dores físicas e emocionais, além de promover o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal.   É na psicologia, autorizada pelo CFP desde dezembro de 2000, que a hipnose tem encontrado um cenário mais amplo de atuação.   Em geral, está associada ao trabalho terapêutico como um instrumento de apoio que permite acessar emoções e informações reprimidas. A técnica também permite ampliar o repertório de representações, proporcionando o despertar para pensamentos mais adequados e libertadores. O objetivo é favorecer a melhora rápida dos sintomas emocionais, bem como a ampliação de recursos de enfrentamento e de desenvolvimento pessoal. Informações Andréia Aparecida Bertolini  CRP18/00640 Tel: 66-81119002 e   66- 96476522   e 66-3531-2919  
  • julho21
    Conselho recebe novas representantes da Nutrição   A vice-presidente do CRP14/MS, Beatriz Flandoli, recebeu nesta segunda-feira (21) as novas representantes da delegacia regional do Conselho de Nutrição SP/MS, Dulce Lopes Ribas Barbosa e Maria Cristina B. Pessoa, para uma reunião de aproximação entre as entidades.   “O CRP está aberto a dialogar com outras entidades, sobretudo, quando se trata de instituições da saúde, como são a Psicologia e a Nutrição. Desta reunião esperamos fazer brotar boas parcerias”, destacou Beatriz.   A primeira ação conjunta será um Cineclube que aborde um tema de interesse das duas instituições.
  • julho18
    Psicólogas(os) da Sesau discutem processos de trabalho   A Comissão de Saúde do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), participou nesta quinta (17) de uma reunião dos profissionais de psicologia vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau) para discutir questões técnicas e processos de trabalho. Atualmente cerca de 40 Psicólogas(os) atuam na Sesau, especialmente nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e Unidades de Básicas de Saúde. Participaram também da reunião representantes do Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul (SINPSI-MS). De acordo com a presidente da Comissão, Irma Macário, a discussão avançou no sentido de avaliar as inumeras atividades desenvolvidas pelos profissionais na área da saúde. “A reunião foi muito produtiva e a Comissão de Saúde do CRP14/MS continuará acompanhando o desenvolvimento dessas ações que visam cuidar da profissão e dos profissionais”, destacou Irma. Na quarta-feira, às 15 horas, será realizada mais uma reunião para dar seguimento aos encaminhamentos.
  • julho18
    CRP14 amplia horário de atencimento A partir de 01º de julho o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) estará atendendo de segunda à sexta, das 8 às 18 horas, sem intervalo.
  • julho18
    I FÓRUM CENTRO-OESTE DA ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA   08 A 12 DE OUTUBRO DE 2014 FORUMACPCO2014 - CHAPADA DOS GUIMARÃES - MT/BRASIL   É com imenso prazer que, em nome do Comitê Organizador , convidamos a todos(as) para participar do  I FÓRUM CENTRO-OESTE DA ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA , que ocorrerá entre os dias 08 e 12 de outubro de 2014, na pousada Ipês em Chapada dos Guimarães. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas através do site:   http://forumacpco.wix.com/forumacpco   Contato:  forumacpco@gmail.com    
  • julho17
    Próximo passo PL 30 Horas Psicologia - Envie Manifesto aos Ministros #aprovaDilma ATENÇÃO Colega Psicóloga (o),   CONTINUAMOS NA LUTA PELAS 30H!   A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania - CCJC aprovou no dia 15/07, por unanimidade, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC), o Projeto de Lei 3.338/08, que regulamenta a jornada de trabalho das (os) psicólogas (os) para no máximo 30 horas semanais.  O  Conselho Regional de Psicologia 14° Região - MS e o Sindicato das (os) Psicólogas (os) de MS (Sinpsi-MS) contam mais uma vez com a participação de todas (os) no envio de manifesto aos ministros solicitando a aprovação da Lei que irá para sanção da presidenta Dilma Rousseff. Nossa luta tem por objetivo principal melhorar a qualidade de vida da categoria profissional, por meio da diminuição dos problemas gerados pela natureza do trabalho das/os psicólogas/os, visando assegurar e proteger a saúde física e mental dessas/es profissionais. Além disso, existem dados apontando que a atividade profissional promove desgastes que impactam de muitos modos no desempenho dos serviços prestados além de gerar diversos problemas trabalhistas e econômicos. Ressaltamos que a aprovação do PL 3.338/08 implicará nessas vantagens aumentando a eficiência e, portanto, a produtividade das/os trabalhadoras/es. Por fim, reduzir a jornada formal acaba sendo uma forma de a sociedade ter um retorno pela melhoria da capacitação daqueles que prestam o serviço. Tal aprovação já foi conquistada por outras categorias, dentre elas, Serviço Social, Fisioterapia e Terapia Ocupacional.   A HORA É AGORA! AJUDE NESSA CONQUISTA E FAÇA A SUA PARTE!   Clique aqui  para enviar o Manifesto aos ministros.  http://www.sinpsi.org/manifesto.php     CRP14/MS Conselho Regional de Psicologia Norma Celiane Cosmo/ presidenta     SinPsi-MS Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul   Glace do Carmo Freiras Siqueira da Costa / presidenta 
  • julho15
    PL 30 Horas Psicologia é aprovado na Câmara e vai para sanção presidencial “Vencemos. Vitória! 30 Horas aprovada. Vai à sanção da Presidenta Dilma. Missão cumprida”. O autor da frase é o Deputado Federal de Mato Grosso do Sul, Fábio Trad que abraçou a causa da Psicologia. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) era a última comissão a avaliar o PL 3338/2008 que prevê a redução da jornada de trabalho das (os) psicólogas (os) em até 30 horas semanais sem a redução de salários. agora aguarda a sanção presidencial.            A vitória de hoje contou com um trabalho de articulação da Psicologia de Mato Grosso do Sul junto à categoria e ao parlamentar que ontem recebeu em seu escritório, em Campo Grande, uma comissão de Psicólogas.  “Agradecemos todas as pessoas envolvidas nesta mobilização que hoje se fazem merecedoras desta penúltima vitória que muito nos alegra e nos motiva a acreditar que a Psicologia tem sim, se posicionado como ciência e profissão fundamentais para a sociedade brasileira e se empoderado enquanto categoria unida e articulada politicamente”, destacou a presidenta do CRP14/MS, Norma Celiane Cosmo. A mobilização deve continuar na direção da sensibilização e convencimento da Presidenta Dilma.   O CRP14/MS agradece imensamente a mobilização de todas (os), destacando o apoio do Deputado Federal Fábio Trad e o protagonismo do Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul (Sinpsi-MS) e da Federação Nacional dos Psicólogos (Fenapsi) e, conta mais uma vez com a participação da categoria nessa última fase.
  • julho14
    Psicólogas de MS conquistam apoio de Fábio Trad e intervenção do Relator do PL 30 Horas   Na manhã desta segunda-feira (14), uma comissão de psicólogas e acadêmicas de Mato Grosso do Sul participou de audiência com o Deputado Federal, Fábio Trad, em Campo Grande. Integram a comissão, representando o CRP14/MS, Norma Celiane Cosmo e Beatriz Flandoli, acompanhadas das assessoras técnicas, Keila Antônio e Darize Miuke. Também as representantes do Sinpsi-MS, Mariene Lucia Ferreira Naegeli, Simone Silveira Cougo e Deize Ribeiro dos Santos e, as representantes discentes Valdelice Celeri, da UCDB e Camila Feline, da Uniderp. Fábio Trad que é o parlamentar representante de MS na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados manifestou publicamente apoio ao PL 3338/2008, conhecido também como PL 30 Horas Psicologia. Durante o encontro, Fábio Trad ligou, na frente dos psicólogos, para o Relator do PL, o Deputado Federal do Paraná, Eduardo Sciarra a fim de se inteirar da movimentação da Pauta do dia 15 de julho e solicitou apoio do Relator para que este assunto entre na extra-pauta. “Ficamos felizes e surpresos não só com o apoio do Deputado de Mato Grosso do Sul, mas também pela intervenção junto ao Relator. Assim, estamos conseguindo uma grande articulação junto aos parlamentares, mas não podemos deixar de nos articularmos enquanto categoria,” destaca a presidente do CRP14/MS, Norma Celiane Cosmo.             Na reunião foi criado um grupo de Whatsapp onde o Deputado se comprometeu em informar, em tempo real, o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) e o Sindicato dos Psicólogos de MS (SInpsi-MS). “Com esta ação, estaremos acompanhando toda a movimentação do PL, inclusive durante a sessão na Câmara”, comenta a vice-presidente do CRP14, Beatriz Xavier Flandoli. O PL 3338/2008 prevê a redução da jornada de trabalho das/os profissionais da Psicologia para 30 Horas sem redução de salários.             O Plenário do Conselho Regional de Psicologia 14ª Região/MS,  a diretoria do Sindicato dos  Psicólogos de Mato Grosso do Sul - SINPSI/MS, as representações dos/as estudantes e   outras entidades apoiadoras   solicitam a todas/os as/os colegas que participem desta campanha  enviando mensagens  aos Deputados Federais da Comissão de Constituição e Justiça- CCJ, pedindo apoio  para a aprovação do projeto que será votado na comissão no próximo dia 15 de Julho. Vamos  fazer um grande movimento  para ganhar mais essa luta  histórica para a Categoria. Entre no sítio do CRP14 e siga as instruções que serão postadas durante este mês de Julho.  
