Últimas Notícias

  • abril14
    Prêmio Silvia Lane Com o objetivo de disseminar a produção do conhecimento e incentivar as pesquisas na área de psicologia no Brasil, a ABEP, Associação Brasileira de Ensino de Psicologia promove em 2014 a 8ª edição do Prêmio Silvia Lane. O Prêmio Silvia Lane representa uma justa homenagem à trajetória profissional desta professora, pesquisadora e autora que contribuiu significativamente para o avanço da Psicologia no Brasil lecionando durante muitos anos na PUC de São Paulo.   Na universidade, ela foi responsável por importantes estudos sobre a Psicologia Social compatível com a realidade brasileira. A emérita Professora Silvia Lane, com toda a sua experiência na construção do conhecimento, formou uma geração de profissionais comprometidos com a transformação social e com a pesquisa.   Com a criação deste Prêmio, os estudantes de Psicologia de todos o Brasil têm um incentivo a mais para aprimorar a busca pelo conhecimento e concorrer aos prêmios para os primeiros colocados de cada categoria.   Site oficial: http://premiosilvialane.abepsi.org.br/premio.aspx
  • abril11
    Veja a nova edição do jornal CRP14/MS Leia a versão digital do jornal CRP14/MS, ediaõ Janeiro a Março de 2014 e acompanhe as principais ações da Psicologia no Estado.   Basta clicar no link: http://issuu.com/crp-msconselhodepsicologia/docs/jornal_crp14_abril_issu  
  • abril10
    Abertura do VI CBPOT contou com discurso da vice-presidente do CRP14/MS Com a participação de mais de 600 pessoas, o VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho (CBPO&T), que será realizado até sexta-feira (11), em Bonito, debate assuntos relevantes para o trabalhador, as organizações e para a sociedade. O evento é realizado pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBOT), e tem a participação de pesquisadores e profissionais do Brasil, Estados Unidos, Chile, Uruguai, Angola, Espanha, Portugal e Colômbia. A abertura oficial do evento foi realizada na noite desta quarta, no Centro de Convenções de Bonito, com a presença da presidente do comitê organizador, Liliana Guimarães (UCDB) e da coordenadora do curso de Psicologia da Católica, Eveli Freire Vasconcelos, da presidente do SBPOT, Elaine Rabelo Neiva, do presidente do TRT-MS, desembargador Francisco das Chagas Lima Filho, da representante do Conselho Federal de Psicologia, Inara Leão, da vice-presidente do Conselho Regional de Psicologia, Beatriz Xavier Flandolli, do diretor da UFMS, Noslim de Paula, do superintendente do IEL, Bergson Amarilla e da presidente do comitê científico do congresso, Livia de Oliveira Borges. Durante o evento, serão abordados temas como técnicas de gestão e bem-estar emocional do trabalhador. “Tem-se registrado um aumento expressivo de afastamento do trabalho ou mesmo do presenteísmo, quando a pessoa está no local de trabalho, mas não produz por motivos variados. Então, as empresas têm percebido que o trabalhador saudável não dá prejuízo e, para que isso aconteça, é importante garantir o seu bem-estar emocional e sua qualidade de vida”, destacou Liliana Guimarães. Elaine Rabelo, que é docente da UnB, afirmou a importância de realizar o congresso em Estados diversos dos grandes centros. “A associação tem dez anos e está na fase de expansão e a escolha de Bonito, em Mato Grosso do Sul, foi importante para conseguirmos isso. A associação busca fomentar a pesquisa para que elas fomentem a prática, com dados empíricos, com uma postura científica de investigação, até para não gerar sofrimento desnecessário para as pessoas”, afirmou. Cultura             Representando o Conselho Regional de Psicologia, a vice-presidente do CRP14/MS, Beatriz Xavier Flandoli fez um discurso institucional na abertura do VI CBPOT que você confere abaixo na íntegra:   “Queremos inicialmente parabenizar as comissões organizadora e científica do CBPOT pelo esforço deliberado em realizar um evento como esse, que como bem sabemos, é quase sempre concretizado  sem, ou com baixo  apoio de recursos financeiros de  setores da sociedade que em  tudo tem a ver com a temática  posta em discussão. Queremos agradecer às instituições responsáveis pelo VI CBPOT o convite para compartilhar da mesa de abertura deste relevante acontecimento para os Psicólogos e psicólogas e para  a Psicologia  Brasileira; É com muito honra  que  em nome do VII Plenário do Conselho Regional de Psicologia 14ª Região/MS, faço o  pronunciamento nesta mesa de abertura do VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho pensado pelos psicólogos da POT,  por  membros da SBPOT e pela Universidade Católica Dom Bosco com o apoio de entidades da psicologia e de outros setores da sociedade. É preciso falar da preocupação de nossa Gestão com várias  temáticas  elencadas  no VII Congresso Nacional  da Psicologia – o CNP,  dentre as quais aquelas que atravessam a formação de psicólogos, face  intensas e rápidas  modificações no mundo do trabalho e com elas o avanço dos processos de exclusão; aquelas que pensam  nas e sobre as diversas práticas profissionais, das tradicionais  às  que emergiram nas últimas décadas  demandadas pela necessidades sociais  e, consequentemente,  com aquelas demandas  diretamente relacionadas  à expansão da Psicologia para os mais diversos  espaços da presença  humana;             Reconhecendo a importancia do papel politico que o exercicio da nossa profissão implica, dentre as temáticas destacadas por nossa gestão acha-se a imperiosa necessidade de apoiar as entidades profissionais com vistas à organização estrutural da Psicologia; avançar no diálogo com o sindicato, associações e setores correlatos para estimular a inserção de psicólogos no mundo do trabalho,              Outra de nossas metas foi a de buscar contemplar áreas de atuação que não vinham  recebendo a devida atenção. Entre elas, a psicologia organizacional e do trabalho. E assim, nos primeiros dias de nossa gestão já realizamos, em parceria com o curso de pós-graduação da UCDB,   o  evento preparatório realizado em novembro em Campo grande, para este congresso que aqui acontece.             Neste evento preparatório, o professor Adriano Peixoto, em sua fala sobre ética na atuação do psicólogo nas organizações de trabalho, refletiu sobre as formas de superação do inevitável conflito inerente a esta atuação, posto que tal atuação está sempre localizada e se equilibrando entre a preocupação com a saúde e o bem estar do trabalhador e as exigências da produção, exigências essas que nem precisamos elucidar aqui, quantos danos e mazelas causam a esses trabalha-dores!             Assim, ao nos questionarmos as razões da desatenção à esta significativa área da psicologia, recorremos ao já histórico livro Psicologia Social o homem em movimento de Lane e Codo. Nesta obra de 1984, Codo refletia sobre as críticas feitas pela Psicologia, principalmente no âmbito acadêmico, à atuação do psicólogo do trabalho, que então ainda chamávamos de psicólogo industrial. “Sente-se claramente que os professores e alunos referem-se a esta especialidade como uma espécie de irmã menor da Psicologia”, dizia-nos Codo. Poucos anos antes, em 1977, Alberto Merani também registrara em seu livro psicologia e alienação, a crítica à atuação do psicólogo que, extremamente demandado pelas organizações industriais de então, atuava de forma alienada e alienante, colocando os conhecimentos e técnicas da psicologia e da ciência a serviço dos donos do capital. Os estudiosos da área, entre eles José Carlos Zanelli demonstravam claramente a preocupação com a obsolescência da formação profissional. Em 2002, este autor, observou que as atividades reconhecidas no âmbito da POT indicavam uma lente mais clara do que a das décadas anteriores no que concerne às possibilidades de uma ação competente  tanto técnica como politicamente. Destaco que recorro aqui a produções que não são recentes, para enfatizar a importância da criação da SBPOT, em 2001, reunindo  esforços desses estudiosos, em prol da expansão e da consolidação da psicologia da organização e do trabalho no país. Nascia uma associação de propósitos científicos e educacionais com a finalidade de divulgar o conhecimento cientifico e tecnologias na área da POT e já em seus primeiros anos, oferecia a nós que labutamos e ensinamos nesta área O livro Psicologia, Organizações e Trabalho no Brasil, organizado por Zanelli, Borges- Andrade e Bastos, que meus alunos e eu carinhosamente chamamos de “o livro verde”, inaugurando uma série de referencias técnicas, politicas e éticas para a atuação dos psicólogos no complexo mundo do trabalho.             E então, em 2004, aconteceu o primeiro dos bianuais  CBPOT, os Congressos Brasileiros de Psicologia Organização e Trabalho, do qual este é o sexto, oferecendo espaços de aprendizagem, de reflexão sistematizada e qualificada e de compartilhamento de experiências sobre o ensino, a pesquisa e a atuação na área. Assim, em nome da presidente do CRP14/MS, Norma Celiane Cosmo e de todos os conselheiros participantes da nossa gestão, é com alegria que cumprimento os responsáveis pela realização deste evento e que  desejo a  todas as psicólogas e psicólogos que o congresso  lhes seja muito proveitoso, pois  temos a certeza de que os benefícios dos conhecimentos apropriados somados ao compromisso ético e profissional alcançará a Psicologia enquanto ciência e profissão e a população de um modo geral.   Um  forte abraço a todos e todas Muito Obrigada!
  • abril9
    Formação em Psicodrama veja o banner eletrônico clicando no link:  http://www.crpms.org.br/arquivos/site_banners_981416573.jpg     O Instituto Gaya - Núcleo de Psicodrama Gaya, MS, forma psicodramatistas, desenvolvendo conhecimentos e habilidades de profissionais que  atuam nas áreas clínica, organizacional e socioeducacional. O Psicodrama de Moreno é um método de ação profunda e transformadora, com bases filosófica, ideológica, teórica e metodológica consistentes e atuais. Sua aplicação é uma das mais eficientes e criativas nos campos da saúde,  educação, organizações e projetos sociais.   Próxima turma início em: 09 e 10 de maio/2014 Inscrições abertas Turmas com no máximo 15 pessoas   Carga horária de 560 horas, sendo: ·         320 horas-aula de Fundamentos teóricos e vivências do método. ·         120 horas-aula de Prática Supervisionada ·         80 horas de Terapia Psicodramática ·         40 horas de Orientação de TCC   Local: Rua Dr. Robinson Benedito Maia, 511 - Carandá Bosque I   PSICODRAMATISTAS GESTORES DO NÚCLEO: Alcione Ribeiro Dias – CRP06/23831 Corintha Maciel - CRP 01/ 0782 Luiza Barros – CRP 14/1807-1 Rômulo Said Monteiro – CRP 14/42-8   Contatos: Luiza Barros (67) 99842641 Romulo (67) 91770449 33825649 Facebook: Psicodrama Gaya MS Email: psicodramagayams@gmail.com
  • abril9
    VII Conferência Internacional de Psicologia da Saúde Psicosalud 2014 A Sociedade Cubana de Psicologia da Saúde e Psicologia de Grupo Nacional do Ministério da Saúde Pública da República de Cuba, tem o prazer de convidá-los para a VII Conferência Internacional de Psicologia da Saúde Psicosalud 2014, que será realizada entre 10 e 14 novembro de 2014, o Palácio de Convenções em Havana, Cuba. A intenção deste fórum é para que os participantes possam desenvolver  importantes troca de idéias sobre aspectos metodológicos , teóricos e práticos da psicologia da saúde como uma disciplina específica , e sua ligação com outras especialidades e áreas de conhecimento que têm de a saúde humana como objeto de estudo.   ENVIO DE TRABALHOS  E INSCRIÇAO NO EVENTO Informações pelo site   TEMAS DO CONGRESSO   Psicologia , bem-estar e qualidade de vida • Psicologia , estilos de vida e saúde • Psicologia e Saúde da Família • Psicologia e Saúde Comunitária • Psicologia e violência • Psicologia e de doenças crônicas e degenerativas • Idosos Psicologia • Formação de recursos humanos em Psicologia • Psicologia e trabalho em equipe • Psicologia , sexualidade, AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis • Psicologia e de comportamentos de dependência • Psicologia , cultura e saúde • Psicologia , religião e saúde • Psicologia e medicina alternativa • Psicologia e saúde dos trabalhadores • Psicologia e saúde da criança e do adolescente • Psicologia Cognitiva, Neuropsicologia e Neurociências • psicoimunologia e psicoendocrinologia • Psicologia , stress e psicossomática • Psicodrama • Psicoterapia . vários modelos • Psicooncología • Psicologia e deficiência • Psicanálise e Neopsicoanálisis • Psicoballet • Emergência e Desastres Psicologia • Psicologia na Medicina do Esporte • Hipnose Terapêutica . Vários modelos e abordagens teóricas • Hipnose Terapêutica e técnicas relacionadas • hipnoanesthesia e hypnoanalgesia • Intervenção psicológica • Rorschach e outras técnicas psicológicas • Questões Filosóficas em Psicologia da Saúde • Bioética e prática • Psicologia , promoção de saúde preventiva e de reabilitação • Questões teóricas e metodológicas em Psicologia da Saúde • Impacto do psicólogo nas instituições de saúde pública • Avaliação dos serviços • Tanatologia e / ou cuidados paliativos       CLIQUE AQUI PARA INFORMAÇÕES  
  • abril8
    Luta pelos direitos das mulheres deve começar nos governos, defende presidente da Fetems   A luta pelo direito das mulheres deve não só ficar no discurso, mas integrar as pautas do governo. A avaliação feita pelo presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores da Educação de Mato Grosso do Sul) Roberto Magno Botareli Cesar nesta segunda-feira (7), durante Seminário “Violência Contra a Mulher Não Tem Graça, Fere o Corpo e a Alma” diz respeito à forma como as mulheres devem se articular para realmente garantir seus direitos.   A psicóloga e Conselheira do CRP14/MS, Zaira Lopes foi a convidada da FETEMS para fazer uma fala sobre As dores e as marcas da violência de gênero: uma questão para a psicologia.   Confira as fotos do evento no link: https://www.facebook.com/crp14ms/media_set?set=a.472492479516955.1073741851.100002686221420&type=3
  • abril8
    SARAU CULTURAL ÁGORA Clique no link e confira o banner eletrônico, com todas as informações do Sarau   http://www.crpms.org.br/arquivos/site_banners_216644462.jpg 
  • abril7
    Comissão de Saúde apoia campanha da ONU para o Dia Mundial da Saúde Para celebrar o Dia Mundial da Saúde, comemorado hoje – 7 de abril – a Comissão de Saúde do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) está reforçando a Campanha da Organização Mundial de Saúde ( OMS ), que  traz o tema as “doenças vetoriais”  – ou seja, aquelas transmitidas aos humanos por seres “intermediários” (os vetores), que carregam vírus, parasitas e bactérias.   Em Mato Grosso do Sul, o tema da ONU vem ao encontro de um grande desafio da Saúde Pública. O Aedes aegypti, mais popularmente conhecido como “mosquito da dengue”, é o vetor do vírus da dengue e da febre amarela. O combate ao mosquito, os programas de prevenção da doença e tratamento dos doentes são de extrema importância e recebem toda a atenção da Psicologia no que tange a saúde coletiva e o bem estar psíquico e emocional.   Nas Américas, algumas das doenças mais conhecidas deste tipo são malária, dengue, doença de Chagas e esquistossomose. Altamente difundidas nos países e regiões mais pobres, essas doenças não só matam como, entre outras consequências diretas ou indiretas, aumentam a evasão escolar e a pobreza, prejudicam a produtividade econômica e sobrecarregam o sistema de saúde.   Entretanto, a prevenção costuma ser tão simples e barata quanto é eficiente: o uso de roupas que protejam pernas e braços das picadas de insetos, a instalação de telas em janelas e portas, a cobertura de recipientes que possam acumular água parada ou lixo – estas e muitas outras são medidas que fazem a diferença entre a doença e a saúde.   Na sexta-feira, 11 de abril, a representação da Organização Pan-Americana de Saúde ( OPAS /OMS) no Brasil celebrará o Dia Mundial da Saúde em Rio Branco, Acre, em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde.   Para o ato estão programadas palestras sobre malária, dengue e filariose – cujo sintoma mais conhecido recebe o nome de “elefantíase” – para conscientizar e instruir a população sobre formas de prevenção e proteção contra os vetores destas doenças.  