  • julho14
    CURSO DE FORMAÇÃO DE ANALISTAS JUNGUIANOS CURSO DE FORMAÇÃO DE ANALISTAS JUNGUIANOS  PARA NÃO-RESIDENTES EM SÃO PAULO E NO RIO DE JANEIRO EDITAL nº 01/2014-SBPA, de 02 de junho de 2014   A Presidente de Comissão de Seleção, no âmbito de suas atribuições regimentais, e observando o Regulamento do Instituto de Formação, torna pública a realização de processo seletivo para o Curso de Formação de Analistas para não-residentes em São Paulo e no Rio de Janeiro, da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica (SBPA) mediante as condições estabelecidas neste edital.   1. Pré-requisitos para a inscrição:   1.1 – ser médico (a) ou psicólogo (a) com registro no CRM/CRP há pelo menos 2 (dois) anos; 1.2 – ter 2 (dois) anos de exercício de prática clínica em psicoterapia; 1.3 – ter 50 (cinquenta) horas de supervisão clínica individual e/ou em grupo; 1.4 – comprovar vivência mínima de 100 (cem) horas de análise individual, transcorridos em um período máximo de 2 (dois) anos.   2. Regiões não-abrangidas   Por se tratar de curso destinado para candidatos não-residentes em São Paulo e Rio de Janeiro, não poderão se inscrever candidatos residentes  dentro do perímetro urbano de ambas as cidades.   3. Inscrições   As inscrições para a Primeira Etapa poderão ser feitas na sede da SBPA, ou por meio de correios ou por meio eletrônico, no período de   09 de junho   até o dia 05 de outubro   de 2014, mediante preenchimento da ficha de inscrição disponível no site da SBPA ( www.sbpa.org.br ) e o pagamento da taxa correspondente.   Valores das Taxas do Processo de Seleção   a serem recolhidas à Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica, Banco Bradesco, Agência 1074-0, conta corrente nº 12.460-5, ou pagas pessoalmente na Secretaria da SBPA.   Primeira Etapa: R$ 300,00 (trezentos reais) Segunda Etapa, R$ 300,00 (trezentos reais)   A taxa referente à Segunda Etapa será recolhida apenas pelos candidatos aprovados na Primeira Fase, nos mesmos termos, a ser paga entre   27 e 31 de outubro .   4. Documentação exigida   No ato de inscrição o candidato deverá apresentar: 3.1. comprovante de inscrição no CRM / CRP em 3 (três) vias; 3.2. declaração do analista, com número de horas e período de análise individual, em 3 (três) vias; 3.3. declaração do supervisor com o número de horas de supervisão individual e/ou em grupo, com datas e períodos de realização, em 3 (três) vias; 3.4.   curriculum   profissional digitado (papel A4 /espaço 1,5, fonte Times New Roman tamanho 12) em 3 (três) vias; 3.5. biografia pessoal, digitada (papel A4 /espaço 1,5, fonte Times New Roman tamanho 12) em 3 (três) vias; 3.6. 3 (três) fotos coloridas tamanho 9×6 ou 7×5 (tipo passaporte), cuja finalidade é identificar o candidato, evitando impedimentos prévios junto ao selecionador; 3.7. comprovante de pagamento de taxa de inscrição para o concurso. A taxa de inscrição não será devolvida caso haja desistência por parte do candidato; 3.8. ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada, na qual o candidato toma ciência das normas e procedimentos do referido concurso (link para a ficha, disponível ao final desta página).   5.   Processo seletivo   O processo seletivo se dará em duas etapas:   5.1 – Primeira Etapa A Primeira Etapa ocorrerá na sede da SBPA, à Rua Doutor Flaquer, nº 63 – Paraíso – na cidade de São Paulo, no   dia 11 de outubro, às 9 horas . Poderá vir a ocorrer também nas seguintes cidades, se o número de inscritos for suficiente: Brasília-DF, Salvador-BA, Porto Alegre-RS e Curitiba-PR. Nesse caso, as provas ocorrerão na mesma data e horário, simultaneamente. A avaliação consistirá na avaliação da documentação apresentada e em Prova de Conhecimentos Gerais e Língua Inglesa. 5.1.1. A parte de Conhecimentos Gerais inclui temas de cultura e/ou psicologia, com questões de caráter teórico e/ou prático. 5.1.2. Na parte de Língua será permitido o uso de dicionário. O resultado da Primeira Etapa será divulgado na data prevista de   27 de outubro , e é definitivo e irrecorrível.   5.2 – Segunda Etapa Todos os candidatos da Primeira Etapa serão notificados, através de carta registrada, sobre seu resultado individual (aprovação ou não). Os candidatos selecionados, após o pagamento da taxa referente à Segunda Etapa (a ser efetuado entre 27 a 31 de outubro), serão convocados para entrevistas com três ou mais examinadores. As entrevistas ocorrerão exclusivamente na cidade de São Paulo-SP, no período entre   07 a 28 de novembro , em datas a serem informadas para cada candidato.   6. Resultado Final do Processo Seletivo O resultado da segunda etapa é definitivo e irrecorrível. Os entrevistadores não emitirão qualquer parecer, individual ou não, sobre os candidatos entrevistados. O resultado final do processo seletivo será divulgado na data prevista de   15 de dezembro de 2014.   O resultado final da seleção será comunicado individualmente a cada candidato, através de carta registrada.   7. Disposições Gerais   O resultado da Primeira Etapa, o resultado da Segunda Etapa e o Resultado Final do Concurso são irrecorríveis. Os pareceres emitidos pela Comissão de Seleção sobre os candidatos, em qualquer etapa, são soberanos, não podendo ser alterados por qualquer outro órgão da SBPA. Os documentos e materiais de inscrição dos candidatos não selecionados estarão disponíveis para serem retirados na Secretaria da SBPA até 60 (sessenta) dias após a divulgação do resultado final. Após esse prazo, os documentos e materiais serão destruídos. 8. O Curso de Formação O Curso de Formação tem como meta fornecer subsídios para a aquisição, ampliação e utilização de conhecimento no campo da Psicologia Analítica, assim como acompanhar o desenvolvimento e aprofundamento do exercício profissional. O processo de formação requer a confluência de quatro instâncias fundamentais: a) Análise; b) Exercício profissional; c) Supervisão; d) Currículo teórico-prático (seminários, workshops, encontros, reuniões clínicas).   Até o final do Curso de Formação, o candidato deverá completar 300 (trezentas) horas de análise com analista junguiano membro da IAAP; dessas, 150 horas, no mínimo, devem ser cumpridas durante o Curso de Formação. O curso tem a duração de 08 semestres, com seminários, supervisões em grupo e individuais, assim divididos: o Campo da Psicologia Analítica (1º e 2º semestres); Desenvolvimento da personalidade (3º e 4º semestres); Psicopatologia e técnicas expressivas (5º e 6º semestre);   Opus   (7º e 8º semestres). Haverá mais dois semestres para preparação e apresentação da monografia de conclusão. A presença do candidato é obrigatória em todas as atividades programadas. Informações mais detalhadas sobre os requisitos e funcionamento geral do curso estão disponíveis no Regulamento do Curso de Formação, em www.sbpa.org.br .   8.1 – Horários A previsão para o início é   janeiro de 2015 . O curso será desenvolvido na sede da SBPA, onde o trainée deverá comparecer em seis períodos, anualmente: Janeiro ou Fevereiro = Uma semana, de segunda a sábado; Março ou Abril = Um período de quinta a sábado; Abril ou Maio = Um período de quinta a sábado; Julho = Uma semana, de segunda a sábado; Setembro = Um período de quinta a sábado; Novembro = Um período de quinta a domingo (incluído o Moitará, de participação obrigatória).   As datas e a programação detalhada de cada semestre serão oportunamente disponibilizadas aos candidatos aprovados.    MAIS INFORMAÇÕES: http://sbpa.org.br/portal/curso-de-formacao-de-analistas-junguianos-para-nao-residentes-em-sao-paulo-e-no-rio-de-janeiro-edital-no-012014-sbpa-de-02-de-junho-de-2014/
  • julho11
    Senador Ruben Figueiró abraça Psicologia e apoia PL 30 horas   O senador por Mato Grosso do Sul, Rubén Figueiró de Oliveira recebeu na manhã desta sexta-feira (11) uma comissão do Conselho Regional de Psicologia, composta pela presidente e vice-presidente, Norma Celiane Cosmo e Beatriz Xavier Flandoli, respectivamente e, as psicólogas e assessoras técnicas do Conselho, Keila Antônio e Darize Miuke.   No ocasião, o senador abriu as portas do seu escritório em Campo Grande para receber as demandas da Psicologia de Mato Grosso do Sul, entre elas o pedido de apoio à aprovação do PL 30 Horas da Psicologia (PL 3338/2008) a partir de articulações junto aos parlamentares. Outra solicitação foi pela votação contrária ao PL 31/2010, que regulamenta a Psicopedagogia como profissão. O Sistema Conselhos entende que a atuação nesta área requer a realização de curso específico de especialização, após formação em psicologia ou pedagogia.   O senador expressou sincero apoio às causas da Psicologia e estimulou a categoria a uma mobilização coletiva juto aos parlamentares.   “O Senador expressou à comissão  presente, total apoio a essas duas causas da Psicologia brasileira, comprometendo-se a articular, pessoalmente junto ao líder da bancada de seu partido e também  a solicitar  de apoio aos demais senadores e deputados. Recebemos o apoio do senador que muito fortalece a nossa luta e, certamente irá ecoar em Brasília junto à bancada de Mato Grosso do Sul”, comemorou Norma Cosmo.   Na próxima segunda-feira (14), o Deputado Federal, Fábio Trad, também irá receber uma comissão da Psicologia de Mato Grosso do Sul para tratar do PL 30 Horas Psicologia. Fábio Trad é o representante de Mato Grosso do Sul na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara Federal.   O Plenário do Conselho Regional de Psicologia 14ª Região/MS, a diretoria do Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul - SINPSI/MS e outras entidades apoiadoras  solicitam a todas/os as/os colegas que participem desta campanha enviando mensagens aos Deputados Federais da Comissão de Constituição e Justiça- CCJ, pedindo apoio para a aprovação do projeto que será votado na comissão, no próximo dia 15 de Julho. Vamos fazer um grande movimento para ganhar mais essa luta histórica para a Categoria. Entre no sítio do CRP14 e siga as instruções que serão postadas durante este mês de Julho.