  • abril4
    Conselheira fala sobre Violência Contra a Mulher em evento especial CONVITE - CONFIRA A PROGRAMAÇÃO!! VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER – QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. 8h30min Mesa de Abertura. 9h Mesa: Cenário e Desafios da Saúde das Mulheres no Brasil – Maria de Fátima Veloso Cunha – CNTSS e Secretária das Mulheres da CUT Goiás. 9h30min: Apresentação do Programa de Atenção de Saúde da Mulher (Representante da Secretaria Estadual de Saúde). 10h – Debate 12h – Almoço 13h Painéis 1 - Política Nacional e Integral de Saúde da população negra, com ênfase nas mulheres. Painelista, Silvana Veríssimo do Amaral, Representante do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. 2 - As dores e as marcas da violência de gênero: uma questão para a psicologia. Painelista, Zaira de Andrade Lopes CRP-MS. 3 - Violência de Gênero, Painelista, Rosana Monti Henkin, Representando a SETASS.  15h - Intervalo. 15h15min - Debate, questionamentos, relatoria e finalização. 17h Encerramento. Realização: SINTSS/MS, CUT-MS, CEDH/MS.  Co-Realização: SISEMTER, FETEMS, SINTSPREV/MS, FÓRUM DE JUVENTUDES CAMPO GRANDE, SINDICATO DOS TRABALHADORES METALÚRGICOS DE CG E REGIÃO, COREN-MS, RECID MS, SINERGIA-MS, SINTES-MS, SINPSI-MS, FTIA, STIC-CG, CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA, FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIARIO DE MS, SINTRACOM-CG, SINDICATO DOS BANCÁRIOS, MST, CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA MULHER, SIMTED-DOURADOS, COLETIVO DE MULHERES METALÚRGICAS DE TRÊS LAGOAS-MS, FÓRUM DOS USUÁRIOS PERMANENTES DO SUS, CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE/MS, COLETIVO DE MULHERES NEGRAS RAIMUNDA LUZIA DA SILVA, UJS FEMINISTA/MS
  • abril2
    Conselheiro participa da Conferência Solidária de Vítimas de Trânsito Representando o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), o especialista em psicologia do trânsito e mobilidade urbana, Renan da Cunha Soares Junior, participa, nesta quinta-feira, da Conferência Solidária de Vítimas de Trânsito. Durante o ano de 2013, em Campo Grande, aconteceram 11.226 acidentes. Desse número 6.040 pessoas ficaram feridas e 110 morreram. Diante desses dados será realizada na sexta-feira (04), a I Conferência Solidária de Vítimas de Trânsito de Campo Grande. O evento acontece no Auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Mato Grosso do Sul (Crea-MS) e tem início marcado para as 7h30. O palestrante será o engenheiro Fernando Diniz, presidente da ONG Trânsito Amigo do Rio de Janeiro e pai de vítima de trânsito. Em seguida haverá uma mesa redonda com especialistas de diferentes áreas do trânsito. O objetivo é ouvir as sugestões da população e encaminhá-las às autoridades competentes. O auditório do Crea-MS é localizado na Rua Sebastião Taveira, 272, Bairro Monte Castelo. A realização da conferência é do Gabinete de Gestão Integrada do Trânsito (GGIT) em parceria com o Detran-MS. No sábado (05) será realizada às 9h uma carreata e passeata “Pró Prevenção a Acidentes de Trânsito”. A concentração será na Praça do Rádio Clube, na Avenida Afonso Pena.
  • abril2
    CRP14/MS fala sobre possibilidades de atuação dos psicólogos(as) nas organizações, no VI CBPOT A vice-presidente do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), Beatriz Rosália Gomes Xavier Flandoli, participa da programação do VI Congresso Brasileiros de Psicologia Organizacional e do Trabalho (CBPOT), expondo o trabalho produção e mediação da cultura em Vygotsky. Beatriz também é doutoranda em psicologia foi escolhida para representar o CRP14/MS na mesa que abordará as Possibilidades de atuação dos profissionais de psicologia nas organizações e no trabalho,comprometida com os trabalhadores, que será realizada no dia 9 de abril, das 9h45 às 11 horas. O Conselho é apoiador institucional do evento e participa ativamente por meio de sua Comissão de Psicologia Organizacional (POT), representada pela Conselheira Jaciane Vieira Saiba mais sobre o VI CBPOT: Com uma programação que ultrapassa 300 atividades, o VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho- VI CBPOT, reúne os mais diversos temas e assuntos da área profissional e acadêmica em Conferências, Mesas Redondas, Exposições e Minicursos, apresentados por grandes pesquisadores, professores e autoridades nos assuntos contemplados na programação. O Congresso nasce da parceria da Sociedade Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho - SBPOT, com a Universidade Católica Dom Bosco - UCDB/MS, por meio de seus cursos de graduação em Psicologia, Mestrado e Doutorado em Psicologia da Saúde e, recebe o apoio institucional do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), com grande atuação da Comissão de Psicologia Organizacional e do Trabalho. Pela primeira vez na história da SBPOT, o Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho será realizado em Mato Grosso do Sul, na cidade de Bonito, nos dias 8 a 11 de abril de 2014 “O tema central do VI CBPOT será Rompendo fronteiras e representará uma oportunidade ímpar para que pesquisadores, professores, estudantes de graduação e pós-graduação, profissionais e mesmo empresários, se debrucem sobre a realidade do trabalho, também na região das fronteiras. Por isso, o intercâmbio de experiências entre os pesquisadores brasileiros e dos demais países da América Latina será uma das prioridades. Nunca é demais lembrar que boa parte do Mato Grosso do Sul está localizada numa faixa onde o "Brasil foi Paraguai", como diriam os compositores Almir Sater e Paulo Simões”, explica a Presidente do VI CBPOT Liliana Andolpho Magalhães Guimarães.   CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO VI CBPOT  – As inscrições ainda estão abertas e podem ser feitas pelo site oficial do Congresso:   www.cbpot.com.br    
  • abril1
    DEBATE ONLINE “Do Golpe de 1964 à Democracia: em busca das verdades e dos sujeitos”, nesta quarta (02.04) No mês que o golpe militar de 1964 completa 50 anos, o Conselho Federal de Psicologia irá promover um debate on-line, no dia 2 de abril às 13 horas (horário de Brasília), para discutir a posição da Psicologia em relação ao período da ditadura militar e suas repercussões, no presente e no futuro da nossa nação. Com o tema “Do Golpe de 1964 à Democracia: em busca das verdades e dos sujeitos”, a discussão buscará fazer uma análise das conseqüências e dos impactos que a ruptura no processo democrático trouxe para a subjetividade das pessoas e para a organização política e social do Brasil. Participarão do Debate a presidente do CFP, Mariza Borges, que atuará como moderadora; a psicóloga, integrante do Coletivo Ampliado do CFP e presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos do CFP, Vera Paiva: e outro convidados. O tema do evento será debatido sob o enfoque dos direitos humanos, passando pela presença das religiões nas decisões do Estado até as experiências atuais como as Clínicas do Testemunho, que promovem a formação de núcleos de apoio e atenção psicológica aos afetados pela violência. Para participar acesse o site www.cfp.org.br
  • março31
    [Nota de Falecimento] Geraldina Porto Witter Prezados senhores, Servimo-nos do presente para comunicar a todo Sistema Conselhos de Psicologia, o falecimento de nossa colega de profissão, ex-conselheira Geraldina Porto Witter, que ocorreu no último sábado dia 29/03.   Psicóloga atuante na área da Psicologia Escolar, professora emérita da UFPb (Universidade Federal da Paraíba), UNICASTELO (Universidade Camilo Castelo Branco) e UNIPÊ (Centro Universitário de João Pessoa), dedicou-se à vida acadêmica. Atualmente coordenava o Comitê de Ética da UNICASTELO e trabalhava com avaliação da produção científica, leitura-escrita, aprendizagem de ciências e matemática. Teve uma longa e importante história na Psicologia brasileira, tendo sido conselheira secretária do I Plenário deste Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, na gestão 1974 a 1976, e apoiadora da criação da ABEP, tendo trabalhado com o Conselho de Psicologia na formulação dos estatutos da entidade. Integrou também a diretoria da Abrapee de 1990 a 1998, presidindo à Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional no período de 1998 a 2000. Registamos nosso pesar e solidarizamo-nos com a família, agradecendo por toda sua contribuição à Psicologia.
  • março31
    AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA INFANTIL E GESTALT-TERAPIA: TESTES PSICOLÓGICOS COMO INSTRUMENTOS COMPLEMENTARES Workshop: “Avaliação Psicológica Infantil e Gestalt-Terapia: Testes psicológicos como instrumentos complementares".     Objetivos: O workshop tem o objetivo de discutir todo o processo que envolve uma avaliação psicológica infantil e apresentar o uso de alguns instrumentos diagnósticos (Testes Psicológicos) que podem ser utilizados para facilitar esse processo.   Conteúdo Programático:         1.   O processo de avaliação psicológica e a Gestalt-Terapia; 2.   Metodologia fenomenológica de investigação; 3.   Instrumentos utilizados na avaliação psicológica; 4.   Apresentação de alguns testes psicológicos            complementares a avaliação psicológica infantil; 5.   Relatório Psicológico/Laudo Psicológico; 6.   Apresentação de Caso Clínico;   DATA: 04 E 05 DE ABRIL DE 2014 INSCRIÇÃO COM A SECRETÁRIA JULIANA INVESTIMENTO: R$200,00 À VISTA R$240,00 À PRAZO     PSICÓLOGA JANAÍNA DE SOUZA Graduada em Psicologia, Universidade Católica Dom Bosco – UCDB. Especialista em Gestalt-Terapia e Abordagem Gestáltica, Instituto de Gestalt-Terapia de Mato Grosso do Sul – IGT/MS.Especialista em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS.Especialista em Neuropsicologia, CEPSIC/ Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.Psicóloga Clínica,Psicóloga Escolar na Prefeitura Municipal de Campo Grande.       INFORMAÇÕES::::  (67) 3382-6290 – igtms@uol.com.br  
  • março31
    CRP realiza palestra e entrega de carteiras em Dourados   No último dia 25, em Dourados, a Comissão de Orientação e Fiscalização em parceria com o GT de Interiorização realizou a Palestra “Integração com Futuras (os) Profissionais”  e a  Cerimônia Oficial de Entrega de Carteiras de Identidade Profissional  (CIP). As conselheiras Rosemeire S. Martins e Jaciane Terezinha R. Vieira e a Agente de Orientação e Fiscalização Patrícia Silveira apresentaram o Sistema Conselhos de Psicologia e o atual Plenário do CRP14/MS, incluindo seus princípios de atuação e realizaram orientações sobre o exercício profissional, abordando aspectos éticos e técnicos da Psicologia. O evento contou com a participação de 90 pessoas, incluindo psicólogas (os) recém inscritas (os) no regional, professores, coordenadores e acadêmicas (os) dos Cursos de Psicologia. Agradecemos a participação de todas (os) e parabenizamos especialmente as (os) psicólogas (os) que receberam a CIP no evento.
  • março31
    UFMS abre dois editais para professor substituto de Psicologia Educacional e Tratamento Psicológico EDITAL Nº. 32,  DE 27 DE MARÇO DE 2014. CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COMISSÃO ESPECIAL - CURSO DE PSICOLOGIA SELEÇÃO DE CANDIDATOS A PROFESSOR SUBSTITUTO   A COMISSÃO ESPECIAL DO CURSO DE PSICOLOGIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, instituída pela Instrução de Serviço nº 105/2013 do Centro de Ciências Humanas e Sociais da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o disposto no Edital PREG nº 52/2014, na Lei nº 8.745/1993, na Lei 9.849/1999; Resolução COEG n o 21/2011 e nº 96/2011, Parecer PROJUR nº 105/2003, Orientação Normativa nº 5/2009/SRH/MP, Nota Técnica nº 494/2009/COGES/DENOP/SRH/MP, Decreto nº 6.944/2009, Decreto nº 7.485/2011, Portaria Interministerial MP e MEC nº 182/2013 torna público o presente Edital para seleção de candidatos a Professor Substituto .   1. CENTRO/CAMPUS/FACULDADE, ÁREA/SUBÁREA, CARGA HORÁRIA, CLASSE E DURAÇÃO PREVISTA DO CONTRATO:   CENTRO/ CAMPO GRANDE/MS   CAMPUS        CCHS ÁREA/SUBÁREA      Psicologia/Tratamento e Prevenção Psicológica CARGA HORÁRIA 40 CLASSE Auxiliar, Nível I, com Mestrado                                    DURAÇÃO PREVISTA DO CONTRATO 18/05/2014     2. DAS CONDIÇÕES GERAIS PARA A INSCRIÇÃO:   2.1 No ato da inscrição o candidato deverá apresentar cópia autenticada dos seguintes documentos: a) Cédula de Identidade ou, no caso de estrangeiro o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) b) Título Eleitoral, dispensado no caso de estrangeiro; c) Certidão de Quitação Eleitoral obtida por qualquer Cartório Eleitoral ou pela Internet: www.tse.gov.br (para brasileiros); d) Cartão de Cadastro de Pessoa Física (CPF) da Receita Federal; e) Comprovação de quitação com o Serviço Militar (para os homens), dispensado no caso de estrangeiro; f) Curriculum vitae com os comprovantes correspondentes; g) Formação Exigida (Requisitos):    - Graduação em Psicologia    - Especialização e ou Mestrado em Psicologia 2.2 O candidato será dispensado de apresentar o documento constante da letra “d”, se na Cédula de Identidade ou CNH constar o número do CPF de forma legível. 2.3 Na ausência de cópia autenticada o candidato deverá providenciar a apresentação do original para efeito de autenticação no ato da entrega da cópia, sob pena de não aceitação do documento. 2.4 Caso não haja candidato inscrito com a titulação estabelecida neste Edital, poderão inscrever-se candidatos com titulação inferior, em datas fixadas neste Edital. 2.5 Não serão aceitos documentos transmitidos via fax. 2.6 A inscrição deverá ser efetuada pessoalmente ou através de procuração simples acompanhada da cópia do documento de identidade do procurador, na Secretaria do Centro/Campus/Faculdade. 2.7 Não serão aceitos pedidos de inscrição incompletos, nem em caráter condicional, quanto a documentação, sob pena de exclusão do candidato. 2.8 No ato da inscrição o candidato deverá declarar que não há impedimentos legais para assumir imediatamente o cargo estipulado no Edital da Comissão Especial, mediante a comprovação por declaração do órgão, identificando o cargo; sua natureza (nível superior, médio, intermediário, apoio, operacional, básico ou seus equivalentes) e, ainda, se exerce cargo de direção, função comissionada, função gratificada ou de natureza similar.     3. DOS IMPEDIMENTOS À CONTRATAÇÃO COMO PROFESSOR SUBSTITUTO:   Situações de impedimento para a contratação de Professor Substituto: - caso seja ocupante de cargo público federal integrante da carreira de magistério superior ou de nível fundamental e médio (antigos 1º e 2º graus) de que trata a Lei nº 7.596/1987, mesmo em licença para tratamento de interesses particulares ou qualquer outra licença; - caso seja ocupante de cargo, emprego ou função pública federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal, abrangendo autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista, suas subsidiárias, e sociedades controladas, direta ou indiretamente, pelo Poder Público, de categoria funcional de nível médio , que não seja de natureza técnica ou científica, inclusive aposentados ou em licença para tratamento de interesses particulares ou licença semelhante; - caso já detenha cargo, emprego ou função em regime de dedicação exclusiva; - caso tenha acumulação lícita, ultrapasse as sessenta horas semanais na soma do(s) vínculo(s) já existentes e a carga horária do contrato de Professor Substituto; - caso tenha sido contratado nos termos da Lei nº 8.745/1993, com as alterações da Lei nº 9.849/1999, e que não tenha decorrido 24 meses do encerramento do último contrato; - caso já detenha dois vínculos com o serviço público, mesmo que a soma das cargas horárias atinja quarenta horas semanais; - ter sido professor substituto da UFMS ou ter trabalhado, com contrato temporário, em outro órgão federal nos últimos 24(vinte e quatro) meses, anteriores a data deste Edital.   4. LOCAL E PERÍODO DE INSCRIÇÃO:   4.1 A inscrição deverá ser efetuada pessoalmente ou através de procuração simples acompanhada da cópia do documento de identidade do procurador, no período de 31/03/14,  no horário de 8h às 11h e de 14h às 18h, para candidatos com a titulação de mestrado, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS; 4.2. Caso não haja candidatos inscritos com o título de mestre, poderão inscrever-se no período de 01/04/14, das 14h às 18h, candidatos com titulação de especialista; 4.3 Caso não haja candidatos inscritos com o título de especialista, poderão inscrever-se no período de 02/04/14,  das 13h às 16h30,  candidatos com titulação de graduação; 4.4 Não serão aceitos pedidos de inscrição incompletos, nem em caráter condicional, quanto a documentação, sob pena de exclusão do candidato.   5. TIPOS E HORÁRIOS DAS PROVAS:   5.1 – O processo seletivo será realizado através de prova escrita objetiva, didática e de apreciação de títulos; 5.2 – A relação dos candidatos, data e horários da prova escrita serão divulgados no dia 02/04/14, às 17h, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS; 5.3 – A prova escrita objetiva será realizada no dia 03/04/14, a partir das 8h. 5.3 – O sorteio do tema da prova didática dar-se-á no dia da prova escrita, pouco antes do início de sua realização e todos os candidatos deverão estar presentes no momento do sorteio; 5.4 – A prova didática será realizada no dia 04/04/14, a partir das 8h;   5.5 – A Ata com o resultado final será divulgada pela Comissão Especial, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS , após o término dos trabalhos da seleção.   6. PROGRAMA PARA AS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA:   a)                   Psicopatologia: história, desenvolvimento, grandes correntes de pensamento e diferentes abordagens. b)                  O normal e o patológico. c)                   Conceituação e fundamentos das diversas estruturas clínicas: neurose, psicose e perversão. d)                  Práticas clínicas na contemporaneidade: a clínica em movimento; e)                   O sintoma clínico. f)                   Pressupostos teóricos e conceitos específicos da prática psicanalítica: transferência, contratransferência e resistência.   7. BIBLIOGRAFIA PARA AS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA:   BEAUCHESNE, H. História da psicopatologia . São Paulo: Martins Fontes, 1989. BERGERET, J.  Personalidade normal e patológica . Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. _____________. et al. Psicopatologia: teoria e clínica . 9ª ed. Porto Alegre: Artmed: 2006. CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. 6ª ed. São Paulo: Editora Forense Universitária, 2006. COSTA, G. P. e col. A clínica psicanalítica das psicopatologias contemporâneas . Porto Alegre: Artmed, 2010. DALGARRONDO, P. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais . 2ª Ed. Porto Alegre, Artmed: 2006. FÉDIDA. P. Clínica Psicanalítica: estudos . São Paulo: Editora Escuta, 1988. FENICHEL, O. Teoria Psicanalítica das neuroses . São Pulo: Atheneu, 1981. FREUD, S. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud : edição Standard brasileira/ com comentários e notas de James Strachey; em colaboração com Anna Freud; traduzido do alemão e do inglês sob a direção geral de Jayme Salomão. 2ª edição. Rio de Janeiro: Imago, 1987. FUNDAÇÃO DO CAMPO FREUDIANO.  A sessão analítica: dos riscos éticos da clínica. Textos reunidos .  Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. 2000. GABBARD, G. Psiquiatria psicodinâmica . Porto Alegre: Artmed, 2006. IONESCU, S. Quatorze abordagens em psicopatologia . Porto Alegre: Artes  Médicas, 1997. JASPERS, K. Psicopatologia geral . Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro-São Paulo: Livraria Atheneu, 1987. KUSNETZOFF, J. C. Introdução a psicopatologia psicanalítica . Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1982. NASIO, J. Nos limites da transferência . Campinas: Papirus, 1987. PAIM, I. Curso de Psicopatologia . 11ª Ed. São Paulo: EPU, 1993. PESSOTTI, I. O século dos manicômios . São Paulo: Editora 34, 2001.           EDITAL Nº. 33,  DE 27 DE MARÇO DE 2014. CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COMISSÃO ESPECIAL - CURSO DE PSICOLOGIA SELEÇÃO DE CANDIDATOS A PROFESSOR SUBSTITUTO   A COMISSÃO ESPECIAL DO CURSO DE PSICOLOGIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, instituída pela Instrução de Serviço nº 104/2013 do Centro de Ciências Humanas e Sociais da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o disposto no Edital PREG nº 50/2014, na Lei nº 8.745/1993, na Lei 9.849/1999; Resolução COEG n o 21/2011 e nº 96/2011, Parecer PROJUR nº 105/2003, Orientação Normativa nº 5/2009/SRH/MP, Nota Técnica nº 494/2009/COGES/DENOP/SRH/MP, Decreto nº 6.944/2009, Decreto nº 7.485/2011, Portaria Interministerial MP e MEC nº 182/2013 torna público o presente Edital para seleção de candidatos a Professor Substituto .   1. CENTRO/CAMPUS/FACULDADE, ÁREA/SUBÁREA, CARGA HORÁRIA, CLASSE E DURAÇÃO PREVISTA DO CONTRATO:   CENTRO/CAMPUS   CCHS ÁREA/SUBÁREA      Psicologia/Educação CARGA HORÁRIA 40 CLASSE         Auxiliar, Nível I, com Mestrado DURAÇÃO PREVISTA DO CONTRATO 19/07/2014     2. DAS CONDIÇÕES GERAIS PARA A INSCRIÇÃO:   2.1 No ato da inscrição o candidato deverá apresentar cópia autenticada dos seguintes documentos: a) Cédula de Identidade ou, no caso de estrangeiro o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) b) Título Eleitoral, dispensado no caso de estrangeiro; c) Certidão de Quitação Eleitoral obtida por qualquer Cartório Eleitoral ou pela Internet: www.tse.gov.br (para brasileiros); d) Cartão de Cadastro de Pessoa Física (CPF) da Receita Federal; e) Comprovação de quitação com o Serviço Militar (para os homens), dispensado no caso de estrangeiro; f) Curriculum vitae com os comprovantes correspondentes; g) Formação Exigida (Requisitos):    - Graduação em Psicologia    - Especialização e ou Mestrado em Psicologia 2.2 O candidato será dispensado de apresentar o documento constante da letra “d”, se na Cédula de Identidade ou CNH constar o número do CPF de forma legível. 2.3 Na ausência de cópia autenticada o candidato deverá providenciar a apresentação do original para efeito de autenticação no ato da entrega da cópia, sob pena de não aceitação do documento. 2.4 Caso não haja candidato inscrito com a titulação estabelecida neste Edital, poderão inscrever-se candidatos com titulação inferior, em datas fixadas neste Edital. 2.5 Não serão aceitos documentos transmitidos via fax. 2.6 A inscrição deverá ser efetuada pessoalmente ou através de procuração simples acompanhada da cópia do documento de identidade do procurador, na Secretaria do Centro/Campus/Faculdade. 2.7 Não serão aceitos pedidos de inscrição incompletos, nem em caráter condicional, quanto a documentação, sob pena de exclusão do candidato. 2.8 No ato da inscrição o candidato deverá declarar que não há impedimentos legais para assumir imediatamente o cargo estipulado no Edital da Comissão Especial, mediante a comprovação por declaração do órgão, identificando o cargo; sua natureza (nível superior, médio, intermediário, apoio, operacional, básico ou seus equivalentes) e, ainda, se exerce cargo de direção, função comissionada, função gratificada ou de natureza similar.     3. DOS IMPEDIMENTOS À CONTRATAÇÃO COMO PROFESSOR SUBSTITUTO:   Situações de impedimento para a contratação de Professor Substituto: - caso seja ocupante de cargo público federal integrante da carreira de magistério superior ou de nível fundamental e médio (antigos 1º e 2º graus) de que trata a Lei nº 7.596/1987, mesmo em licença para tratamento de interesses particulares ou qualquer outra licença; - caso seja ocupante de cargo, emprego ou função pública federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal, abrangendo autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista, suas subsidiárias, e sociedades controladas, direta ou indiretamente, pelo Poder Público, de categoria funcional de nível médio , que não seja de natureza técnica ou científica, inclusive aposentados ou em licença para tratamento de interesses particulares ou licença semelhante; - caso já detenha cargo, emprego ou função em regime de dedicação exclusiva; - caso tenha acumulação lícita, ultrapasse as sessenta horas semanais na soma do(s) vínculo(s) já existentes e a carga horária do contrato de Professor Substituto; - caso tenha sido contratado nos termos da Lei nº 8.745/1993, com as alterações da Lei nº 9.849/1999, e que não tenha decorrido 24 meses do encerramento do último contrato; - caso já detenha dois vínculos com o serviço público, mesmo que a soma das cargas horárias atinja quarenta horas semanais; - ter sido professor substituto da UFMS ou ter trabalhado, com contrato temporário, em outro órgão federal nos últimos 24(vinte e quatro) meses, anteriores a data deste Edital.   4. LOCAL E PERÍODO DE INSCRIÇÃO:   4.1 A inscrição deverá ser efetuada pessoalmente ou através de procuração simples acompanhada da cópia do documento de identidade do procurador, no período de 31/03/14,  no horário de 8h às 11h e de 14h às 18h, para candidatos com a titulação de mestrado, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS; 4.2. Caso não haja candidatos inscritos com o título de mestre, poderão inscrever-se no período de 01/04/14, das 14h às 18h, candidatos com titulação de especialista; 4.3 Caso não haja candidatos inscritos com o título de especialista, poderão inscrever-se no período de 02/04/14,  das 13h às 16h30,  candidatos com titulação de graduação; 4.4 Não serão aceitos pedidos de inscrição incompletos, nem em caráter condicional, quanto a documentação, sob pena de exclusão do candidato.   5. TIPOS E HORÁRIOS DAS PROVAS:   5.1 – O processo seletivo será realizado através de prova escrita objetiva, didática e de apreciação de títulos; 5.2 – A relação dos candidatos, data e horários da prova escrita serão divulgados no dia 02/04/14, às 17h, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS; 5.3 – A prova escrita objetiva será realizada no dia 03/04/14, a partir das 8h. 5.3 – O sorteio do tema da prova didática dar-se-á no dia da prova escrita, pouco antes do início de sua realização e todos os candidatos deverão estar presentes no momento do sorteio; 5.4 – A prova didática será realizada no dia 04/04/14, a partir das 8h;   5.5 – A Ata com o resultado final será divulgada pela Comissão Especial, na sala da Coordenação do Curso de Psicologia/CCHS , após o término dos trabalhos da seleção.   6. PROGRAMA PARA AS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA:   6.1. A perspectiva histórica da subjetividade. 6.2. Sociedade, Psicologia e Educação no Brasil. 6.3. O sujeito e a relação com o conhecimento.   7. BIBLIOGRAFIA PARA AS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA:   CONTINI, M. L. J. O psicólogo e a promoção de saúde na educação . São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.   GONÇALVES, M. G. M. A psicologia como ciência do sujeito e da subjetividade: a historicidade como noção básica. In: Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia . São Paulo: Cortez, 2001.   PATTO, M. H. S. P. Introdução à psicologia escolar . São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.   PATTO, M. H. S. P. Psicologia e ideologia: uma introdução crítica à psicologia escolar . São Paulo: T. A Queiroz , 1987.   PLACCO, V. M. N. S. (org). Psicologia & Educação: revendo contribuições. São Paulo: EDUC/FAPESP, 2007.   SILVA, N. Subjetividade. In: JAQUES, M. G. C. J. et el (orgs). Psicologia Social Contemporânea . Rio de Janeiro: Vozes, 1999.                                                                Em 27 de março de 2014.                                                                  Prof. ª Zaira de Andrade Lopes                                                           Presidente da Comissão Especial                                Profª Micheleni Márcia de Souza Moraes                                         Membro   Profª Ana Lúcia Ferra Finocchio Membro   TAE Catarina Rodrigues Secretária                                                          
  • março31
    Veja a Lista dos Psicólogos(as) que integram os Conselhos Municipais e Estadual (NOVO) A Psicologia cresce e fortalece sua representatividade nos principais Conselhos Municipais e Estadual. Anexo em download você pode conferir os nomes e contatos dos psicólogos e das psicólogas de Mato Grosso do Sul que atuam nos respectivos Conselhos.