  • julho10
    Participe da luta pela aprovação do PL 30h Psicologia Colega Psicóloga (o), A luta por uma jornada de 30h para a Psicologia é histórica. AGORA É A HORA da aprovação do PL 3.338/08, também conhecido como PL das 30h. ESTAMOS UNIDOS: Sistemas Conselhos, Sinpsi-MS, Fenapsi, centros acadêmicos e diversas outras entidades da Psicologia. PARTICIPE DESSA LUTA! Encaminhe e-mails aos deputados da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) solicitando a aprovação do PL 3.338/08. Coloque como título do e-mail: PL 30H PSICOLOGIA Segue lista de e-mails: dep.alessandromolon@camara.leg.br dep.candidovaccarezza@camara.leg.br dep.deciolima@camara.leg.br dep.irinylopes@camara.leg.br dep.joaopaulolima@camara.leg.br dep.joseguimaraes@camara.leg.br dep.josementor@camara.leg.br dep.luizcouto@camara.leg.br dep.odaircunha@camara.leg.br dep.ricardoberzoini@camara.leg.br dep.vicentecandido@camara.leg.br dep.fatimabezerra@camara.leg.br dep.franciscochagas@camara.leg.br dep.gabrielguimaraes@camara.leg.br dep.geraldosimoes@camara.leg.br dep.marciomacedo@camara.leg.br dep.miguelcorrea@camara.leg.br dep.nelsonpellegrino@camara.leg.br dep.padrejoao@camara.leg.br dep.pauloteixeira@camara.leg.br dep.zezeuribeiro@camara.leg.br dep.alceumoreira@camara.leg.br dep.carlosbezerra@camara.leg.br dep.daniloforte@camara.leg.br dep.eduardocunha@camara.leg.br dep.eliseupadilha@camara.leg.br dep.fabiotrad@camara.leg.br dep.leonardopicciani@camara.leg.br dep.marceloalmeida@camara.leg.br dep.maurobenevides@camara.leg.br dep.osmarserraglio@camara.leg.br dep.albertofilho@camara.leg.br dep.amirlando@camara.leg.br dep.franciscoescorcio@camara.leg.br dep.joaomagalhaes@camara.leg.br dep.marcalfilho@camara.leg.br dep.nildagondim@camara.leg.br dep.odiliobalbinotti@camara.leg.br dep.renanfilho@camara.leg.br dep.ronaldobenedet@camara.leg.br dep.sandromabel@camara.leg.br dep.cesarcolnago@camara.leg.br dep.joaocampos@camara.leg.br dep.jutahyjunior@camara.leg.br dep.luizcarlos@camara.leg.br dep.luizpitiman@camara.leg.br dep.maurobenevides@camara.leg.br dep.williamdib@camara.leg.br dep.bonifaciodeandrada@camara.leg.br dep.nelsonmarchezanjunior@camara.leg.br dep.reinaldoazambuja@camara.leg.br dep.rodrigodecastro@camara.leg.br dep.esperidiaoamin@camara.leg.br dep.gladsoncameli@camara.leg.br dep.paulomaluf@camara.leg.br dep.vilsoncovatti@camara.leg.br dep.dilceusperafico@camara.leg.br dep.eduardodafonte@camara.leg.br dep.jeronimogoergen@camara.leg.br dep.lazarobotelho@camara.leg.br dep.sandesjunior@camara.leg.br dep.atilalins@camara.leg.br dep.eduardosciarra@camara.leg.br dep.onofresantoagostini@camara.leg.br dep.paulomagalhaes@camara.leg.br dep.sergiozveiter@camara.leg.br dep.vilmarrocha@camara.leg.br dep.felipebornier@camara.leg.br dep.jaimemartins@camara.leg.br dep.jeffersoncampos@camara.leg.br dep.joaolyra@camara.leg.br dep.josenunes@camara.leg.br dep.moreiramendes@camara.leg.br dep.silascamara@camara.leg.br dep.waltertosta@camara.leg.br dep.anthonygarotinho@camara.leg.br dep.jorginhomello@camara.leg.br dep.lincolnportela@camara.leg.br dep.paulofreire@camara.leg.br dep.goretepereira@camara.leg.br dep.lucianocastro@camara.leg.br dep.manuelrosaneca@camara.leg.br dep.betoalbuquerque@camara.leg.br dep.pastoreurico@camara.leg.br dep.sandrarosado@camara.leg.br dep.gonzagapatriota@camara.leg.br dep.josestedile@camara.leg.br dep.juliodelgado@camara.leg.br dep.keikoota@camara.leg.br dep.felipemaia@camara.leg.br dep.luizdedeus@camara.leg.br dep.mendoncaprado@camara.leg.br dep.alexandreleite@camara.leg.br dep.efraimfilho@camara.leg.br dep.elicorreafilho@camara.leg.br dep.onyxlorenzoni@camara.leg.br dep.felixmendoncajunior@camara.leg.br dep.marcosrogerio@camara.leg.br dep.paeslandim@camara.leg.br dep.ozieloliveira@camara.leg.br dep.vieiradacunha@camara.leg.br dep.wevertonrocha@camara.leg.br dep.arnaldofariadesa@camara.leg.br dep.fabioramalho@camara.leg.br dep.robertofreire@camara.leg.br dep.rosaneferreira@camara.leg.br dep.sandroalex@camara.leg.br dep.sarneyfilho@camara.leg.br dep.andremoura@camara.leg.br dep.pastormarcofeliciano@camara.leg.br dep.edmararruda@camara.leg.br dep.professorsergiodeoliveira@camara.leg.br dep.delegadoprotogenes@camara.leg.br dep.evandromilhomen@camara.leg.br dep.assismelo@camara.leg.br dep.antoniobulhoes@camara.leg.br dep.vitorpaulo@camara.leg.br dep.betomansur@camara.leg.br dep.chicoalencar@camara.leg.br dep.luistibe@camara.leg.br dep.lourivalmendes@camara.leg.br dep.edsonsilva@camara.leg.br   dep.ronaldofonseca@camara.leg.br dep.vicentearruda@camara.leg.br dep.hugoleal@camara.leg.br dep.valtenirpereira@camara.leg.br dep.arthuroliveiramaia@camara.leg.br dep.dr.grilo@camara.leg.br dep.marcosmedrado@camara.leg.br dep.armandovergilio@camara.leg.br dep.benjaminmaranhao@camara.leg.br dep.fernandofrancischini@camara.leg.br dep.paulopereiradasilva@camara.leg.br
  • julho10
    CRP14/MS, Sinpsi-MS e acadêmicos mobilizam Deputados Federais para votação do PL 30 Horas A fim de levar o PL 30 Horas da Psicologia para a extra-pauta da sessão do dia 15 de julho, da Câmara dos Deputados, em Brasília. O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), articulou juntamente com o Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul (Sinpsi-MS) e, com representantes discentes dos cursos de psicologia, ações de mobilização junto aos Deputados Federais de MS no intuito de angariar votos e apoio.   Na próxima segunda-feira, 14 de julho, o Deputado Federal, Fábio Trad receberá uma comissão de psicólogos e acadêmicos às 09h30 para tratar do assunto. Interessados estão convidados e podem combinar horário e local com Keila, pelo telefone (67) 3382-4801   ENTENDA - O Projeto de Lei 3338, chamado de PL das 30 horas, prevê a redução da jornada de trabalho das/os profissionais da Psicologia para 30 Horas sem redução de salários.   Para que o PL 30 Horas da Psicologia entre na pauta de votação será preciso 22 assinaturas dos membros da Comissão de Constituição de Justiça e Cidadania (CCJC) e, 34 votos para ser aprovado e ser encaminhado para a sanção presidencial. Participaram da reunião representando o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, a presidente e a vice-presidente da instituição, Norma Cosmo e Beatriz Xavier, respectivamente. O conselheiro Fernando Faleiros e as assessoras técnicas e psicólogas, Keila Antônio, Darize Miuki e Patrícia da Silveira. Glace Freitas, presidente Sinpsi-MS, Ludimila dos Santos, representante discentes da UFMS, Camila Feline, representante discente da Uniderp, Renato Lima, representante discente da UCDB, Fernando Carminat, representando o Centro Acadêmicos da UFMS.    
  • julho2
    Fenapsi inicia nova campanha pela jornada de 30 horas A Fenapsi lançou esta semana a campanha “30 Horas Já Psicologia: Pela Saúde da Trabalhadora e do Trabalhador”. O objetivo é pressionar os deputados federais para que aprovem a redução da jornada de trabalho semanal para 30 horas para as/os profissionais da Psicologia sem redução salarial. A medida vai beneficiar cerca de 40 mil psicólogos e psicólogas que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) e os 20 mil que trabalham diretamente na área de assistência social, de acordo com levantamento do Conselho Federal de Psicologia (CFP), entidades sindicais e Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (Abep).   Proposto em 2008, o Projeto de Lei (PL) 3338, que fixa a nova jornada de trabalho, tramita na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, em Brasília. Após essa tramitação pela última comissão na Casa, o PL seguirá para sanção presidencial, caso nenhum deputado solicite análise por parte da Plenária.   Campanha A Fenapsi desenvolveu diversas artes para folders, adesivos, faixas, banner para Facebook, camisetas e cartazes. Elas já estão disponíveis para que todos os sindicatos iniciem a discussão em seus estados, seja por meio de eventos presenciais, seja por meio das redes sociais e dos seus sites. É importante a utilização deste material para que a campanha tenha identidade visual unificada, o que fortalece a luta, agregando mais apoio para o convencimento do Parlamento e da Presidência da República.   A hashtag que será utilizada nas redes sociais será #30horasjápsicologia. É importante disseminá-la nas redes vinculando sua utilização à luta pela saúde da trabalhadora e do trabalhador da Psicologia. Serão organizados momentos para discussão e manifestações de apoio em todo o Brasil e toda a programação da campanha poderá ser acompanhada aqui no site da Federação ou por meio da   fan page da Fenapsi no Facebook . O trabalho de convencimento por meio do corpo a corpo com as/os colegas de profissão também é importante para ampliar o alcance da mobilização.   Toda a campanha segue deliberação da reunião ampliada da Fenapsi de 2013 que instituiu a comissão sobre as 30 horas. Ela é composta pela presidenta da Fenapsi, Fernanda Lou Sans Magano; pela vice-presidenta da Fenapsi, Shirlene Queiroz de Lima; além de Marconi Moura; e Renata Moraes.   Clique nos links abaixo para abrir e baixar as artes da campanha: http://www.fenapsi.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=146:fenapsi-inicia-nova-campanha-pela-jornada-de-30-horas&catid=93:destaques&Itemid=582   Benefícios A jornada reduzida é frequentemente apontada como componente de melhoria das condições de trabalho, com reflexos diretos na qualidade dos serviços. Enquanto outras categorias, como fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais, já se beneficiam das 30 horas semanais, os psicólogos são submetidos a jornadas maiores. A eliminação dessas disparidades requer uma lei nacional sobre o assunto.   O Sistema Único de Saúde (SUS) e o Sistema Único da Assistência Social (Suas) funcionam por meio de equipes multiprofissionais, o que não justifica carga horária diferenciada dentro das equipes.  
  • julho2
    Recobrança 2014 tem vencimento no dia 10 O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul já realizou o envio dos boletos referentes à Recobrança da Anuidade 2014. Os vencimentos são para os dias: 10 de julho, 10 de agosto e 10 de setembro. Caso ainda não tenha recebido o seu boleto, ou tenha dúvidas, favor entrar em contato com a secretaria pelo telefone (67) 3382-4801 ou pelo e-mail secretaria@crpms.org.br   Em caso de quitação, favor desconsiderar este informação.  
  • junho30
    Livro celebra vitória dos Direitos Humanos sobre a Ditadura   “A Ditadura se mantém viva no presente quando não se pode falar sobre ela”, explica Marcelo Zelic, vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais. Ainda que a história estabeleça datas para seu começo e fim, expor a Ditadura à luz dos Direitos Humanos é o que o Sistema Conselho de Psicologia pretende com o lançamento do livro “A verdade é revolucionária: testemunhos e memórias de psicólogos e psicólogas sobre a ditadura civil-militar brasileira (1964-1985)”. No dia 26 de junho, o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), realizou no auditório da OAB/MS, em Campo Grande, o lançamento regional do título, reunindo representantes de várias instituições de Direitos Humanos e conferência com Marcelo Zelic. O evento reuniu mais de 80 pessoas e foi um marco para a psicologia sul-mato-grossense, que participa da obra com o relato da psicóloga Eneida Cristina Ribeiro. “Contar essa parte da minha história é contar um pedaço da história daquele Brasil. Acho muito importante essa iniciativa, pois nos leva a refletir sobre o quanto as coisas que nos afetam, podem afetar o outro. E quando pensamos essa relação no Poder, entendemos que isso desrespeita a todos nós. É importante tornar público o que desrespeita ao poder público”, destaca Eneida. Para a organizadora do evento, a psicóloga Simone Grisolia, o evento reafirma o compromisso da Psicologia com a sociedade. “Nós temos um compromisso intransigente com os Direitos Humanos, o lançamento deste livro é um ponto de partida para ampliar o debate sobre o que aconteceu e ainda continua acontecendo nessa sociedade da lógica punitiva. Hoje conseguimos enquadrar a Ditadura, mas há também outros tipos de violações de direitos humanos como o direito da criança e do adolescente, do idoso, toda a questão indígena e da terra, diversidade sexual e gênero, minorias, enfim. Direitos Humanos é uma bandeira não só do 14, mas de todo o Sistema Conselhos”, explica.             O evento contou com a participação da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MS, representada por Joatan Loureiro da Silva, a Defensora Pública Estadual, Neyla Ferreira Mendes, a Coordenadora Estadual de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial (CPPIR), Raimunda Luzia de Brito .             CONFERÊNCIA – O convidado especial da noite, o vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais, Marcelo Zelic, destacou em sua conferência a violação dos direitos indígenas, trazendo um olhar para Mato Grosso do Sul. “Porque o choro de uma mãe indígena não é igual ao de outras mães?”, questionou Marcelo ao relatar o descaso do poder público em reconhecer e legalizar a demarcação das terras indígenas.             Para Zelic, o primeiro passo para acabar com a cultura da violência é denunciar, mas ainda é preciso garantir segurança e sigilo ao denunciante e isso se faz com o deslocamento dos órgãos investigadores.     P.S: O Jornal do CRP14, preparou para a próxima edição uma entrevista exclusiva com Marcelo Zelic.