  • março27
    CRP 14/MS REALIZA REUNIÕES COM A POLÍCIA CIVIL Avançar com a inserção da Psicologia em Mato Grosso do Sul e ampliar o debate sobre aspectos éticos e técnicos das práticas profissionais, considerando a inserção da(o) psicóloga(o) nos diferentes campos de atuação em expansão - considerando essas duas propostas de atuação, o VII Plenário do CRP 14/MS, representado por sua Presidente Norma Cosmo e também por Irma Macário e Fernando Faleiros (membros do Plenário), Patrícia Silveira (Agente de Orientação e Fiscalização) e Carlos Afonso Medeiros (Colaborador do Plenário) se reuniram na última 6ª feira (24/3/2014) na Delegacia Geral de Polícia Civil (DGPC), com o Diretor do Departamento de Polícia do Interior (Delegado Ivan Barreira) e também com o Diretor Substituto do Departamento de Polícia da Capital (Dr. Itamar Chamorro).   Nas reuniões foram tratadas questões sobre o encaminhamento de requisições de laudos para composição de inquéritos, a profissionais que atendem outras políticas públicas que não a segurança e de que modo podem ser trabalhadas essas demandas de modo a não imputar responsabilidades e/ou penalidades àqueles que não podem atendê-las. Além disso, tratou-se também sobre a crescente solicitação de orientações ao Conselho, quanto a profissionais que atendem policiais e a preocupação com a saúde e o bem-estar daqueles que cuidam da segurança da população, de forma a se pensar alternativas para que a psicologia possa se inserir de forma mais consolidada nesse meio.   Novos encontros deverão acontecer para avançar ainda mais nesse diálogo e nesse espaço de atuação da Psicologia.
  • março26
    Dia 31 de março vence a terceira parcela da anuidade Dia 31 de março vence a terceira parcela da anuidade As psicólogas e os psicólogos que optaram pelo pagamento parcelado da anuidade 2014/CRPMS tem até o dia 31 de março para quitar a terceira parcela. Pague em dia e evite multas e juros. Caso você ainda não tenha recebido o boleto, ou necessite de segunda via, por  favor, solicite à secretaria do Conselho por meios dos contatos: secretaria@crpms.org.br e (67) 3382-4801
  • março24
    RESPONSÁVEIS TÉCNICOS DE PJs RECEBEM ORIENTAÇÃO DA COF   A Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) realizou, em fevereiro e março, o evento "Orientações Técnicas sobre a Inscrição de Pessoa Jurídica no CRP". Participaram do encontro Responsáveis Técnicos (as) das Pessoas Jurídicas cadastradas ou registradas no CRP 14/MS. A reunião faz parte do Plano de Trabalho da comissão e tem como objetivo realizar orientações sobre a atuação profissional, destacando as principais legislações que norteiam as atividades desenvolvidas na área bem como proporcionar um espaço de discussão entre os diversos profissionais.
  • março24
    COF REALIZA 1ª RODA DE CONVERSA COM PSICÓLOGAS/OS DO MPE/MS   Atenta as principais demandas que chegam ao Conselho, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) realizou, no dia 21 de março, a 1ª Roda de Conversa com profissionais de setores específicos e o primeiro grupo convidado foi o que atua no Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul. O evento contou com a participação de sete Psicólogas/os do referido órgão. Além das apresentações pessoais e do entendimento da atuação de cada instituição, os principais encaminhamentos da reunião foram a construção das referências técnicas de atuação no setor e a agenda para a realização de novos encontros. As ações serão alinhadas também com a Comissão de Psicologia Jurídica. Em breve essa ação será expandida para outros campos de atuação.
  • março23
    Conselheira Euricléa participa de lançamento do novo hospital da CASSEMS À convite do diretor-presidente da CASSEMS, Ricardo Ayache, a Conselheira Euricléa Azevedo Nogueira, representou o CRP14/MS no evento de lançamento da pedra fundamental do novo hospital da entidade que será construído na Av. Mato Grosso, em Campo Grande.   O evento realizado no dia 17 de março contou ainda com a presença de autoridades como poder Executivo do Estado, do poder Legislativo Estadual e Federal, representantes de Conselhos, Entidades de Classe, servidores, usuários e demais convidados.   “É um momento especial. Estamos rascunhando esse projeto há 13 anos. Foram desafios enormes até chegar aqui”, afirmou o presidente da entidade, Ricardo Ayache.   Após os discursos todos foram convidados para o lançamento da Pedra fundamental, da cápsula do tempo e para o descerramento da placa.   SOBRE O HOSPITAL :::::::: Com 12.500 m2, o Hospital da Cassems (Caixa de Assistência aos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) de Campo Grande irá atender 1.000 pacientes por dia, entre a realização de exames, consultas e pronto atendimento adulto e infantil. A Cassems é o plano de saúde dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul. Ele atende 180 mil pessoas, sendo 60 mil servidores. O hospital terá 107 leitos de internação, centros cirúrgicos, de diagnósticos e de quimioterapia e UTI para adulto e neonatal. E o investimento é de R$ 60,4 milhões, incluindo recursos próprios; do Banco do Brasil, por meio do FCO (Fundo de Investimentos do Centro-Oeste); governo do Estado; e Assembleia Legislativa. A expectativa é de que a unidade se torne referencia no atendimento de alta e média complexidade. A unidade irá funcionar por 24 horas. Já a previsão é de conclusão da obra em 12 meses. A construção ainda está na fase de fundação. “Estamos com 60% das fundações profundas prontas”, disse o dirigente do plano de saúde.
  • março23
    Mais 14 novos psicólogos(as) recebem Carteira de Identidade Profissional   O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), realizou, no dia 14 de março, mais um evento de entrega de Carteira de Identidade Profissional (CIP) para 14 novos inscritos. Na ocasião, os profissionais receberam a acolhida do Conselho, representado pelo Conselheiro Fernando Faleiros, que compartilhou informações relevantes para a atuação profissional. Além da CIP, eles também receberem um Código de Ética Profissional, entregue pela psicóloga Patrícia Silveira, do setor de Orientação e Fiscalização do CRP14.   Sejam bem-vindos(as) aos CRP14, os(as) psicólogos(as):   - Ariane Martins da Conceição Zoratte - Gabriela Moraes Busatto - Fernanda Oshiro da Silva - Isabel Ribeiro Barbacena - Karoline Rosa Marques - Laura Possa da Rosa - Nathalia Amorim Freitas de Souza - Poliana Carvalho da Silva - Renata do Espírito Santo - Ricardo Marcos Strenske - Ricardo Teiji Paula Takaki - Thamires Beatriz Budib Victorio de Lima - Vânia de Moraes Rocha Sales - Wanessa Diniz Guerreiro   Confira no link o álbum de fotos postado na fanpage do CRP14: https://www.facebook.com/crp14ms/media_set?set=a.466794376753432.1073741849.100002686221420&type=3
  • março19
    Palestra “Integração com Futuras (os) Profissionais” dia 25 de março   A  Comissão de Orientação e Fiscalização  e o  GT de Interiorização  do CRP14/MS realizarão a Palestra “Integração com Futuras (os) Profissionais” e a cerimônia oficial de entrega de Carteira de Identidade Profissional (CIP) no dia  25/03/2014 , às  19h , no auditório 01 (bloco 01) do Centro Universitário da Grande Dourados –  Unigran , situado à Rua Balbino de Matos, 2121, Jd. Universitário,  Dourados /MS. No evento será apresentado o papel e atuação do Sistema Conselhos de Psicologia, as diretrizes e o Plano de Trabalho do VII Plenário do CRP14/MS e serão realizadas orientações sobre a prática profissional, incluindo aspectos técnicos e éticos. Convidamos as (os) acadêmicas (os) de Psicologia do último ano dos cursos de Psicologia a participar da palestra. Aos interessados em retirar a CIP nesse evento solicitamos que entrem em contato com a secretaria do regional pelos seguintes contatos: (67)3382-4801 / (67) 9123-7759.  
  • março19
    Com mais de 300 assuntos, VI CBPOT destaca diversidade e riqueza técnico-científica da Psicologia Organizacional e do Trabalho. [Confira a programação completa]   Com uma programação que ultrapassa 300 atividades, o VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho- VI CBPOT, reúne os mais diversos temas e assuntos da área profissional e acadêmica em Conferências, Mesas Redondas, Exposições e Minicursos, apresentados por grandes pesquisadores, professores e autoridades nos assuntos contemplados na programação. O Congresso nasce da parceria da Sociedade Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho - SBPOT, com a Universidade Católica Dom Bosco - UCDB/MS, por meio de seus cursos de graduação em Psicologia, Mestrado e Doutorado em Psicologia da Saúde e, recebe o apoio institucional do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS), com grande atuação da Comissão de Psicologia Organizacional e do Trabalho. Pela primeira vez na história da SBPOT, o Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho será realizado em Mato Grosso do Sul, na cidade de Bonito, nos dias 8 a 11 de abril de 2014 “O tema central do VI CBPOT será Rompendo fronteiras e representará uma oportunidade ímpar para que pesquisadores, professores, estudantes de graduação e pós-graduação, profissionais e mesmo empresários, se debrucem sobre a realidade do trabalho, também na região das fronteiras. Por isso, o intercâmbio de experiências entre os pesquisadores brasileiros e dos demais países da América Latina será uma das prioridades. Nunca é demais lembrar que boa parte do Mato Grosso do Sul está localizada numa faixa onde o "Brasil foi Paraguai", como diriam os compositores Almir Sater e Paulo Simões”, explica a Presidente do VI CBPOT Liliana Andolpho Magalhães Guimarães.   CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO VI CBPOT – As inscrições ainda estão abertas e podem ser feitas pelo site oficial do Congresso: www.cbpot.com.br       DIA 08.04 [TERÇA-FEIRA]   HORÁRIO: das 08h00 às 11h30   Minicurso 1: Clínica da atividade: o protagonismo do trabalhador no desenvolvimento de recursos para o trabalho Professora: Cláudia Osório, Universidade Federal Fluminense.   Minicurso 2: Orientação para aposentadoria nas organizações Professor: José Carlos Zanelli, Universidade Federal de Santa Catarina.   Minicurso 3: Avaliação de desempenho Docente: Adriano Lemos Alves Peixoto, Universidade Federal da Bahia.   Minicurso 4: Dos atributos teóricos às demandas metodológicas da medida Professora: Kátia Puente-Palácios, Universidade de Brasília.   Minicurso 5: Ergonomia Professor: Roberto Cruz, Universidade Federal de Santa Catarina.   Minicurso 6: Psicologia do consumidor Professor: Rafael Porto, Universidade de Brasília.   HORÁRIO: das 13h30 às 17h00   Minicurso 7: Seleção por competências Professora: Sônia Maria Guedes Gondim, Universidade Federal da Bahia.   Minicurso 8: Introdução à análise de redes sociais Professora: Elisabeth Loiola, Universidade Federal da Bahia.   Minicurso 9: Las relaciones trabajo y salud mental Professora: Elisa Ansoleaga, Universidad Diego Portales.   Minicurso 10: Estudos transculturais e comparativos: desafios e soluções Professora: Juliana Porto, Universidade de Brasília.   Minicurso 11: Avaliação em treinamento, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho: modelos e medidas Professora: Gardênia da Silva Abbad, Universidade de Brasília.       DIA 09.04 [QUARTA-FEIRA]   HORÁRIO: das 08h00 às 09h30   CC ROTATIVIDADE NO EMPREGO E PEDIDOS DE DESLIGAMENTO Coordenadoa: Áurea de Fátima Oliveira   Exposição 1 . Intenção de rotatividade: Impacto da confiança do empregado e percepção de suporte organizacional. Áurea de Fátima Oliveira e José de Oliveira Nascimento.   Exposição 2. Gestão de talentos e rotatividade: estudo descritivo sobre a retenção de trabalhadores essenciais em empresas. Iúri Novaes Luna, Caio Henrique de Mendonça Chaves Incrocci, Vanderlei Brasil, Welton Roberto Kuwer Azambuja, Denise Silvestrin, Nathália Maria Souza da Rocha, Maiara Lopes da Luz, Ana Carolina Pereira da Cruz e Karlla Heinz.   Exposição 3. Benefícios do conhecimento tácito e os riscos da rotatividade no serviço de saúde pública. Juliana Gomes Cabral de Almeida e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 4. Pedidos de desligamento de trabalhadores do serviço de saúde pública. Juliana Gomes Cabral de Almeida e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 5. Planejamento da gestão: um diagnóstico através de entrevistas de desligamento. Priscila Gasperin Pellegrini e Carlos José Naujorks.   Exposição 6. A percepção de justiça organizacional e a intenção de profissionais de tecnologia da informação em permanecer nas empresas que os empregam. Lilia Aparecida Kanan e Hellen Cristine Geremia.     CC BEM-ESTAR NO TRABALHO: MODELOS E PREDITORES Coordenadora: Marley Rosana Melo de Araújo   Exposição 1. Testagem de um modelo teórico sobre bem-estar no trabalho. Marley Rosana Melo de Araújo e Patrícia Elaine Santana Mota.   Exposição 2. Variáveis individuais e grupais na predição de bem-estar social: um estudo com trabalhadores. Maria do Carmo Fernandes Martins e Clara Scaldelai.   Exposição 3. O papel do lócus de controle sobre o bem-estar pessoal nas organizações. Laila Leite Carneiro e Sônia Regina Pereira Fernandes.   Exposição 4. O impacto da espiritualidade no trabalho sobre o bem-estar laboral. André Luis Amorim Silva Filho e Alexandra de Oliveira Rodrigues.   Exposição 5. Bem-estar no trabalho: impacto da percepção de suporte organizacional e da autoeficácia em trabalhadores. Francisca Yana Souza, Marcelo Soares Januário e Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 6. Comprometimento afetivo, intenções de engajamento e comportamentos positivos: um estudo de relações. Laisa Machado, Eloah Santana de Jesus e Adriano de Lemos Alves Peixoto.     MR REFLETINDO SOBRE ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DA SITUAÇÃO DE FLEXIBILIDADE E PRECARIZAÇÃO SÓCIO LABORAL: O LAZER, O PROLONGAMENTO DA JUVENTUDE E A ILEGALIDADE Coordenadora: Raquel Nascimento Coelho, Universidade Federal do Ceará.   Exposição 1. O prolongamento da juventude como estratégia para a construção de uma identidade positiva. Raquel Nascimento Coelho, Universidade Federal do Ceará.   Exposição 2. A inserção laboral de formas atípicas de trabalho frente ao processo de precarização: uma análise dos trabalhadores do tráfico de drogas. Juliana e Silva de Oliveira, Universidade Federal de Campina Grande.   Exposição 3. O setor de lazer como referentes de novas formas de inserção no mercado laboral. Cássio Adriano Braz de Aquino, Universidade Federal do Ceará.     MR MOBILIZAÇÃO SUBJETIVA COM TRABALHADORES DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO NO ÂMBITO FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL DO ESTADO DO AMAZONAS Coordenadora: Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 1. Mobilização subjetiva na luta para manutenção da saúde do trabalhador de instituição de ensino superior. Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 2. Mobilização Subjetiva no trabalho administrativo em uma em Instituição Pública de Ensino Paula Freitas Lima, Eliza do Amaral Silva Ferreira, Ana Cláudia Leal Vasconcelos e Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas   Exposição 3. A mobilização subjetiva no trabalho docente: pesquisas desenvolvidas no Amazonas Ramille Carneiro Santos, Secretaria Municipal de Administração de Manaus, Maria Letícia Messias Rosas, Escola Superior Batista do Amazonas, Perla Alves Martins Lima, Tribunal de Justiça do Estado de Roraima, e Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas   MR A ADOÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM TD&E: DESAFIOS E OPORTUNIDADES Coordenadora: Gardênia da Silva Abbad, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Necessidades de aprendizagem e os desafios da adoção de novas tecnologias de informação e comunicação no trabalho e em treinamento, desenvolvimento e educação. Gardênia da Silva Abbad, Universidade de Brasília.   Exposição 2. O Uso de Tecnologias Inovadoras no Desenho Instrucional de Treinamentos: Desafios e Oportunidades Andreia Araújo Lima Torres, Universidade de Brasília.   Exposição 3. A Integração dos Subsistemas de TD&E e as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação Thais Zerbini, Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto   HORÁRIO: das 09h45 às 11h00   CC REGULAÇÃO DAS EMOÇÕES E MOTIVAÇÕES Coordenadora: Suzana Tolfo   Exposição 1. Trabalho emocional, autorregulação e bem-estar psicológico em motoristas de transporte público Franciane Andrade de Morais e Sônia Maria Guedes Gondim   Exposição 2. Emoções no trabalho: regras de expressão e estratégias de autogerenciamento entre estagiários de psicologia. Fabíola Marinho Costa, Monique Helem dos Santos Bonfim, Lidiane Pedreira da Silva, Hannah Dantas Guedes e Roberval Passos de Oliveira.   Exposição 3. Regulacion emocional interpersonal y ajuste percibido a situaciones de estrés laboral en una muestra española. Silvia Cristina da Costa Dutra, Dario Paez e Xavier Oriol.   Exposição 4. Atenção à saúde e regulação emocional: um estudo sobre trabalho emocional no atendimento aos usuários. Rui Maia Diamantino e Sonia Maria Guedes Gondim.   Exposição 5. Teoria da autodeterminação. Marly Terezinha Perrelli e Suzana Tolfo   Exposição 6. Aspectos positivos do humano no trabalho: Relações entre realização profissional, afeto positivo e florescimento no trabalho. Ligia Carolina Oliveira Silva e Juliana Barreiros Porto.   CC QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E NAS ORGANIZAÇÕES Coordenadora: Izabela Maria Rezende Taveira.   Exposição 1. A qualidade de Vida no trabalho do profissional de recursos humanos. Izabela Maria Rezende Taveira, Nathalia Cristine Cardoso Ribeiro, Carolina Teixeira de Assumpção, Hemily Rios e Wallace Felipe Silva   Exposição 2. Desenvolvimento profissional e retenção de empregados: um estudo com base nas dimensões de qualidade de vida no trabalho. Iúri Novaes Luna, Caio Henrique de Mendonça Chaves Incrocci, Vanderlei Brasil, Nathália Maria Souza da Rocha, Denise Silvestrin, Maiara Lopes da Luz, Ana Carolina Pereira da Cruz, Karlla Heinz e Welton Roberto Kuwer Azambuja.   Exposição 3. O cuidado com quem cuida: a tarefa da psicologia na promoção da qualidade de vida dos enfermeiros de um centro de tratamento intensivo. Anne Karina Pereira de Andrade, Andréa Costa de Andrade, Joana Brito de Oliveira Castelo Branco e Sônia Maria Sousa Correia.   Exposição 4. Estresse Ocupacional: repercussões na qualidade de vida do pessoal de enfermagem de um hospital universitário. Aline Moraes da Silva e Liliana A. M. Guimarães.   Exposição 5. A percepção acerca da qualidade de vida no trabalho sob a ótica geracional: uma survey de atitude. Fernanda Ax Wilhelm, Ana Paula da Rosa Deon, Jaqueline Silva da Rosa, Idonézia Collodel Benetti, Geórgia Patrícia da Silva Ferko e Marline Chinato.   Exposição 6. Práticas de inclusão de pessoas com deficiências em empresa. Silvana Regina Ampessan Marcon, Carlos Eduardo Vieira da Rosa e Magda Macedo Madalozzo.   SIMP SAÚDE PSÍQUICA E CONDIÇÕES DE TRABALHO Coordenadora: Livia de Oliveira Borges, Universidade Federal de Minas Gerais   Exposição 1. Salud mental y naturaleza del trabajo: cuando el trabajo emocional resulta inevitable Elisa Ansoleaga e Juan Pablo Toro, Universidad Diego Portales   Exposição 2. A fadiga por compaixão como ameaça a qualidade de vida profissional em prestadores de serviços hospitalares Silvânia da Cruz Barbosa, Universidade Estadual da Paraíba, Sandra Souza, Universidade Federal da Paraíba e Jansen Souza Moreira, Universidade Estadual da Paraíba   Exposição 3. Condições de trabalho e saúde psíquica: um estudo em dois hospitais universitários Maria Teresa Pires Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Livia de Oliveira Borges e Sabrina Cavalcanti Barros, Universidade Federal de Minas Gerais   MR PSICOLOGIA DO TRABALHO E DAS ORGANIZAÇÕES E FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO: DISCUSSÕES CONTEMPORÂNEAS Coordenadora: Camila Costa Torres, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   Exposição 1. Um balanço da psicologia do trabalho e das organizações na formação do psicólogo Fellipe Coelho-Lima e Camilla Sampaio de Freitas Guimarães, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   Exposição 2. Atuação em psicologia organizacional e do trabalho sob a ótica dos estágios curriculares em universidade norte-riograndense . Alda Karoline Lima da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   Exposição 3. Limites e possibilidades da formação por ênfases em psicologia: a Psicologia organizacional e do trabalho e a experiência em uma universidade federal Camila Costa Torres, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   MR INST POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO, COMPROMETIDAS COM OS TRABALHADORES Proponente: Conselho Regional de Psicologia, 14ª Região. Coodenadora: Beatriz Rosália Gomes Xavier Flandoli, Conselho Regional de Psicologia, 14ª Região.   Exposição 1. Trabalho: produção e mediação da cultura em Vygotsky. Beatriz Rosália Gomes Xavier Flandoli, Conselho Regional de Psicologia, 14ª Região.   Exposição 2. A clínica do trabalho como uma forma de intervenção do psicólogo nas organizações Vanessa C. Neumann Figueiredo, Conselho Regional de Psicologia, 14ª Região.   Exposição 3. Trabalho: relação dialética de conflitos: ética e as relações nas organizações de trabalho-atuação do(a) psicólogo(a). Jaciane Terezinha Rodrigues Vieira, Conselho Regional de Psicologia, 14ª Região.     