  • junho30
    Representantes de Direitos Humanos discutem a questão Indígena em MS   Aproveitando a vinda do vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais, Marcelo Zelic, representantes das Comissões de Direitos Humanos, do Conselho Regional de Psicologia (CRP14/MS) e da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), realizaram, no dia 27 de junho, uma reunião de trabalho a fim de discutir Diretos Humanos e a questão indígena. Tema extremamente relevante, uma vez que Mato Grosso do Sul possui a segunda maior população indígena do País e a maior densidade demográfica indígena brasileira. A reunião  surgiu como um desdobramento do evento do lançamento do livro “A Verdade é Revolucionária” e da discussão sobre o relatório Figueiredo. “Abordamos  a questão indígena,  com ênfase na alta incidência de suicídios nesta população, especialmente entre os jovens”, explicou a Conselheira Simone Grisolia. Neste contexto,  a Psicologia, enquanto ciência e profissão,  deve  desempenhar importante  papel para a compreensão da ocorrência dos suicídios na sua dimensão histórica e cultural  e como contribuir para romper com esta prática.  Marcelo apresentou uma proposta  para a intervenção por meio do Psicodrama,  para contribuir com os familiares para lidar  com este sofrimento.  Na ocasião, a presidente do CRP14/MS, Norma Cosmo, falou das temáticas para o trabalho do CREPOP neste ano, definidas na APAF, que serão: direitos sexuais e reprodutivos, populações quilombolas e indígenas, sugerindo uma confluência na direção dos objetivos tratados  nesta reunião.  Representando o Comitê da Memória e Verdade da OAB/M, o doutor Lairson apresentou a necessidade de implantar clínicas de testemunhos junto à população indígena de MS. Também presentes na reunião os psicólogos Margarida e o Yan Chaparro contextualizaram e buscaram explicar as raízes dos suicídio, o significado da posse da terra, o sofrimento desta população. O ex-presidente do CRP14/MS e membro da Comissão de Direitos Humanos no Conselho, Carlos Afonso Marcondes Medeiros, enfatizou o trabalho que vem sendo realizado pelo DSEI/SESAI em Mato Grosso do Sul, coordenado atualmente pela conselheira Giovana Guzzo, com produção de pesquisas relevantes abordando a temática.  A Defensora Pública Estadual de MS, Dra. Neyla Ferreira Mendes, afirmou a necessidade de se efetivar ações de enfrentamento à ocorrência dos suicídios e considerou que a formação deste grupo de trabalho poderá ser muito importante neste sentido. Assim, foi formado um Grupo de trabalho (GT) para delinear ações para serem desenvolvidas junto à população indígena de MS e com os não índios na perspectiva de redução/rompimento dos suicídios nesta população.  O CRP14/MS foi convidado a integrar o Comitê Memória e Verdade da OAB/MS, como um esforço de coalizão entre protagonistas dos Direitos Humanos.  
  • junho27
    Curso de Extensão: Psicologia do Trânsito A disciplina pretende aperfeiçoar as percepções, experiências e compreensões da problemática complexa do trânsito, tais como os comportamentos de risco, comportamentos conflitivos, as causas de acidentes e de infrações, bem como os caminhos para alcançar um trânsito mais humano e mais seguro enfatizando a importância da prevenção e promoção da saúde e da educação. Além disso pretende-se preparar os alunos para seguirem posteriormente cursos de especialização ou de mestrado em psicologia de trânsito.     Psicólogo Responsável: Renan da Cunha Soares Junior ( CRP14/02715-9 )     Confira todas as informações em: http://site.ucdb.br/cursos/4/formacao-continuada/480/presencial/716/psicologia-do-transito/2804/       Informações:     Fones: (67) 3312-3354 ou (67) 3312-3482
  • junho27
    CURSO BÁSICO DE PSICODRAMA CONHEÇA OS FUNDAMENTOS E APLICAÇÕES DESTA ABORDAGEM EXISTENCIAL FENOMENOLÓGICA     PROGRAMA •               História e Filosofia:     Trajetória de Jacob  Levy MORENO •               Fundamentos da Socionomia: Espontaneidade, Criatividade e Papéis •               Sessão de Psicodrama: Etapas, Instrumentos e Técnicas Básicas •               Aplicações Práticas do Psicodrama   INSCRIÇÕES: (67) 9984.2641 – com Luiza Local: Núcleo de Psicodrama GAYA Rua Dr. Robson Benedito Maia, 511 Carandá Bosque – Campo Grande/MS (Próximo ao Parque Soter   Carga horária: 16 horas Datas: JULHO - 03, 10, 17 e 24 Horário: 18h15 às 22h15 Valor do investimento:                                   Profissionais R$360,00          Estudantes Universitários: R$280,00   “O Psicodrama é um caminho apaixonante para quem procura uma teoria atualizada, instrumentos e métodos de ação para seu trabalho com pessoas e grupos, nos diferentes contextos: psicoterápico, empresarial, educacional, comunitário, dentre outros.”    
  • junho20
    Psicóloga de MS participa de livro sobre Memórias da Ditadura que será lançado dia 26 em Campo Grande   Evento terá conferência com o vice-presidente do grupo Tortura Nunca Mais   Resultado da idealização e do esforço coletivo do Sistema Conselhos em contribuir para a memória histórica e política do País, a publicação   “A verdade é revolucionária – testemunhos e memórias de psicólogas e psicólogos sobre a ditadura civil-militar brasileira (1964-1985)”   é um livro que contém depoimentos desses profissionais que, de diversas maneiras, tiveram suas vidas atravessadas pela ditadura civil-militar de 1964 à 1985.  A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Conselho Regional de Psicologia 14ª Região – MS convida psicólogas, psicólogos, acadêmicos e demais membros da sociedade interessados na temática a participar da solenidade de lançamento local desta relevante obra que insere a Psicologia de Mato Grosso do Sul entre os registros nacionais de memórias da ditadura.   O evento será realizado na quinta-feira, dia 26 de junho de 2014, a partir das 18h30, no auditório da OAB/MS, em Campo Grande (Altos da Av. Mato Grosso). “Com o lançamento do livro, visamos promover um debate e dar luz à temática que, apesar de parecer uma discussão sobre fatos históricos e distantes, apresenta-se demasiadamente atual e constante nas denominadas instituições totais”, explica uma das organizadoras do evento, a psicóloga e Conselheira, Simone Grisolia.     INSCRIÇÕES:  a participação é gratuita e aberta ao público, mas com vagas limitadas. Faça sua inscrição online pelo link: http://crpms.org.br/inscricao4.php        PROGRAMAÇÃO  (26.06.2014 )   18:30h – Abertura:  Apresentação Cultural 18:45h – Mesa de Abertura 19h – Conferencista - Marcelo Zelic - Vice-presidente do grupo Tortura Nunca Mais 19:30h - Mesa de Debates:   “As marcas da ditadura nos modos de subjetivação na contemporaneidade” . ·          Mediadora:  Psic. Simone Grisolia (CRP14/MS) ·          Debatedor: Joatan Loureiro da Silva –  Presidente da Comissão de Direitos ·          Humanos da OAB/MS ·          Psic.   Sandra Amorim   – CRP 14-MS (0497-17) ·          Cientista Social   Paulo Cabral . ·          Assistente Social   Raimunda Luzia de Brito 20:30h – Debate 21h – Coquetel de confraternização AUTÓGRAFOS -   A Psicóloga Eneida Cristina Gonçalves Ribeiro, é a representante de Mato Grosso do Sul no livro, narrando seu  depoimento  a partir da página 107, estará dando autógrafos e, conversando com os presentes.  REALIZAÇÃO:  CRP14/MS - APOIO:  OAB/MS - PARCERIA: CRESS, CEDH, Defensoria Pública, UFMS, UCDB, UNIDERP, UNIGRAN.
  • junho14
    Corpo de Bombeiros de MS regulamenta serviço de Psicologia Mais uma vitória para a Psicologia de Mato Grosso do Sul, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, uma das instituições mais respeitadas pela sociedade, regulamentou o Serviço de Psicologia dentro da instituição. O CRP14/MS conversou com a psicóloga Maria Cecília Romero da Rocha, que é gestora de atividades organizacionais do Corpo de Bombeiros de MS, que trouxe mais detalhes sobre este assunto: “A Lei Organizacional dos Bombeiros – LOB, até então vigente, era de 1990 e não previa o Serviço de Psicologia, mas em abril de 2014, foi criado este serviço que vai garantir melhorias para a saúde mental dos profissionais, melhorando as condições de trabalho da corporação”. Esta prática já existe em outros Estados. O próximo passo é estabelecer as atribuições do profissional de psicologia na corporação. 
  • junho14
    Unidade da Psicologia e PL 30 horas marcam AGE do SINPSI-MS Dezenas de psicólogos e psicólogas de Mato Grosso do Sul participaram neste sábado (14), da Assembleia Geral Extraordinária convocada pelo Sindicato dos Psicólogos do Estado do Mato Grosso do Sul (SINPSI-MS). O evento reforçou a unidade entre o Sindicato e o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso di Sul (CRP14/MS), no sentido de juntos construirem uma Psicologia cada vez mais forte e representativa. O destaque do evento foi a presença da presidente da Federação Nacional dos Psicólogos (Fenapsi), Fernanda Lou Sans Magano (SP), que, na ocasião, compartilhou os avanços do PL 30 horas. “Estamos bem próximos de consolidar uma conquista de toda a Psicologia do Brasil que é o Projeto de Lei que regulamenta a jornada laboral da categoria em 30 horas. Uma luta antiga que já foi aprovada pela Comissão de Finanças e Seguridade Social e que até julho deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça do Congresso para então, chegar a sansão presidencial. Torcemos para que até o mês agosto cheguemos ao fim desse pleito de mais de 20 anos”, explicou Fernanda. A Presidente da Fenapsi ressaltou ainda a importância de envolver os profissionais de todos os Estados a fim de organizar uma mobilização nacional. Segundo ela, há o risco do veto presidencial, uma vez que o mesmo modelo de projeto referente à categoria dos fonoaudiólogos foi vetado. “Estamos com uma nova campanha, o “30 Horas Já!”, e já estamos distribuindo material de divulgação e organizando uma caravana para irmos a Brasília, nos dias da votação. Em paralelo, já estamos articulando em parceria com o Conselho Federal de Psicologia (CFP), uma carta que será encaminhada aos Deputados Federais e Casa Civil reforçando nossos interesses”, destacou. >>>> Curta a Fanpage e acompanhe o andamento do “30 Horas Já!” https://www.facebook.com/Fenapsi       SINERGIA – A unidade entre a presidente do SINPSI-MS, Glace Freitas Siqueira, e a presidente do CRP14/MS, Norma Celiane Cosmo foi elogiada pela presidente da Fenapsi como estratégico para o avanço da Psicologia como um todo. “Vemos que a renovação dessas duas instituições trouxe grandes avanços para a categoria, pois a mesma parceria que a Fenapsi tem construído com o Sistema Conselhos é replicada na esfera de Mato Grosso do Sul. Com essa organização, cada entidade realiza o seu papel e cria-se uma sinergia que beneficia a Psicologia como um todo”, completa Fernanda. A Assembleia Geral Extraordinária – AGE, destacou os aspectos educativos e explicativos no que se refere à Convenção Coletiva e os princípios da Convenção de 98 da CLT, que garante da liberdade de sindicalização, as resoluções 154 e 151 da OIT, que tratam de questões de negociação coletiva. A Pauta da AGE discutiu ainda: 1 – Apreciação, deliberação e aprovação da Pauta de Reivindicações dos associados e demais membros da categoria visando as negociações coletivas para 2014/2015; 2 – Deliberação sobre delegação de poderes dos associados e demais membros da categoria para que a Diretoria do SINPSI-MS possa negociar e firmar Convenção Coletiva de Trabalho e Acordo Coletivo de Trabalho no estado de Mato Grosso do Sul, bem como instaurar ou responder Dissídio Coletivo ou apresentar defesa neste, no prazo do mandato desta Diretoria; 3 – Discussão e aprovação do valor e do vencimento do piso salarial regional e carga horária dos associados e demais membros da categoria.    
  • junho12
    [OPORTUNIDADE] SELEÇÃO DE PSICÓLOGOS(AS) EDITAL DE SELEÇÃO               A Organização Não Governamental Azul, na condição de entidade gestora do Programa de Apoio e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas Ameaçadas do Estado de Mato Grosso do Sul – PROVITA , torna público a abertura do processo seletivo para contratação e cadastro de reserva do seguinte profissional:   PSICÓLOGO(A)        Habilidades e requisitos requeridos dos/as profissionais: Afinidade com a temática dos direitos humanos; Experiência profissional em ONG’s ou em Movimentos Sociais; Capacidade de trabalhar em equipe interdisciplinar; Capacidade de trabalhar com situações de risco e stress; Capacidade de elaboração e sistematização da prática; Comportamento ético nas relações sociais e de trabalho; Habilidades em informática (digitação e internet); Desenvoltura na língua portuguesa; Curso superior completo em sua respectiva área de atuação; Inscrição regular em seu Conselho Profissional; Disponibilidade para viagens freqüentes por períodos de 2 (dois) a 5 (cinco) dias consecutivos. Capacidade para resguardar informações que envolvam o sigilo da proteção de usuários.   Descrição das principais atividades do/a Psicólogo/a:   Colaborar na consolidação da política de direitos humanos na qual se insere o Programa de Proteção à Testemunhas; Subsidiar o Conselho Deliberativo e a Entidade Gestora com as informações que se fizerem necessárias ao cumprimento adequado do Programa de Proteção; Elaborar diagnósticos, pareceres e estudos relacionados a casos sob proteção; Orientar a equipe interdisciplinar em sua intervenção específica; Realizar triagem e traslado de testemunhas; Elaborar relatórios periódicos sobre o trabalho realizado; Alimentar os bancos de dados com as informações pertinentes; Trabalhar na perspectiva de promoção de saúde mental dos usuários; Encaminhar os casos necessários para atendimento psicológico; Trabalhar junto à rede de parceiros do Programa.       Regime de trabalho : celetista com dedicação profissional exclusiva. A remuneração (valor bruto mensal): R$ 3.220,00 (três mil, duzentos e vinte reais), mensais.   II – DA INSCRIÇÃO               Os/as canditados/as devem enviar Currículo para ONG AZUL no período de 11 a 30 de junho de 2014  via email: ong.azul@yahoo.com.br ,             Os Currículos selecionados serão convocados para realização de prova escrita e entrevista, em data e horário previamente agendados para a segunda semana de julho de 2014.               Os esclarecimentos podem ser solicitados através de mensagens para o endereço acima em nome de Marco Aurélio.                                                                          Campo Grande – MS, 10 de junho de 2014.             Marco Aurélio Portocarrero Naveira Presidente ONG AZUL  
  • junho12
    GEAP - Realização de Pesquisa   Participe da pesquisa sobre o uso de testes gráficos na prática de avaliação psicológica no Brasil.    Buscamos participantes que sejam psicólogos e que tenham alguma experiência com testes e técnicas gráficas (HTP, Palográfico, Bender, DFH, entre outros). Se você preenche estes requisitos, solicitamos a sua colaboração com a pesquisa, respondendo ao questionário online, disponibilizado na plataforma Survey Monkey, através do link abaixo: https://pt.surveymonkey.com/s/testesgraficos   Este site é seguro, destinado para coleta de dados online.   Agradecemos a colaboração!   Realização: Grupo de Estudo, Aplicação e Pesquisa em Avaliação Psicológica (GEAPAP) Laura Poll Gomes - Psicóloga – CRP07/16987   Contatos institucionais (UFRGS): GEAPAP - Fone: (51)3308 5352, Email: geapap@ufrgs.br Comitê de Ética em Pesquisa - Fone: (51)33085696, Email: cep-psico@ufrgs.br
  • junho12
    Formação em Análise Comportamental Clínica     Objetivos   ⇒  Preparar estudantes de psicologia para atuarem qualificadamente como psicólogos clínicos de base analítico-comportamental quando estiverem graduados. ⇒  Estabelecer as bases para um futuro curso de Especialização.   Duração 1 Ano e meio   Carga Horária 209 horas.   Grade curricular   http://www.ibac.com.br/arquivos/pdf/Grade%20Curricular%20-%20Forma%C3%A7%C3%A3o%20em%20ACC.pdf   Clientela ⇒  Estudantes de psicologia a partir do 6º semestre. ⇒  Psicólogos e psiquiatras.   Características do Curso Três módulos semestrais: ⇒  Formação filosófica, teórico-conceitual e aplicada; ⇒  Treino em entrevistas; estágio e supervisão clínica; ⇒  Clientela e local para o estágio, disponibilizada pelo IBAC; ⇒  Horas para estágio na graduação; ⇒  Aproveitamento de créditos para um futuro curso de Especialização em ACC.   Periodicidade Aulas aos sábados de 14h30 às 17h.   Inscrições As inscrições podem ser feitas pelo site. Acesse o formulário de inscrição através do link que disponibilizamos logo abaixo. As inscrições também podem ser feitas diretamente na Sede do Instituto - SGAS 910 Cond. Mix Park Sul, bloco F, sala 121, 1º andar, Asa-Sul. A taxa de matrícula custa R$ 140,00 o pagamento desta taxa pode ser efetuado através de depósito bancário ou pagamento direto na  Sede do Instituto. Caso deseje efetuar o pagamento via depósito bancário os dados de nossa conta são: Banco do Brasil | Agência 1004-9 | Conta 16.375-9. Após efetuar seu depósito envie-nos o comprovante de pagamento via e-mail  ibac@ibac.com.br  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Obs. A matrícula e a 1ª parcela (vencimento no dia 10/08/2014) serão pagas via depósito bancário identificado ou na secretaria do IBAC. A partir da 2ª parcela o aluno irá efetuar seu pagamento através de boleto bancário que poderá ser emitido pelo mesmo no Portal do Aluno.   CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER:  http://www.intranetibac.com.br/sii/index.php?codCurso=5   Local IBAC - 910 sul - conj. Mix Park Sul - bloco F sls. 119 a 131. Telefones:  (61) 3242-5250  |  (61) 3443-4086 .   Coordenação João Vicente de Sousa Marçal | CRP: 01/5316 - Doutor em Psicologia (UnB), psicólogo clínico. Gustavo Tozzi Martins | CRP: 01/12792 - Mestre em Ciências do Comportamento (UnB), psicólogo clínico.   Atividades Complementares O IBAC também disponibiliza aos seus alunos atividades extra-classe regulares, algumas sem ônus adicional; ⇒  Curso instrumental (leitura) em inglês: professor especializado; ⇒  Monitoria*: plantões semanais de dúvidas sobre princípios em AEC; ⇒  Aulas de revisão* e treino de análise de contingências*; ⇒  Grupos de Estudo em temas variados a cada semestre ; ⇒  Cursos de Extensão; ⇒  Jornadas de Análise do Comportamento; ⇒  Encontros Regionais de Psicologia Comportamental. * exclusivos para alunos dos cursos do IBAC.  
  • junho9
    ENTREVISTA | Ângelo Motti - Lei da Palmada A Lei da Palmada, atualmente batizada de Lei Menino Bernardo, foi o tema da estrevista da semana do Jornal Correio do Estado, do dia 09 de junho. O Entrevistado foi o psicólogo e parceiro do Conselho, Ângelo Motti. O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul - 14ª Região, parabeniza publicamente a atuação do Colega nesta entrevista e, divulga o material para download a fim de registrar o quanto este assunto é de interesse da Psicologia. Que cada Psicóloga e cada Psicólogo possa estar acompanhando de perto este assunto e seus desdobramentos.   
  • junho6
    Assembleia Geral Extraordinária Dia: 14.06.2014 Horário: 09 horas Local: FETEMS – Rua 26 de Agosto, N. 2296 (Bairro Amambaí)   Obs: O SINPSI-MS irá oferecer almoço aos participantes, portanto envie no e-mail   diretoriasinpsims@gmail.com  o interesse até dia 11/06. As fichas para o almoço serão entregues no ato do credenciamento.   Download: veja a programação. A presidente do Sindicato dos Psicólogos do Estado do Mato Grosso do Sul (SINPSI-MS), nos uso de suas atribuições legais e estatutárias, convoca todos os associados e demais membros da categoria para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária que será realizada dia 14 de junho de 2014, às 09h00min em primeira convocação e às 09h30min em segunda convocação, na sede da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) localizada na Rua 26 de agosto n.º 2.296, nesta cidade, para deliberação da seguinte ordem do dia:   1 – Apreciação, deliberação e aprovação da Pauta de Reivindicações dos associados e demais membros da categoria visando as negociações coletivas para 2014/2015; 2 – Deliberação sobre delegação de poderes dos associados e demais membros da categoria para que a Diretoria do SINPSI-MS possa negociar e firmar Convenção Coletiva de Trabalho e Acordo Coletivo de Trabalho no estado de Mato Grosso do Sul, bem como instaurar ou responder Dissídio Coletivo ou apresentar defesa neste, no prazo do mandato desta Diretoria; 3 – Discussão e aprovação do valor e do vencimento do piso salarial regional e carga horária dos associados e demais membros da categoria.     Programação   09:00h – Credenciamento 09:30h – Abertura Participantes:    •  Psic. Ms. Glace Freitas Siqueira (Presidente do SINPSI-MS) •  Psic. Ms. Norma Celiane Cosmo (Presidente do CRP 14/ MS) •  Psic. Fernanda Magano (Presidente FENAPSI) 12h – Almoço 13:30h – Início Convenção Coletiva • Apresentação das propostas Piso Salarial e Carga Horária e debate 15h – CoffeeBreak 16h - Apresentação Sindicatos de Apoio e Finalização do Acordo Coletivo. 17h – Encerramento   Inscrição: Enviar nome completo e telefone para confirmar presença no e-mail  diretoriasinpsims@gmail.com   Obs.: O SINPSI-MS irá oferecer almoço aos participantes, portanto envie no e-mail o interesse até dia 11/06. As fichas para o almoço serão entregues no ato do credenciamento.      