HORÁRIO: das 11h15 às 12h30   CC EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA E EVASÃO Coordenadora: Thaís Zerbini.   Exposição 1. Preditores de fatores relacionados à evasão e à persistência em ações educacionais à distância. Elienay Eiko Rodrigues Umekawa e Thaís Zerbini.   Exposição 2. Evidências de validade de uma escala de fatores relacionados à evasão e à persistência em ações educacionais à distância. Elienay Eiko Rodrigues Umekawa e Thaís Zerbini.   Exposição 3. Preditores de evasão em diferentes ambientes acadêmicos Carmem Lúcia Dantas Barbosa e Mauro de Oliveira Magalhães.   Exposição 4. Diferentes perfis de universitários em cursos à distância: desafios para o ensino-aprendizagem mediado por tecnologia. Lara Barros Martins e Thaís Zerbini.   Exposição 5. Qualidade de vida profissional de tutores de educação à distância. Vanusa Meneghel e Liliana Andolpho Magalhães Guimarães.     CC ORGANIZAÇÕES, AMBIENTALISMO, INSTITUIÇÕES E SOCIEDADE Coordenador: Fabio Iglesias.   Exposição 1. Esquemas mentais sobre responsabilidade socioambiental: Um estudo com gestores empresariais. Patrícia Emanuele da Cruz Dias Ribeiro, Thaís Virgínia Alves Ferreira, Juliana Guedes de Almeida, Katia Elizabeth Puente-Palacios e Viviane da Mata Barbosa.   Exposição 2. Normas, hedonismo e ganhos como motivadores de comportamento pró-ambiental: desenvolvendo uma medida de goal-framing. Ligia Abreu Gomes Cruz e Fabio Iglesias   Exposição 3. Conselhos de gestão de parques: grupos sociais em movimento? Heloisa Helena Ferraz Ayres e Marta de Azevedo Irving.   Exposição 4. Limpeza urbana: o contexto institucional e a atividade de varrição Georgina Maria Véras Motta e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 5. Efeitos da forma de pagamento e nível de valor informativo dos produtos sobre a intenção de compra do consumidor Érika Martins Silva Ramos e Fabio Iglesias.   CONF EFICÁCIA DO TRABALHO EM EQUIPA: O PAPEL DAS COGNIÇÕES, EMOÇÕES E COMPORTAMENTOS Ana Margarida passos, instituto universitário de lisboa   CONF ENGAJAMENTO NO TRABALHO: PERSPECTIVAS TEÓRICAS E TENDÊNCIAS METODOLÓGICAS Maria Cristina Ferreira, Universidade Salgado de Oliveira   CONF REPENSANDO EL PAPEL DEL PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL Y DEL TRABAJO EN LA ERA DEL CAPITALISMO GLOBAL: DILEMAS Y REPERCUSIONES Esteban Agulló, Universidad de Oviedo     HORÁRIO: das 14h30 às 16h00   RE EXPERIÊNCIAS INOVADORAS DE ATUAÇÃO EM POT Coordenadora: Dulce Pires Flauzino   Exposição 1. O rádio como estratégia de comunicação organizacional: experiência exitosa sobre o desenvolvimento de ferramenta interacional inovadora para a gestão de recursos humanos. Márcia Fernanda Gonçalves dos Santos e Jaims Ribeiro.   Exposição 2. Integração de discentes de Psicologia em instituição de ensino superior. Dulce Pires Flauzino   Exposição 3. Mapeamento e desenvolvimento de competências em estudantes e profissionais de psicologia do Vale do São Francisco: relato de experiência. Elayne Negreiros, Aíla Dourado, Cristiane Quirino e Shirley Macêdo.   Exposição 4. Reflexões acerca do papel do psicólogo como consultor organizacional. Alda Karoline Lima da Silva e Kleidson Daniel Medeiros Leopoldino.   RE SAÚDE MENTAL NO TRABALHO Coordenadora: Hilda Maria Rodrigues Alevato.   Exposição 1. Avaliação de estressores. Hilda Maria Rodrigues Alevato.   Exposição 2 . Análise do stress em funcionários do setor de protocolo de uma instituição de ensino superior. Swellen Pires Santos, Glayce Rejane Felipe da Silva Lavnchicha, Lívia Patricia Queiroz Dias e Jandete Maria Souza Falcão.   Exposição 3. Acidente de trabalho: repercussões na saúde mental - relato sobre atendimento clínico com arte terapia em acidente ocorrido na área offshore Sara Tanos da Silva Santos Nogueira.   Exposição 4. Da hierarquia ao sofrimento psíquico: o adoecimento de bombeiros militares como desafio a clínica do trabalho. José Mario Barboza de Britto, Daniele Moreira Gomes e Alberto Ribeiro Neto.   Exposição 5. Cuidando do cuidador: relato de experiência na promoção e prevenção em saúde do trabalhador. Jonas Oliveira Menezes Júnior, Josemberg Moura de Andrade, Maria de Oliveira Ferreira Filha, Maria Djair Dias, Amanda Pereira Frazão e Lays Andrade de Sá   RE EXPERIÊNCIAS INOVADORAS DE ATUAÇÃO EM POT Coordenadora: Dulce Pires Flauzino   Exposição 1. O rádio como estratégia de comunicação organizacional: experiência exitosa sobre o desenvolvimento de ferramenta interacional inovadora para a gestão de recursos humanos. Márcia Fernanda Gonçalves dos Santos e Jaims Ribeiro.   Exposição 2. Integração de discentes de Psicologia em instituição de ensino superior. Dulce Pires Flauzino   Exposição 3. Mapeamento e desenvolvimento de competências em estudantes e profissionais de psicologia do Vale do São Francisco: relato de experiência . Elayne Negreiros, Aíla Dourado, Cristiane Quirino e Shirley Macêdo.   Exposição 4. Reflexões acerca do papel do psicólogo como consultor organizacional. Alda Karoline Lima da Silva e Kleidson Daniel Medeiros Leopoldino   RE SAÚDE MENTAL NO TRABALHO Coordenadora: Hilda Maria Rodrigues Alevato.   Exposição 1. Avaliação de estressores. Hilda Maria Rodrigues Alevato.   Exposição 2. Análise do stress em funcionários do setor de protocolo de uma instituição de ensino superior. Swellen Pires Santos, Glayce Rejane Felipe da Silva Lavnchicha, Lívia Patricia Queiroz Dias e Jandete Maria Souza Falcão.   Exposição 3. Acidente de trabalho: repercussões na saúde mental - relato sobre atendimento clínico com arte terapia em acidente ocorrido na área offshore Sara Tanos da Silva Santos Nogueira.   Exposição 4. Da hierarquia ao sofrimento psíquico: o adoecimento de bombeiros militares como desafio a clínica do trabalho. José Mario Barboza de Britto, Daniele Moreira Gomes e Alberto Ribeiro Neto.   Exposição 5. Cuidando do cuidador: relato de experiência na promoção e prevenção em saúde do trabalhador. Jonas Oliveira Menezes Júnior, Josemberg Moura de Andrade, Maria de Oliveira Ferreira Filha, Maria Djair Dias, Amanda Pereira Frazão e Lays Andrade de Sá.   MR A PRÁTICA NOS ESTÁGIOS DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO EM TRÊS UNIVERSIDADES DA REGIÃO SUL DO BRASIL: REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO VERSUS DEMANDAS Coordenadora: Lilia Aparecida Kanan, Universidade do Planalto Catarinense.   Exposição 1. Reflexão e crítica sobre formação versus demandas: a experiência da instituição A. Regina Celina Cruz, Pontifícia Universidade Católica do Paraná.   Exposição 2. Reflexão e crítica sobre formação versus demandas: a experiência da instituição B. Silvana Regina A. Marcon, Universidade de Caxias do Sul.   Exposição 3. Reflexão e crítica sobre formação versus demandas: a experiência da instituição C. Lilia Aparecida Kanan, Universidade do Planalto Catarinense.   MR APRENDIZAGEM NO TRABALHO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL Coordenadora: Thaís Zerbini.   Exposição 1. Aprendizagem no contexto de trabalho. Jairo Eduardo Borges-Andrade, Universidade de Brasília.   Exposição 2. Aprendizagem individual e coletiva em organizações: análise dos conceitos e uma proposta de integração. Gardênia da Silva Abbad, Universidade de Brasília e Thaís Zerbini, Universidade de São Paulo.   Exposição 3. Desenvolvimento profissional: um construto ainda pouco estudado. Luciana Mourão, Universidade Salgado de Oliveira.   MR INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NAS ORGANIZAÇÕES DE TRABALHO: DIMENSÕES CONCEITUAIS, PSICOSSOCIAIS E ORGANIZACIONAIS Coordenadora: Maria Nivalda de Carvalho-Freitas, Universidade Federal de São João del-Rei   Exposição 1. Base conceitual utilizada para compreender os processos de construção da vida de trabalho de pessoas com deficiência Marcelo Afonso Ribeiro, Universidade de São Paulo   Exposição 2 Pressupostos teóricos e evidências empíricas do processo de inserção de pessoas com deficiência no trabalho Maria Nivalda de Carvalho-Freitas, Universidade Federal de São João del-Rei   Exposição 3. Estudos de casos de inclusão de pessoas com deficiência nas organizações Flávio Ribeiro, Universidade de São Paulo   MR O DIÁLOGO QUE TRANSFORMA: O OLHAR DA PSICODINÂMICA DO TRABALHO Coordenadora: Kátia Barbosa Macêdo, Pontifícia Universidade Católica de Goiás.   Exposição 1. DIREITOS HUMANOS, SAÚDE MENTAL E A PSICODINÂMICA DO TRABALHO: INTERDISCIPLINARIDADE E COMPLEMENTARIDADE Lila de Fátima de Carvalho Ramos e Marcia Helena da Costa Gomide, Universidade Federal de Goiás   Exposição 2 . O impacto do trabalho na saúde de pesquisadores: uma abordagem da psicodinâmica do trabalho Glayce Rejane Felipe da Silva Lavnchicha e Hélcia Daniel, Pontifícia Universidade Católica de Goiás   Exposição 3. O trabalho do empreendedor e o impacto em sua saúde mental: uma visão dinâmica Edward Humberto Guimarães Júnior, Escola Superior Associada de Goiânia/Fundação Getúlio Vargas e Uni-Anhanguera, e Kátia Barbosa Macêdo, Pontifícia Universidade Católica de Goiás   MR INST EMPRESAS JUNIORES DE PSICOLOGIA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO Proponente: Comissão Científica Coordenador: Adriano de Lemos Alves Peixoto   Exposição 1. Protagonismo estudantil e formação profissional: a contribuição das empresas juniores para formação do psicólogo organizacional e do trabalho Adriano de Lemos Alves Peixoto, Universidade Federal da Bahia   Exposição 2. Análise das competências de empresários juniores brasileiros Elziane Bouzada Dias Campos, Universidade de Brasília   Exposição 3. Estratégias e suporte a aprendizagem na participação em empresas juniores Karinne Leissa Torres Bezerra, Universidade de Brasília   HORÁRIO: das 16h45 às 18h15   CC - ESTRESSE E BURNOUT NO TRABALHO Coordenadora: Silvânia da Cruz Barbosa.   Exposição 1. Burnout e fatores sociodemográficos em professores da rede estadual de ensino médio. Luiza Almeida Porcaro, Kaíza Rafaelle Lucas Martins, Jansen Souza Moreira, Paula Danielly Queiroz de Barros e Silvânia da Cruz Barbosa.   Exposição 2. Cuidar e adoecer: burnout em profissionais de saúde atuantes em hospitais públicos. Luiza Almeida Porcaro, Emily Souza Gaião, Silvânia da Cruz Barbosa e Sandra Souza.   Exposição 3. As deteriorações menores em saúde mental e a síndrome de burnout entre agentes penitenciários de unidades prisionais. Mateus Estevam Medeiros Costa e Fernanda Fernandes Gurgel.   Exposição 4. Análise da predisposição à síndrome de burnout em professores universitários. Maria Fabiana Machado da Silva, Ana Cristina Gaspar Melo, Lauriane Maria dos Santos Teles, Savanna de Brito Ximenes Aragão, Carla Fernanda de Lima Santiago da Silva.   Exposição 5 . Estresse ocupacional em policiais civis de duas delegacias. Ítalo Emanuel Rolemberg dos Santos, João Sigefredo Arruda, Dayane Eloá dos Anjos Maciel, Débora Lúcia dos Anjos Maciel, Júlia Regina Falcão de Lima e Virgínia Viviane de Lima Barreto.   Exposição 6. Estresse percebido: comparações a partir das variáveis sociodemográficas. Huana Freire Cirilo Passos, Josemberg Moura de Andrade, Marina Gabriela Neves do Nascimento Silva, Amanda Pereira Frazão, Dandara Barbosa Palhano e Argemille Bastos Lima.   CC TREINAMENTO E EDUCAÇÃO NO TRABALHO Coordenador: Sinésio Gomide Júnior   Exposição 1 Avaliação de efetividade de treinamento em um hospital privado: benefícios e resultados. Samantha de Toledo Martins Boehs e Leandro Zilli   Exposição 2. Instrumento de avaliação de necessidades de treinamento de profissionais de enfermagem na área da sexualidade . Vanessa Monteiro Cesnik e Thais Zerbini   Exposição 3 . Avaliação de necessidades de treinamento: o caso de uma empresa de abastecimento. Luana Cristina Rodrigues Araújo   Exposição 4 . Transferência de aprendizagem, impacto do treinamento no trabalho, suporte à transferência de treinamento e produção acadêmica: estudo em uma universidade pública brasileira. Sinésio Gomide Júnior e Tatiana Pereira Athayde Costa   Exposição 5. Transição burocrática-estratégica de atividades de treinamento em organizações públicas: uma análise com redes sociais de afiliação. Diogo Ribeiro da Fonseca, Isadora Teixeira Vergara Menin Netto Castro, Pedro Paulo Murce Meneses e Natália Gomes Campos   Exposição 6. Ações educacionais em sexualidade para profissionais de saúde: uma revisão de literatura. Vanessa Monteiro Cesnik e Thais Zerbini   MR - MOTIVAÇÃO E SIGNIFICADOS DO TRABALHO: IDENTIFICANDO APROXIMAÇÕES Coordenadora: Suzana da Rosa Tolfo, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 1. Aspectos históricos da motivação no trabalho. Narbal Silva, Universidade Federal de Santa Catarina   Exposição 2. Teoria da Autodeterminação da Motivação. Marly Terezinha Perrelli, Universidade do Contestado.   Exposição 3. Significado do trabalho. Suzana da Rosa Tolfo, Universidade Federal de Santa Catarina.   MR COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL POSITIVO: AVANÇOS TEÓRICOS E EMPÍRICOS RECENTES Coordenadora: Maria Cristina Ferreira, Universidade Salgado de Oliveira.   Exposição 1. Avaliações autorreferentes no contexto do trabalho: perspectivas teóricas e empíricas. Maria Cristina Ferreira, Universidade Salgado de Oliveira, RJ.   Exposição 2. Resiliência no trabalho: perspectivas teóricas e empíricas. Maria do Carmo Fernandes Martins, Universidade Metodista de São Paulo.   Exposição 3 . Florescimento no trabalho: limites e fronteiras conceituais. Helenides Mendonça, Pontifícia Universidade Católica de Goiás.   MR NOVOS SABERES EM TORNO DA RELAÇÃO TRABALHO E SUBJETIVIDADE Coordenador: Jorge Gomes da Silva Sobrinho, Centro Universitário Mauricio de Nassau.   