  • junho5
    Entidades de Direitos Humanos articulam lançamento do livro: "A verdade é Revolucionária” Na manhã de 03/06/2014, na sede do CRP14/MS, foi realizado um encontro pela Comissão de Direitos Humanos (CDH/CRP14MS) com representantes do Conselho Estadual de Direitos Humanos (CEDH/MS) e da Coordenadoria de Políticas Públicas da Igualdade Racial (CEPIR).                 Em pauta constava o lançamento do livro: "A verdade é Revolucionária: testemunhos e memórias de psicólogos e psicólogas sobre a ditadura civil-militar brasileira (1964-1985).”   O Sr. Luiz Fernando da Silveira Osório, conselheiro do CEDH, afirmou apoio ao evento, considerando a importância deste debate na atualidade. A Profª Raimunda Luzia de Brito, coordenadora da CEPIR, relembrou fatos de sua própria história à época da ditadura quando atuou como liderança do movimento estudantil.   Além dos parceiros que se fizeram presentes na reunião, a ação contará ainda com o apoio do Conselho Regional de Serviço Social 21ª Região (CRESS/MS) e da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS).   No dia 23/06/2014 a CDH-CRP14/MS e a CDH-OAB/MS reuniram-se para discutir a importância da temática e para abordar estratégias de divulgação da ação junto aos profissionais, acadêmicos e a sociedade de um modo geral. Na ocasião definiu-se (26/06/2014) pela data e local (Auditório OAB/MS) do lançamento.     Estiveram presentes:   Conselheira Simone Grisolia – Coordenadora da CDH - CRP 14/MS Psic. Keila de Oliveira Antonio - Técnica Regional do CREPOP Darize Miuke Tashima – Assessora Técnica CRP 14/MS Karoline Mincarone – Estagiária CRP 14/MS  
  • junho5
    Recobrança da anuidade vence dia 10 de julho [NOVO]   O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul já realizou o envio dos boletos referentes à Recobrança da Anuidade 2014. Os vencimentos são para os dias: 10 de julho, 10 de agosto e 10 de setembro. Caso ainda não tenha recebido o seu boleto, ou tenha dúvidas, favor entrar em contato com a secretaria pelo telefone (67) 3382-4801 ou pelo e-mail secretaria@crpms.org.br   Em caso de quitação, favor desconsiderar este informação.    P.S: favor desconsiderar as datas divulgadas anteriormente. 
  • junho3
    CRP14 participa da primeira APAF da nova gestão do CFP, com dois delegados   Um feito inédito para a história do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul – 14ª Região, marcou a primeira Assembleia das  Políticas, da Administração e das Fianças – APAF de 2014. Ao superar o índice de três mil psicólogos (as) inscritos, o CRP14/MS passou enviar dois delegados para o evento político mais relevante da categoria. Participaram da APAF, representando o CRP14/MS, a Presidente, Norma Celiane Cosmo, acompanhada do Conselheiro Fernando Faleiros, e da Conselheira Irma Macário, como suplente. Esse aumento da representatividade coloca co CRP14/MS em igual importância e paridade com os Conselhos que possuem entre 3 e 10 mil inscritos.  “A Pauta foi extensa para os dois dias destinados para a Assembéia,  e  o pouco  tempo aliado ao  intenso debate envolvendo as delegações  impediu o cumprimento deliberativo de  todos os pontos de pauta. O CRP 14/MS  participou desse coletivo defendendo a aprovação de investimentos em  projetos caros à Psicologia brasileira, como o Centro de Referência em Pesquisas Psicossociais – CREPOP,  visto nossa preocupação em produzir uma psicologia que alcance extratos  da população que  ao longo do desenvolvimento da profissão tem ficado a margem do acesso aos serviços da Psicologia”, destacou Norma.   A Assembleia que foi realizada nos dias 30 de maio de 1º de junho de 2014 também registrou a primeira APAF sob a nova gestão do Conselho Federal de Psicologia (CFP), onde participaram representantes dos 23 conselhos regionais.  
  • junho2
    Ciência e Profissão prorroga inscrições para trabalhos para até 30 de junho   A Organização do IV Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão, juntamente com o CFP, decidiu prorrogar o prazo para inscrição de atividades e confirmação de inscrição de participantes até o dia 30 de junho de 2014.   O Congresso será realizado entre os dias 19 e 23 de novembro de 2014 em São Paulo.   Outras informações pelo e-mail natasha.fonseca@cfp.org.br    
  • junho2
    COF e GT de Interiorização fazem palestra e entregam CIP em Dourados   A Comissão de Orientação e Fiscalização em parceria com o GT de Interiorização esteve em Dourados – MS, no dia 29/05, realizando ações previstas no Plano de Trabalho Anual do CRP14/MS. Foi realizada a palestra “Integração com acadêmicas (os) e profissionais”, na Faculdade Anhanguera de Dourados, com a participação de 133 pessoas. As Conselheiras Rosemeire Martins e Sueli Viçoso, a Agente de Orientação e Fiscalização Patrícia Dantas Silveira e a representante do Sinpsi-MS Mariene Naegeli, contando com a colaboração do Professor Roberto Padim, foram responsáveis pela ação que tem por objetivo promover uma aproximação com todas as Instituições de Ensino Superior que oferecem a formação de psicólogas (os) no estado, aproximando o Conselho dos futuros profissionais, antes de ingressarem no mercado de trabalho e possibilitando o conhecimento das áreas de atuação dos CRPs bem como os principais aspectos que envolvem a atuação profissional. Foram            abordados os seguintes temas: ética profissional, o exercício e os desafios da profissão, a estrutura e o funcionamento do Sistema Conselhos, incluindo informações desde o registro até a relação e participação do profissional no CRP. Além disso, foi destacado o papel do Sinpsi-MS, proporcionando a diferenciação de papéis entre tais órgãos.   Em um segundo momento foi realizada a Cerimônia de Entrega de Carteiras de Identidade Profissionais (CIPs) às (aos) psicólogas (os) abaixo:   Carlos Henrique Ribeiro da Silva Franciele Pinto Dias Carneiro Gessyka Pimenta Borba Haroldo de Barros Lopes Isabela Soares de Oliveira Juliana Fernandes Basilio Kelone Ramos Martins Vidal Tatiane Carvalho Castro   Em nome das Comissões envolvidas, o CRP14/MS agradece a participação de todas (os) no evento e parabeniza as (os) profissionais pelo recebimento da CIP.
  • junho2
    CRP14/MS e OAB/MS organizam lançamento de livro sobre a ditadura Membros da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) reúniram-se com representantes do Conselho Regional de Psicologia de MS, para acertar os detalhes do lançamento do livro que aborda a ditadura brasileira sob a perspectiva de psicólogos. O encontro aconteceu nesta sexta-feira (23), na sede da OAB/MS.   Com previsão de lançamento no dia 26 de junho, o livro “A Verdade é Revolucionária – Testemunhos e Memórias de Psicólogas e Psicólogos sobre a Ditadura Civil-Militar Brasileira (1964-1985)” contém depoimentos dos profissionais que vivenciaram a ditadura civil-militar. Conforme Simone Grisolia, coordenadora da Comissão de Direitos Humanos do Conselho de Psicologia, a publicação visa “promover debates e dar luz à temática que, apesar de parecer uma discussão sobre fatos históricos e distantes, apresenta-se demasiada atual e constante nas instituições totais”. 
  • maio29
    Conselho faz um giro pelas Universidades do Estado e se aproxima de acadêmicos de psicologia Previstas no Plano de Trabalho da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF), o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) está percorrendo as universidades que oferecem a graduação em Psicologia e apresentando o Conselho para os acadêmicos.   De acordo com a agente de orientação e fiscalização, a psicóloga, Patrícia Dantas, essas ações visam promover uma aproximação com todas as Instituições de Ensino Superior que oferecem a formação de psicólogos no Estado, aproximando o Conselho dos futuros profissionais, antes de ingressarem no mercado de trabalho. “Abordamos os seguintes temas: ética profissional, o exercício e os desafios da profissão, a estrutura e o funcionamento do Sistema, desde o registro até a relação e participação do profissional no Conselho”, explica Patrícia.   Confira as agendas de visitas:   30 de abril – Uniderp 23 de maio – UFMS/Campo Grande 29 de maio – Dourados 11 de junho - UCDB   Os coordenadores dos cursos de graduação em Psicologia podem entrar em contato com o CRP14/MS, pelo telefone (67) 3382-4801, e solicitar a visita da equipe da COF.
  • maio22
    CRP14 apoia manifestação antimanicomial no dia 30 No mês em que marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial (18), o Conselho Municipal de Saúde, a Comissão de Redução de Danos e a Comissão Intersetorial de Saúde, com parceiria e apoio do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, realizam no dia 30 de maio uma manifestação pública reivindicando a efetivação das políticas públicas antimanicomiais. A Manifestação será realizada na Praça Ary Coelho, em Campo Grande, a partir das 08 horas e é aberta à sociedade. Integrante da organização do evento a psicóloga e conselheira do CRP14, Euricléia Azevedo destaca que a programação visa dar maior visibilidade a estas reivindicações. “Vamos ter apresentações culturais, palestras e distribuição de informativos a fim de envolver toda a sociedade nessa luta que é de todos nós”, destaca.  
  • maio22
    Acadêmicos de Psicologia da Uniderp-Anhanguera recebem palestra do CRP14/MS Com base no Plano de Trabalho do CRP14/MS, a assessora técnica, Darize Miuke Tashima, e a Agente de Orientação e Fiscalização, Patrícia Dantas Silveira, realizaram nos dias 28 e 30/04 as palestras “Entenda o Sistema Conselhos de Psicologia” e “S istema Conselhos e a integração com o futuro profissional” às (aos) acadêmicas (os) do último ano do Curso de Psicologia da UNIDERP-ANHANGUERA. O objetivo é promover uma aproximação com todas as Instituições de Ensino Superior que oferecem a formação de psicólogas (os) no estado, aproximando o Conselho dos futuros profissionais, antes de ingressarem no mercado de trabalho e possibilitando o conhecimento das áreas de atuação dos CRPs bem como os principais aspectos que envolvem a atuação profissional. Foram abordados os seguintes temas: ética profissional, o exercício e os desafios da profissão, a estrutura e o funcionamento do Sistema Conselhos, incluindo informações desde o registro até a relação e participação do profissional no CRP. Em nome das Comissões envolvidas, o CRP14/MS agradece a participação de todas (os) nos eventos.
  • maio22
    CRP14/MS terá atendimento diferenciado durante jogos da Copa da FIFA 2014 A partir do dia 12 de junho o Brasil estará sediando o campeonato mundial de futebol da FIFA, nos dias em que a Seleção Brasileira entrar em campo, o expediente da sede do CRP14/MS terá horário diferenciado de atendimento, sendo das 08 às 15 horas.
  • maio21
    II SEMINÁRIO DA APUFPR-SSIND SOBRE ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO - 30 E 31 DE MAIO PROGRAMAÇÃO: 30 de maio 19h - Mesa de abertura 19h30 - Palestra de abertura: Assédio moral no serviço público Margarida Barreto Médica e pesquisadora do Núcleo de Estudos Psicossociais da Dialética Exclusão/Inclusão Social 20h30 - Debate 31 de maio 9h - Palestra: Condições de Trabalho na Universidade Valdemar Sguissardi - Professor titular aposentado da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) 10h15 - Debate 14h - Mesa de encerramento: Assédio moral na universidade Roberto Heloani - Professor titular da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e membro fundador do site   http://www.assediomoral.org/ 15h15 - Debate Local: AUDITÓRIO GRALHA AZUL (BLOCO DIDÁTICO I/ODONTOLOGIA) - CAMPUS JARDIM BOTÂNICO DA UFPR Entrada gratuita Para participar do evento é necessária a inscrição pelo e-mail  psicologiaapufpr@gmail.com  ou pelo telefone (41) 3151-9100
  • maio21
    Nota de repúdio frente à ação da Polícia contra professores e servidores da UFSC Nota de repúdio frente à ação da Polícia Federal e Polícia Militar contra os estudantes, professores e servidores no Campus da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC em 25 de março de 2014. A direção da Associação Brasileira de Psicologia Social - ABRAPSO torna pública sua indignação e repúdio frente à ação arbitrária, violenta, repressiva e desnecessária da Polícia Federal e Polícia Militar contra os estudantes, professores e servidores da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, no evento ocorrido em 25 de março, no Campus Florianópolis.   No ano em que lembramos com pesar os 50 anos do golpe e instalação do período de ditadura em nosso país, é de causar indignação maior que os representantes do Estado ainda não tenham aprendido que não existe nada capaz de tornar legítimo o uso da violência. Sabemos que o evento da UFSC não foi uma exceção e tem se tornado uma regra para lidar com as formas de organização política em nosso país. Nesse sentido, acreditamos que a discussão sobre a remodelação dessas duas instituições se tornou uma pauta urgente, sob o risco de perdermos direitos que lutamos muito para serem conquistados.   Reafirmamos nossa solidariedade à comunidade da UFSC e reiteramos a necessidade da descriminalização dos movimentos e lutas sociais.    Direção Nacional da Abrapso
  • maio21
    UFMS abre 20 vagas para mestrado em Psicologia O PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO  da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições  legais, torna pública a abertura de inscrições do Processo Seletivo visando à seleção de  candidatos para preenchimento de vagas no Programa de Pós-Graduação em Psicologia,  Curso de Mestrado, do Centro de Ciências Humanas e Sociais, com 20 vagas e ingresso  no segundo semestre letivo de 2014.    CONFIRA O EDITAL COMPLETO EM DOWLOADS 
  • maio19
    Bazar de Livros é aprovado por participantes e pode entrar para o calendário do CRP14/MS   Quem passou pela Praça Itanhangá na manhã deste domingo (18 de maio), se deparou com uma trilha de livros sobre o pavimento. Era o Bazar de Livros, realizado pelo Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, em parceria com a idealizadora do movimento, a psicanalista Andréa Brunetto. Mais de 30 pessoas voltaram para casa com novos livros usados. Elas mesmas fizeram a alegria umas das outras ao trocarem seus títulos literários. O evento também serviu como ponto de encontro de amigos e ocupação de um espaço público. A iniciativa foi tão bem recebida que o CRP14/MS estuda a possibilidade de tornar o Bazar de Livros uma atividade permanente. Aguardem novidades em breve! O Bazar de Livros teve apoio da FUNDAC e Contexto Mídia.    
  • maio18
    A Psicologia e o dia 18 de maio O dia 18 de maio é, para a Psicologia, uma data marcante que evoca duas bandeiras arvoradas pela profissão: o Dia Nacional da Luta Antimanicomial e o Dia Nacional de Enfrentamento ao abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Para registrar esta data, publicamos dois textos da Psicóloga Sandra Amorim, que sempre tem feito grandes contribuições para a Psicologia, seja junto ao Conselho Regional de Psicologia, quando no Conselho Federal de Psicologia. Assim, compartilhamos esta mensagem para que estes temas não passem em branco nas nossas memórias.   18 DE MAIO : DIA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES   O 18 de Maio, instituído pela Lei Federal nº 9970/2000, destaca-se também como o dia nacional do enfrentamento dos diferentes tipos de violência sexual contra crianças e adolescentese convoca-nos para lutar contraessa grave  violação dos direitos humanos. Com objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedadeesta data foi escolhida porqueem 18 de maio de 1973, em Vitória-ES, o assassinato dameninaAracelli Cabrera Crespo,de 8 anos , chocou o país. Aracelli foi seqüestrada, drogada, estuprada, teve seu rosto desfigurado com ácido, entre outras barbáries.  A história desse crime, contada por José Louzeiro no livro Aracelli , Meu Amor (1979) apresentadetalhes da violenta rede de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes em nossa sociedade: implicação da rede familiar, abuso de poder, tráfico de drogas, corrupção e impunidade. Os criminosos, todos de classes abastadas não foram punidos e a indignação mobilizou os movimentos sociais. Infelizmente casos como o de Aracelli, com diferentes roupagens são identificados com frequênciana nossa sociedade, que, cada vez mais vem se posicionando de forma mais responsável, especialmente em relação às denúncias.  A Constituição Federal de 1988, o Estatuto da Criança e do Adolescente de 1990 e o Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes de 2000, são pilares de uma política pública de enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil e conquistas que impactam na realidade,convocando a responsabilidade de todos a fim de materializar  uma cultura de cidadania que de fato corresponda, na realidade objetiva, à proteção integral de crianças e adolescentes. Neste 18 de Maio fazemos uma convocação em especialaos(as) psicólogos(as) para que, atentos(as) às realidades que se  apresentam, possam de fato  contribuir com o compromisso social da nossa ciência e  profissão na compreensão, prevenção  e estratégias de atendimento da violência sexual contra crianças e adolescentes. A violência envolve diferentes realidades - familiar, social, econômica, política, jurídica -  que estão assentadas em uma cultura e organizadas em uma rede dinâmica e autoritária de produção de violência, de consumismo exacerbado, de “coisificação”  e “erotização” da infância,  à qual devemos nos contrapor com uma rede efetiva de políticas públicas de proteção dos direitos das vítimas e de responsabilização do agressor. A violência sexual contra criança e adolescente é prática criminosa, prestes a se tornar “crime hediondo”, mas devido a valores culturais e morais da sociedade, ainda tem pouca visibilidade social e política. As transformações sociais necessárias para mudar essa realidade dependem da formação de uma nova mentalidade e principalmente uma ampla revisão de valores, conceitos e preconceitos que se manifestam nas relações sociais e interpessoais. Convocamos o compromisso e responsabilidade social de todos a fim de que a indignação frente à violação dos direitos humanos, cada vez mais produzam estratégias de enfrentamento à violência sexual de  crianças e adolescentes.     18 DE MAIO – DIA NACIONAL DA LUTA ANTIMANICOMIAL Em 18 de maio de 1898, foi criado no Brasil o Asylo de Alienados do Juquery, abrindo suas portas para abrigar os mais diversos tipos de excluídos da sociedade: mendigos, marginais, negros, drogados, prostitutas e pessoas com transtornos mentais. O nascimento do Juquery inaugura no Brasil a medicina “alienista” e ocorre num cenário republicano ligado ao mercado, transparecendo a característica higienista do momento – que tem como traço o conceito de limpar as ruas, sanear a imagem e o espaço urbanos, tirando da vista um ‘pool’ de pessoas que não respondia à produção. A partir de então houve expansão por todo território nacional de “asilos” e “hospícios” e “manicômios” e, por muito tempo, o tratamento oferecido às pessoas com transtornos mentais dos mais diferentes tipos, os ditos “loucos”, tiveram como recurso único e exclusivo o hospital psiquiátrico, instituição de produção de exclusão, segregação, violência e, muitas vezes, morte. De lá para cá tem se tentado desconstruir uma longa  história de violação de direitos,diante da qual gestores, sociedade civil e científica foram omissos por muito tempo. Desde a década de 70, a necessidade de mudança na assistência à saúde mental no Brasil é pauta na agenda de muitos segmentos da sociedade. Na década de 80 assistimos importantes medidas de humanização da assistência promovidas pelo setor governamental nos hospitais psiquiátricos federais e de alguns estados.  No entanto, o segmento hegemônico na atenção à saúde mental no Brasil, o setor privado, voltado para o lucro com a “loucura”, que teve grande incremento nos anos 60 e 70, permaneceu alheio a este movimento.   Em 1987, e aí já havíamos nos despedido da ditadura brasileira, após a realização da 1º Conferência Nacional de Saúde Mental, um grupo de profissionais, decepcionado com os ínfimos resultadosdos esforços, resolveu radicalizar o 2º Congresso Nacional dos Trabalhadores em Saúde Mental , com o lema "POR UMA SOCIEDADE SEM MANICÔMIOS". Os resultados desse movimento culminaram com a realização da 2ª Conferência Nacional de Saúde Mental, em 1992, cujas reivindicações centravam-se na garantia dos direitos conquistados e adquiridos na Constituição Brasileira, aprovada em 1988. Ainda em 1992, também foi instituído o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Luta Antimanicomial , negando o manicômio como forma de cuidado e propondo novas possibilidades terapêuticas, com serviços capazes de  garantir dignidade  e liberdade às pessoas com transtornos mentais. Este movimento está historicamente ligado à defesa dos direitos humanos, como também incentiva a militância política e social contra a violência institucional praticada nos espaços manicomiais. Conta com a participação de usuários, familiares, profissionais de saúde mental, diversas entidades de classe, sindicais e organizações não governamentais. Tem sido responsável desde então pela colocação em cena de uma nova questão: a possibilidade de ruptura com os diferentes tipos de exclusão impostosàs pessoas com transtornos mentais.. Entre 1993 e 1999 foram realizados quatroEncontros Nacionais da Luta Antimanicomial. Em abril de 2001, fruto desse movimento, finalmente é aprovada a Lei 10216, denominada Lei Paulo Delgado, que dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais, a extinção progressiva dos manicômios e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Nasce uma nova forma de pensar a assistência à saúde mental, denominada Reforma Psiquiátrica. A pessoa com  transtorno mental passa a ser vista como sujeito/cidadão e não mero objeto de intervenção. O conjunto de transformações de práticas, saberes, valores culturais e sociais, a reforma tem avançado indiscutivelmente, porém marcada por impasses, tensões, conflitos e muitos desafios. É preciso destacar que todo esse processo no Brasil transcorreu influenciado também por uma intensa discussão e transformação nas normatizações no campo da saúde mental em todo o mundo. Em 1991 uma Resolução da ONU trata da proteção das pessoas com transtorno mental e melhoria da assistência em saúde mental.   No fim do século XXno Brasil especificamente, se instala no campo ideológico, político e cultural, uma luta até então restrita ao interior das instituições, a fim de enfrentar o forte poderio econômico dos "empresários da loucura”. Uma luta pela criação de serviços abertos e dignos para realizar a assistência  às pessoas com sofrimento mental, garantindo e efetivando seus direitos de cidadão, criando condições para a sua inserção e expressão na sociedade. Hoje, quando celebramos 22 anos do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, muita coisa já podeser comemorada. A reforma sanitária, a implantação do Sistema Único de Saúde. a promulgação da Lei 10216 propuseram mudanças paradigmáticas.O modelo de atendimento proposto hoje é baseado na inserção familiar e social, com ênfase em uma Rede de Atenção Psicossocial que comporta diferentes dispositivos de cuidado. A par dessas transformações, entretanto, atualmente nos deparamos com uma força no interior da sociedade brasileira, conservadora, excludente, que se mantém na contramão dessas conquistas e que desconsidera os avanços na atenção à saúde mental no Brasil. Assim frequentemente assistimos o aviltamento das políticas públicas produzidas no âmbito da reforma psiquiátrica e da redemocratização do país pelo setor privado que visa o lucro, por segmentos religiosos que  desconsideram a laicidade do Estado brasileiro e propõem mecanismos de exclusão e de desrespeito às subjetividades. A associação do transtorno mental com a periculosidade e aviolência, a criminalização dos usuários de drogas e a veemência com que defendem mecanismos de exclusão,em contraposiçãocom a inserção social preconizada são exemplos do desrespeito aos direitos humanos. Destacamos ainda que essa perspectiva higienista e excludente, similar àquela que produziu o Juquery em 1898, tem ganhado visibilidade nos meios de comunicação e “conquistado” grande parte da sociedade, inclusive profissionais e executores de políticas públicas, que veem na exclusão a “saída” para os problemas sociais. É preciso ter claro que a proposta da luta antimanicomial  pressupõe muito mais do que a superação física do hospital psiquiátrico. Pressupõesim a mudança de mentalidade, a superação da lógica da exclusão. Defendemos, em consonância com os princípios da luta antimanicomial,  uma sociedade que tenha como valor a liberdade, a igualdade e a justiça social e promova o cuidado das pessoas em sofrimento psíquico em meio aberto – no seu território, na sua comunidade. Isso só se constrói investindo em serviços e políticas públicas inclusivas e comunitárias e que respeitem a autonomia do sujeito, o direito a liberdade e as diferenças  individuais. “LIBERDADE DE SER O QUE SOMOS... PELO FIM DE ESTIGMAS E PRECONCEITOS!  