Exposição 1 . Intervenções psicossociais como estratégia de melhoria dos modos de gestão. Laura Pedrosa, Companhia Hidro Elétrica do São Francisco.   Exposição 2. Clínica humanista-fenomenológica do trabalho como promovedora de novos modos de gestão da própria vida. Shirley Macêdo, Universidade Federal do Vale do São Francisco.   Exposição 3. Clínica da gestão: elementos para uma intervenção organizacional Jorge Gomes da Silva Sobrinho, Centro Universitário Mauricio de Nassau.   MR TRABALHO E CENÁRIOS DE VULNERABILIDADE Coordenador: José Newton Garcia de Araújo, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.   Exposição 1. Elementos para uma revisão do conceito de trabalho sujo. Jorge Tarcísio da Rocha Falcão, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   Exposição 2. Trabalho sujo e marginalidade: o trabalho nas prisões. Vanessa Andrade de Barros, Universidade Federal de Minas Gerais.   Exposição 3. As inovações tecnológicas e seus paradoxos: vulnerabilidade e desfiliação. José Newton Garcia de Araújo e Carolina Costa Resende, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.   MR INST GÊNERO, TRABALHO E CULTURA Proponente: Universidade Católica Dom Bosco Coordenador: Sônia Grubits, Univesidade Católica Dom Bosco.   Exposição 1. Saúde mental e a qualidade de vida de universitários: gênero e escolha profissional. Heloisa Bruna Grubits, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 2. Da ontologia sobre sexo e gênero no mundo do trabalho a uma ética da alteridade e da diferença Márcio Luis Costa, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 3. Mulheres indígenas: gênero, trabalho e cultura. Sônia Grubits, Universidade Católica Dom Bosco.   DIA 10.04 [QUINTA-FEIRA]   HORÁRIO: das 08h00 às 09h30             RE COMPORTAMENTO HUMANO, NO TRABALHO E NAS ORGANIZAÇÕES Coordenador: Gustavo Klauberg Pereira   Exposição 1. A Classificação Internacional de Funcionalidade como recurso complementar à análise de função: um instrumento de trabalho do psicólogo . Gustavo Klauberg Pereira, Aline Battisti Archer e Andrea Valéria Steil.   Exposição 2. A percepção do servidor sobre seu trabalho: a prática da pesquisa de clima organizacional no contexto de uma organização pública. Daniele de Souza Paulino.   Exposição 3. Jovens aprendizes – grupo de desenvolvimento pessoal e profissional. Taís de Brito Barbosa, Bruna Gomes Neves e Heloísa Helena Ferraz Ayres.   Exposição 4. Análise e levantamento de impressões frente ao desligamento com trabalhadores de Tecnologia da Informação. Vanessa de Oliveira Gomes e Cássio Adriano Braz de Aquino.   CC PSICOMETRIA E TRABALHO Coordenador: Sinésio Gomide Júnior   Exposição 1. Evidências de validade da Escala de Autenticidade Individual no Trabalho em amostras brasileiras. Renata Silva de Carvalho Chinelato, Luciana Lontra Nacif Pinheiro e Manoel Ferreira da Silva Junior.   Exposição 2. Qualidades psicométricas da Escala de Comportamentos de Redesenho do Trabalho. Renata Silva de Carvalho Chinelato, Juliana da Silva Camacho e Bruno Lene de Oliveira   Exposição 3. Escala de Clima Ético nas Organizações: evidências de validade Daniela Ferreira Lima, Patrícia Emanuele Ribeiro, Tayane Nunes Gomes e Juliana Barreiros Porto   Exposição 4. Validação da Escala de Estresse Percebido para o contexto paraibano Luciano Neves Ferreira da Rocha, Josemberg Moura de Andrade, Arlene Kely Alves de Amorim, Kaline da Silva Lima e Dandara Barbosa Palhano   Exposição 5. Percepção de virtudes morais organizacionais: construção e validação de um instrumento de medida. Sinésio Gomide Júnior e Lorrana Ellen Vieira.   Exposição 6. Teorias e medidas de avaliação de desempenho: panorama da pesquisa científica no Brasil. Fabiana Ferreira da Silva Brito, Josemberg Moura de Andrade, Juliana Maria Vieira Tenório, Isadora Araújo Silva de Almeida e Huana Freire Cirilo Passos.   MR PSICOLOGIA POSITIVA NAS ORGANIZAÇÕES E NO TRABALHO: CRÍTICAS E POSSIBILIDADES Coordenador: Narbal Silva, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 1. Psicologia positiva nas organizações e no trabalho: uma revisão da literatura brasileira. Narbal Silva e Marúcia Patta Bardagi, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 2. Teoria da autodeterminação Marly Terezinha Perrelli, Universidade do Contestado.   Exposição 3. A construção de culturas orientadas à felicidade nas organizações contemporâneas: viável ou ideário? Narbal Silva, Universidade Federal de Santa Catarina.   MR SOFRIMENTO NO TRABALHO EM DIFERENTES INSTITUIÇÕES NO AMAZONAS Coordenadora: Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 1. O sofrimento no trabalho dos técnicos de enfermagem em um hospital universitário em Manaus Priscila Moreira Santana, Universidade Federal do Amazonas, e Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 2. Sofrimento no trabalho docente: pesquisas desenvolvidas no Amazonas Ramille Carneiro Santos, Secretaria Municipal de Administração de Manaus, Rosângela Dutra de Moraes, Maria Letícia Messias Rosas e Perla Alves Martins Lima, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 3. O sofrimento dos trabalhadores da saúde em uma instituição que trata de saúde mental Socorro Moraes Nina e Rosângela Dutra de Moraes, Universidade do Estado do Amazonas. MR A RELAÇÃO ENTRE OS INSTRUMENTOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS E O DESEMPENHO NO TRABALHO Coordenadora: Fabiana Queiroga, Centro Universitário de Brasília.   Exposição 1. A relação dos resultados da entrevista psicológica e dinâmica de grupo com o desempenho no trabalho. Dayane Cristine Mendes, Bancorbrás, e Fabiana Queiroga, Centro Universitário de Brasília.   Exposição 2. Desempenho em uma empresa de televisão: a relação com o sucesso no processo seletivo. Fabiana Queiroga e Larissa de Queiroz Eufrasio, Centro Universitário de Brasília.   Exposição 3. Avaliação psicológica em seleção de pessoal: panorama da pesquisa científica no Brasil. Josemberg Moura de Andrade, Kaline da Silva Lima e Marina Gabriela Neves do Nascimento Silva, Universidade Federal da Paraíba   Horário: 9:45 às 11:00 horas   RE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS Coordenadora: Anna Paula Sampaio Barbosa.   Exposição 1. Seleção de pessoal da área da enfermagem: considerações preliminares sobre a perspectiva da análise do comportamento. Anna Paula Sampaio Barbosa.   Exposição 2. Processo seletivo: uma concepção integrada em gestão de pessoas e uma a experiência na incubadora de empresas. Layse Costa Pinheiro, Heloísa Helena Ferraz Ayres e Sirlan de Castro Medeiros.   Exposição 3. Experiência de uma empresa júnior: o processo de integração - uma alternativa a seleção de pessoas no ambiente universitário. Raline dos Santos de Queiroz, Alessandra Lopes Alves Smaczylo Rodrigues, Heloisa Helena Ferraz Ayres e Thayane Nogueira da Silva.   Exposição 4. Movimentação de pessoas no Tribunal de Contas da União. Daniela Pinheiro dos Reis.   CC SIGNIFICADOS E SENTIDOS NO TRABALHO Coordenadora: Camila Teixeira Heleno.   Exposição 1. Os significados do trabalho na arte das ruas: um caso da coleta de lixo. Camila Teixeira Heleno, Georgina Maria Véras Motta e Livia de Oliveira Borges   Exposição 2. Sentidos do trabalho para artistas circenses. Scheila Girelli e Leticia Werner.   Exposição 3. Os significados do dinheiro e do trabalho: um estudo com operários da construção de edificações. Sabrina Cavalcanti Barros e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 4. O significado do trabalho para docentes adoecidos: um estudo de casos em uma universidade pública federal. Graziele Alves Amaral, Letícia Machado Silva e Nayane Alves Ferreira.   Exposição 5 . Trabalho escravo contemporâneo: sentidos, significados e práticas de intervenção. Luís Henrique da Costa Leão.   Exposição 6 . Setor metalúrgico: relações sindicais, significados e motivação para o trabalho. Tamara Palmieri Peixoto e Livia de Oliveira Borges.   MR ABORDAGEM MULTINÍVEL MÉTODOS MISTOS DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO: APLICAÇÕES E DESAFIOS Coordenador: Sonia Maia Guedes Gondim, Universidade Federal da Bahia.   Exposição 1. Abordagem multinível em Psicologia Organizacional e do Trabalho. Kátia Puente-Palácios, Universidade de Brasília.   Exposição 2. Métodos mistos em Psicologia Organizacional e do Trabalho. Sonia Maria Guedes Gondim, Universidade Federal da Bahia.   Exposição 3. Aplicação de métodos mistos e abordagem multinível em duas pesquisas brasileiras: desafios e oportunidades. Gardênia da Silva Abbad, Universidade de Brasília.   MR APOSENTADORIA E PERMANÊNCIA NO TRABALHO: REFLEXÕES SOBRE ESCOLHAS E MOTIVOS DE DOCENTES UNIVERSITÁRIOS PARA A CONTINUIDADE LABORAL Coordenadora: Samantha de Toledo Martins Boehs, Universidade Federal do Paraná.   Exposição 1. Trabalho voluntário de docentes universitários aposentados: quando é interessante a gente continua mais um pouco. Edite Krawulski, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 2. Trabalho e aposentadoria: motivos que levam docentes aposentados das instituições federais de ensino superior a lecionarem em universidades particulares. Samantha de Toledo Martins Boehs, Universidade Federal do Paraná.   Exposição 3. Docentes universitários franceses diante da aposentadoria: quando parar é impossível! Vera Regina Roesler, Universidade do Planalto Catarinense.   MR INST PSICOLOGIA DA SAÚDE OCUPACIONAL (PSO): A ABORDAGEM DOS TRANSTORNOS MENTAIS RELACIONADOS AO TRABALHO E A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO NESTA NOVA ÁREA Proponente: Universidade de São Paulo. Coordenadora: Miryam Cristina Mazieiro Vergueiro da Silva, Universidade de São Paulo.   Exposição 1. A atuação do psicólogo do trabalho em um programa de saúde mental para trabalhadores do setor saúde. Miryam Cristina Mazieiro Vergueiro da Silva, Universidade de São Paulo.   Exposição 2. Programa de prevenção e tratamento de transtornos mentais em uma empresa do ramo de mineração – o papel do gerenciamento de caso. Fátima Cristina Macedo, Empresa Mental Clean.   Exposição 3. Psicologia da Saúde Ocupacional (PSO): integração com a medicina do trabalho e a psiquiatria ocupacional. Luiz Felipe Rigonatti, Universidade de São Paulo.     Horário: 11:15 às 12:30 horas   RE TREINAMENTO, DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR Coordenadora: Gardênia Abbad   Exposição 1. Necessidades de treinamento em um órgão do poder judiciário brasileiro: aplicação de um método prospectivo. Rodrigo R. Ferreira e Gardênia Abbad   Exposição 2. Análise da evasão de cursos corporativos presenciais e a distancia da câmara dos deputados. Thais da Costa Picchi, Eudileia de Fatima Marcelino, Hélio Ferreira Côrtes e Gustavo Silva de Salles.   Exposição 3. Contribuições do estágio de psicologia organizacional no desenvolvimento de líderes e na construção de uma nova organização . Lívia Mazza de Freitas e Fabiana Batistucci Lima   Exposição 4. Relato de um método participativo para o redesenho de cargos. Ana Carla Bastos Armaroli e Claudia Osório da Silva.   CC CARREIRA E PERSPECTIVAS DE FUTURO Coordenadora: Raquel Nascimento Coelho.   Exposição 1. Influência das práticas de gestão de pessoas na percepção de oportunidades de carreira. Vinicius Carvalho de Vasconcellos.   Exposição 2. Desenvolvimento de carreira e gestão de talentos em empresas de médio e grande porte. Vanderlei Brasil, Ana Carolina Pereira da Cruz, Iúri Novaes Luna, Welton Kuwer Azambuja, Camila Felipe Tonn, Karlla Heinz, Maiara Lopes da Luz, Nathália Maria Souza da Rocha, Caio Henrique de Mendonça Chaves Incrocci e Denise Silvestrin   Exposição 3. Um estudo das experiências de discentes de psicologia em aconselhamento e planejamento estratégico de carreira. Cristiane Alves Quirino, Shirley Macêdo Vieira de Melo e Aíla Matos Dourado   Exposição 4. Planejando o futuro profissional: valores norteadores e estratégias de ação adotadas. Marina Gomes Coelho de Souza e Lucia Rabello de Castro.   Exposição 5. Construção e validação da Escala de Expectativas de Futuro Profissional. Vinicius Carvalho de Vasconcellos e Elaine Rabelo Neiva.   Exposição 6. Trabalho e prolongamento da juventude: desafios do mundo laboral nas experiências de transição à vida adulta de jovens brasileiros e espanhóis . Raquel Nascimento Coelho.   CONF – CULTURA E CLIMA DE SEGURANÇA E PROMOÇÃO DA SEGURANÇA NO TRABALHO: NOVAS “AVENIDAS” PARA A INVESTIGAÇÃO. Conferencista: Sílvia Costa Agostinho da Silva, Instituto Universitário de Lisboa.   CONF – DETERMINANTS OF RETIREMENT PLANNING: WHO PLANS, WHY THEY PLAN, AND HOW WELL THEY PLAN Conferencista: Douglas A. Hershey, University Southern California.   CONF – EMPREGABILIDADE: PARADOXOS, LIMITAÇÕES E POTENCIALIDADES NO CASO DE RECURSOS HUMANOS. Conferencista: Erico Rentería, Universidad del Valle.   Horário: 14:30 às 16:00 horas   RE DIAGNÓSTICOS E PLANEJAMENTO DA GESTÃO Coordenadora: Gabriella de Oliveira Santiago           Exposição 1. Análise do trabalho: construindo caminhos dentro da organização - uma experiência em consultoria Gabriella de Oliveira Santiago e Heloisa Helena Ferraz Ayres   Exposição 2. Gestão de pessoas: desafios da implantação de uma política Juliana Pinto Corgozinho   Exposição 3. Ampliando o olhar para a etapa diagnóstica: buscando elementos e expandindo possibilidades Catia dos Santos Barcelos Bastos, Chistiane Zambenedetti Becker, Marias das Graças Pinto Costa da Rocha   Exposição 4. Planejamento de Carreira: possibilidades de atuação . Telma Fernandes Mascarenhas e Sônia Regina Pereira Fernandes   CC - SOCIALIZAÇÃO E APRENDIZAGEM NO TRABALHO Coordenadora: Lígia Carolina Borges Faria.   