  • maio15
    Dia 31 de maio é o último prazo para quitação da anuidade 2014 sem juros No próximo dia 31 vence o prazo para quitação da Anuidade 2014 sem juros e multas, seja na modalidade parcelada ou à vista.   Quem optou pela cota única os valores são: R$ 411,60, para pessoa física e, R$ 535,00, para pessoa jurídica.      RECÉM-FORMADOS: Anuidade com 20% de desconto: R$ 330,25, até 31/05/2014   Caso já tenha pago, favor desconsiderar esta informação. Caso precise de re-envio do boleto, favor contatar a secretaria do Conselho pelos telefone (67) 3382-4801 ou e-mail secretaria@crpms.org.br  
  • maio14
    IX ENCONTRO BRASILEIRO SOBRE O PENSAMENTO DE WINNICOTT Privação e Delinquência: os caminhos e descaminhos da esperança 09 a 11 de outubro de 2014 Local: Novotel – Campo Grande/MS   Dia 31 de Maio de 2014 encerra-se a primeira etapa de inscrições. www.encontrobrasilwinnicott.com Informações: (67) 3383-7638
  • maio14
    COMSEX divulga agenda de atividades sobre o Dia 18 de Maio - Dia Nacional de Luta Contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes   O Comitê de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul – COMCEX/MS, parceiro do CRP14/MS, realiza diversas ações alusivas ao dia 18 de maio em que marca o Dia Nacional de Luta Contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.   Veja em downloads a agenda completa:
  • maio14
    Acadêmicos da UFMS/CPAR realizam atividades sobre o Dia da Luta Antimanicomial   CONVITE 18 DE MAIO - DIA MUNDIAL DA LUTA ANTIMANICOMIAL                 Reafirmando o compromisso com a defesa dos Direitos Humanos de todas as pessoas, a comunidade acadêmica da UFMS/CPAR, por meio do Centro Acadêmico de Psicologia, Núcleo da ABRAPSO e Curso de Psicologia, e com o apoio do Conselho Regional de Psicologia (CRP 14/MS) promoverão atividades comemorativas ao DIA 18 DE MAIO - DIA NACIONAL DA LUTA ANTIMANICOMIAL. Trata-se uma data relevante para a conscientização da sociedade de Paranaíba/MS e região, contra o estigma, a discriminação e a segregação social de pessoas em situação de sofrimentos psíquicos. E para alertar sobre a falta de implantação, suficiente, das políticas de saúde mental, previstas na Lei Federal Paulo Delgado (10.226).                 Convidamos para participarem das atividades, usuárias/os do SUS, profissionais da administração pública municipal, trabalhadoras/es dos serviços de saúde (CAPS, NASF, Unidades de Saúde da Família, Santa Casa, e Instituto Adelina Tiago Dias), psicólogas/os e membros da Associação de Psicólogas/os da Região do Bolsão (APRB/MS), comunidades acadêmicas (UFMS, UEMS, FIPAR e UNOPAR), e todas as pessoas interessadas.     Venham saber mais a respeito da Luta Antimanicomial e da Reforma Psiquiátrica! Apoiem essa luta! Participem de nossas atividades técnico-científicas, educativas e comunitárias, que ocorrerão entre os dias 15 e 18 de maio , em diferentes locais da cidade: Quinta-feira, 15 de maio 13:30 - CONFERÊNCIA: “Loucura e Reforma Psiquiátrica: O que a história tem a ensinar?” A cadêmica Helen da Costa Toledo Piza e o Prof. Bruno Carvalho.         19:30 – DIÁLOGO COORDENADO: “A RAPS - Rede de Atenção Psicossocial em Paranaíba: diálogo entre universidade, gestores, trabalhadores de saúde e representantes de usuários, para a elaboração de um Plano Municipal de Saúde Mental e Atenção Psicossocial” . Palestra de abertura e mediadora: Prof. Renata Bellenzani. Convidados para integrar a mesa: Secretário de Saúde de Paranaíba/MS, Coordenadora do CAPS e Coordenadora da Atenção Básica (sujeito à confirmação).  Sexta-feira, 16 de maio 19:00 - Sessão de Cinema com Pipoca (filme: Bicho de Sete Cabeças ): Local: Escola Estadual Dr. Ermínio Leal Garcia. Aberta à população jovem e adulta. Haverá espaço especial de brincadeiras, organizado por acadêmicas/os de Psicologia, para crianças, cujos responsáveis estiverem na sessão de cinema.   Paranaíba, 07 de maio de 2014. COMISSÃO ORGANIZADORA da UFMS/CPAR DAS ATIVIDADES DO “18 DE MAIO”   Observação: serão fornecidos certificados independentes para as atividades de 15 de maio, porém, os mesmos poderão ser retirados, posteriormente, na UFMS/CPAR.
  • maio14
    Drogas, Ciência e Saúde é tema de palestra com transmissão online, nesta quinta   Informamos que será transmitido amanhã (15/05), às 16hrs, a Palestra: Drogas, Ciência e Saúde: Superando mitos para o bem de todos, com o Prof. Carl Hart, na Universidade de Brasília (UNB).   O CFP, visando a disseminação do conhecimento à categoria e à sociedade em geral, estará disponibilizando através do endereço :   www.cfp.org.br   um link para a transmissão   online  do evento.
  • maio14
    Requerimento de audiência para debater Resolução 001/99 pode ser votada hoje O Conselho Federal de Psicologia (CFP) convoca psicólogos (as) e estudantes de Psicologia a se mobilizarem pela rejeição do requerimento que propõe a realização de audiência pública para debater a Resolução CFP 01/99, que orienta os psicólogos (as) a não exercerem qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, e/ou adotarem ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados. Esta Resolução normatiza que os (as) psicólogos(as)  não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades, e não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde. O requerimento, de autoria do deputado Henrique Afonso (PV/AC), deve ser votado na tarde desta quarta-feira (14/5), a partir das 14h, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Caso aprovado, o requerimento pode acelerar a tramitação do Projeto de Decreto Complementar 1457/ 2014, que pretende sustar os efeitos da Resolução 001/99 do CFP. Psicólogo (a), mobilize-se! Envie email aos parlamentares e compareça à votação, manifestando-se pela não aprovação do requerimento ​.​ Reunião Deliberativa Ordinária da Comissão de Direitos Humanos e Minorias – CDH, Câmara dos Deputados Anexo II, Plenário 09.  
  • maio13
    FORMAÇÃO EM PSICODRAMA: CLÍNICA, ORGANIZACIONAL E SOCIOEDUCACIONAL   O Instituto Gaya - Núcleo de Psicodrama Gaya, MS, forma psicodramatistas, para desenvolver conhecimentos e habilidades de profissionais que atuam nas áreas clínica, organizacional e socioeducacional.   O Psicodrama de Moreno é um método de ação profunda e transformadora, com bases filosófica, ideológica, conceitual e metodológica consistentes e atuais. Sua aplicação é uma das mais eficientes e criativas nos campos da saúde,   educação, organizações e projetos sociais. Carga horária de 560 horas, sendo: ·          320 horas-aula de Fundamentos teóricos e vivências do método. ·          120 horas-aula de Prática Supervisionada ·          80 horas de Terapia Psicodramática ·          40 horas de Orientação de TCC   Inicio da nova turma dias 30 e 31 de Maio/2014   Local: Rua Dr. Robinson Benedito Maia, 511 - Carandá Bosque I   PSICODRAMATISTAS GESTORES DO NÚCLEO: Alcione Ribeiro Dias – CRP06/23831 Corintha Maciel - CRP 01/ 0782 Luiza Barros – CRP 14/1807-1 Rômulo Said Monteiro – CRP 14/42-8   Contatos: Luiza Barros (67) 99842641 Romulo (67) 91770449 33825649 Facebook: Psicodrama Gaya MS Email: psicodramagayams@gmail.com

Galeria de Fotos

Preparatório VIII COREP - A Psicologia e a Saúde Mental Indígena
Psicologia das Emergências e Desastres (evento preparatório)
Nossa Localização
Av. Fernando Corrêa da Costa, 2044
Cep.: 79.004-311
Campo Grande / MS
Entre em contato

(67) 3382-4801 / (67) 9123-7759

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados - Conselho Regional de Psicologia - CRP14
Desenvolvido por: MaisEmpresas