Exposição 1. A influência dos estímulos e barreiras à criatividade na pró-atividade de trabalhadores. Lígia Carolina Borges Faria e Heila Magali da Silva Veiga.   Exposição 2. Relação entre características de grupos de pesquisa da área de exatas, redes de aprendizagem e desenvolvimento de competências. Nathalia Soares Marques, Catarina Cecília Odelius, Rafael Nishino Ono e Fábio Ferraz Fernandez.   Exposição 3. Estratégias de aprendizagem em grupos de pesquisa: análise fatorial confirmatória de uma escala. Fabio Ferraz Fernandez, Breno Giovanni Adaid Castro, Thiago Gomes Nascimento, Rafael Nishino Ono, Rayanne Iris de Souza e Catarina Cecília Odelius.   Exposição 4. Estratégias de aprendizagem adotadas por estudantes universitários de cursos apoiados pelo programa de apoio ao ensino na saúde. Rafaela Moreira e Gardênia da Silva Abbad.   Exposição 5. Um estudo sobre o aspecto transformador da aprendizagem social dos voluntários da Rede Feminina de Combate ao Câncer Juliana Souza Vilela.   Exposição 6. A mentoria como prática no processo de seleção de voluntários na Rede Feminina de Combate ao Câncer. Juliana Souza Vilela.   MR TEORIA DE VALORES E APLICAÇÕES: DIFERENTES UTILIZAÇÕES DOS VALORES NO CONTEXTO DE PESQUISA Coordenador: Cláudio V. Torres, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Congruência entre valores pessoais e valores organizacionais e sua relação com a qualidade de vida no trabalho. Áurea de Fátima Oliveira, Murilo Alberto Franco e Anderson de Souza Sant’Anna, Universidade Federal de Uberlândia.   Exposição 2. Refinamentos na teoria de valores: o Portrait Values Questionnaire revisado e suas relações com comportamento. Cláudio V. Torres, Universidade de Brasília, Shalom S. Schwartz, Universidade Hebraica de Jerusalém e Thiago G. Nascimento, Universidade de Brasília.   Exposição 3. Teoria de valores: um estudo qualitativo com policiais militares . Ione Vasques-Menezes, Universidade Salgado de Oliveira, Thiago G. Nascimento, Universidade de Brasília e Emanuelle Malheiros, Universidade Salgado de Oliveira.   MR O QUE A PSICOLOGIA DO TRABALHO NÃO DISCUTIU: A PSICOLOGIA DO DESEMPREGADO Coordenador: Inara Barbosa Leão, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.   Exposição 1. Sobre o trabalho, emprego e desemprego . Inara Barbosa Leão, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.   Exposição 2. As emoções não consideradas: implicações do desemprego. Jeferson Renato Montreozol, Unigran - Capital.   Exposição 3. O que não sabíamos sobre pensamento: como pensa o desempregado? Juberto Antonio Massud de Souza, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.   MR O SUJEITO NA MODERNIDADE E SUA FRAGILIDADE FRENTE À VIOLÊNCIA NAS ORGANIZAÇÕES Coordenadora: Kátia Barbosa Macêdo, Universidade Católica de Goiás.   Exposição 1. O sujeito na modernidade e sua fragilidade frente à violência nas organizações. Kátia Barbosa Macêdo, Universidade Católica de Goiás.   Exposição 2. Assédio mortal: violência quase invisível Roberto Heloani, Universidade Estadual de Campinas   Exposição 3. O impacto da violência no processo de trabalho e na saúde mental de trabalhadores de um serviço de emergência hospitalar Selma lancman, Universidade de São Paulo.   MR PROCESSOS DE PRODUÇÃO DE SAÚDE E DOENÇA RELACIONADOS AO TRABALHO Coordenador: Joao Cesar de Freitas Fonseca, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.   Exposição 1. Algumas consequências do assédio moral no trabalho: saúde-doença do trabalhador e a psiquiatrização do problema. Suzana Rosa Tolfo, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 2. O trabalho como fonte de estabilidade psicossocial. José Newton Garcia de Araujo, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.   Exposição 3. O debate de saberes como forma de enfrentamento dos processos de gestão universitária: notas sobre o adoecimento de servidores públicos Joao Cesar de Freitas Fonseca, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais   MR INST RESGATE DAS POTENCIALIDADES E RESSIGNIFICAÇÃO COM O TRABALHO NA READAPTAÇÃO PROFISSIONAL: UM DESAFIO TRANSDISCIPLINAR Proponente: Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita Filho. Coordenadora: Maria Luiza Gava Schmidt, Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita.   Exposição 1. Perícias médicas e readaptação do trabalhador. Maria Luiza Gava Schmidt, Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita.   Exposição 2. O contexto social e o processo de readaptação Maria Cândida Del-Masso, Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita.   Exposição 3. Procedimentos adotados durante a fase de readaptação Sivia Cristina Pincelii, Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita.   Horário: 16:45 às 18:15 horas   RE POLÍTICAS PÚBLICAS E ORGANIZACIONAIS Coordenadora: Maria Luiza Gava Schmidt   Exposição 1. A gestão da saúde do trabalhador: estruturação, ações e resultados. Maria Luiza Gava Schmidt, Silvia Cristina Pincelli, Walnei Fernandes Barbosa e Kátia Aparecida Biazotti.   Exposição 2. Combate e prevenção do assédio moral no trabalho para promoção da saúde do trabalhador. Fabiane Silveira Martins, Joana Soares Cugnier e Suzana da Rosa Tolfo   Exposição 3. Psicologia nas organizações: o Programa Jovem Aprendiz dentro de uma perspectiva da responsabilidade social. Anderson Araujo Souza e Heloisa Helena Ferraz Ayres.   Exposição 4. Educação em direitos humanos como eixo central de formação de servidores do Sistema Penal do Paraná. Regina Marcia Brolesi de Souza e Marilza Stadler de Campos Hack.     CC IDENTIDADE SOCIAL E TRABALHO Coordenadora: Giomara Kohler Motta   Exposição 1. Sucessivas mudanças de trabalho/emprego e suas implicações na constituição identitária de trabalhadores. Giomara Kohler Motta e Edite Krawulski.   Exposição 2. Desenvolvimento de uma escala de identidade social com equipes de trabalho. Daniela Pinheiro dos Reis, Katia Puente-Palacios e Daniela Rios.   Exposição 3. A identidade ocupacional de operários da construção de edificações. Alexandra Mara de Oliveira, Camila Teixeira Heleno, Georgina Maria Véras Motta e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 4. Gênero, autoconceito e trabalho: mulheres em profissões masculinas. Vanda Martins dos Santos e Sônia Maria Guedes Gondim.   Exposição 5. Beleza física e trabalho imaterial bancário: do politicamente correto à rentabilização. Carmem Ligia Iochins Grisci, Estéfani Sandmann de Deus, Sabrina Rech, Maura Ferreira Rodrigues e Pedro Henrique de Gois.   Exposição 6. A integração de pessoas com deficiência no mundo do trabalho: estudo comparativo entre duas empresas. Adauto de Vasconcelos Montenegro e Antonio Caubi Ribeiro Tupinambá.   CC BEM-ESTAR NO TRABALHO: MODELOS E PREDITORES Coordenadora: Marley Rosana Melo de Araújo   Exposição 1. Testagem de um modelo teórico sobre bem-estar no trabalho. Marley Rosana Melo de Araújo e Patrícia Elaine Santana Mota.   Exposição 2. Variáveis individuais e grupais na predição de bem-estar social: um estudo com trabalhadores. Maria do Carmo Fernandes Martins e Clara Scaldelai.   Exposição 3. O papel do lócus de controle sobre o bem-estar pessoal nas organizações. Laila Leite Carneiro e Sônia Regina Pereira Fernandes.   Exposição 4. O impacto da espiritualidade no trabalho sobre o bem-estar laboral. André Luis Amorim Silva Filho e Alexandra de Oliveira Rodrigues.   Exposição 5. Bem-estar no trabalho: impacto da percepção de suporte organizacional e da autoeficácia em trabalhadores. Francisca Yana Souza, Marcelo Soares Januário e Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 6. Comprometimento afetivo, intenções de engajamento e comportamentos positivos: um estudo de relações. Laisa Machado, Eloah Santana de Jesus e Adriano de Lemos Alves Peixoto.   CC VALORES HUMANOS NO TRABALHO E SEUS IMPACTOS Coordenadora: Juliana Barreiros Porto   Exposição 1. Realização de valores pessoais no ambiente organizacional: em busca de melhores escalas para estudos de pessoa-organização fit. Leonardo Blanco dos Santos e Silvia Marcia Russi De Domenico   Exposição 2 . Teste de validade da escala revisada de valores relativos ao trabalho em amostra composta por pesquisadores Marília Cammarosano e Fernando César Almada Santos   Exposição 3. Impacto da justiça organizacional e dos valores organizacionais sobre a confiança do empregado na organização Áurea de Fátima Oliveira   Exposição 4. A explicação do estresse percebido a partir dos cinco grandes fatores de personalidade e dos valores humanos Fabiana Ferreira da Silva Brito, Josemberg Moura de Andrade, Kaline da Silva Lima, Marina Gabriela Neves do Nascimento Silva e Rebeca Maria de Oliveira Marinho Ramos   Exposição 5. Valores relativos ao trabalho: um estudo comparativo entre empresas públicas e privadas Huana Freire Cirilo Passos, Josemberg Moura de Andrade, Marina Gabriela Neves do Nascimento Silva, Kaline da Silva Lima, Amanda Pereira Frazão e Angela Christina Souza Menezes   Exposição 6. A percepção de trabalhadores e gestores sobre o comportamento ético nas organizações Marília Mesquita Resende, Ana Jéssica Martins Lima e Juliana Barreiros Porto   CC COMPETÊNCIAS E COGNIÇÕES NO TRABALHO Coordenador: Adriano de Lemos Alves Peixoto   Exposição 1. Mapeamento de competências coletivas de bombeiro de aeródromo. Luana dos Santos Brito, Kamilla Rocha Cunha e Katia Elizabeth Puente-Palacios.   Exposição 2. Autoavaliação das competências gerenciais de gestores universitários. Luís Malvar Pazos Filho e Adriano de Lemos Alves Peixoto.   Exposição 3 . Desenvolvimento e validação de uma Escala de Competências em grupos de pesquisa. Rafael Nishino Ono, Fábio Fernandez, Sueli Menelau, Rayanne Souza e Catarina Odelius.   Exposição 4 . Evidências de validade da Escala de Comportamentos de aprendizagem de equipe. Raquel Trinchão De Jesus Barouh, Ana Thereza Nunes de Aguiar Rodrigues, Tainah Maria Santos e Katia Elizabeth Puente-Palacios.   Exposição 5 . Características psicométricas da Escala de Flexibilidade Psicológica no Trabalho Vladimir Pinto Novaes, Dan Cordeiro Machado e Bruno Lene de Oliveira.   Exposição 6. O poder informal de atores desprovidos de cargos hierárquicos em uma instituição de ensino superior. Ana Paula da Rosa Deon, Fernanda Ax Wilhelm, Jaqueline Silva da Rosa, Idonézia Collodel Benetti e Denise Del Prá Netto Machado.   MR QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: DIAGNÓSTICO, POLÍTICA E PROGRAMA NO CONTEXTO DE UMA EMPRESA PÚBLICA BRASILEIRA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Coordenador: Mário César Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Contexto de Trabalho, Práticas de Gestão e Desgaste e Bem-Estar no Trabalho: O Olhar dos Trabalhadores de uma Empresa Pública Brasileira de Tecnologia da Informação . Mário César Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 2. O que pensam os trabalhadores sobre qualidade de vida no trabalho, bem-estar no trabalho e mal-estar no trabalho. Lívia Carolina Fernandes, Centrais Elétricas do Norte do Brasil.   Exposição 3. Política e programa de qualidade de vida no trabalho no Serviço Federal de Processamento de Dados. Adolfo Kuhn Pfeifer e Letícia Blumm Matsuda, Serviço Federal de Processamento de Dados.   MR PSICOLOGA DO TRABALHO: UMA PROPOSTA DE PSICOLOGIA CRÍTICA PARA ALÉM DA GESTÃO DE PESSOAS Coordenador: Lucas Martins Soldera, Universidade Estadual do Paraná.   Exposição 1. A constituição da clínica(s) do trabalho. Lucas Martins Soldera, Universidade Estadual do Paraná.   Exposição 2. O trabalho nas organizações estratégicas e os jogos de azar: lentes para analisarmos processos de subjetivação na sociedade contemporânea. Guilherme Elias da Silva e Francisco Hashimoto, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/Assis.   Exposição 3. Trabalho real e trabalho prescrito: as consequências da normatização das funções organizacionais ao processo criativo e à implicação subjetiva no trabalho. Fábio José Orsini Lopes e Francisco Hashimoto, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/Assis.   MR INST A PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO NO BRASIL Proponente: Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBPOT). Coordenadora: Elaine Neiva, Presidente atual da SBPOT, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Um diagnóstico da PO&T no Brasil: uma discussão sobre os rumos da SBPOT. Jairo E. Borges-Andrade, Universidade de Brasília.   Exposição 2. Desafios e oportunidades de melhoria da formação, qualificação e requalificação profissional em POT: algumas reflexões a partir de resultados de pesquisa. Gardênia Abbad, Universidade de Brasília.   Exposição 3. Ações futuras para a SBPOT: o que ainda há a fazer? Maria do Carmo Martins, Universidade Metodista de São Paulo.       DIA 11.04 [SEXTA-FEIRA]   HORÁRIO: das 08h00 às 09h30   RE ENVELHECIMENTO, APOSENTADORIA E TRABALHO Coordenadora: Márcia Regina Teixeira Minari   Exposição 1. Libertá: programa de preparação para a aposentadoria e pós-carreira. Silvia Miranda Amorim, Edelvais Keller, Isabela Andrade de Oliveira Fernandes, Erica Silva, Nathalia Araújo e Josele Fernandes.   Exposição 2. Preparação para aposentadoria de servidores em uma universidade pública federal. Andréa Carla Ferreira de Oliveira, Janini Aparecida Dias Nunes e Lúcia Maria de Sousa.   Exposição 3. Visita domiciliar multidisciplinar a servidores aposentados por invalidez. Márcia Regina Teixeira Minari, Liliana Andolpho Magalhães Guimarães, Edina Francisco Cardoso e Leslie Schueler Martins Hall.   Exposição 4. Análise do trabalho: uma concepção psicossocial integrada. Priscilla Araújo de Sá, Jessica Candido Cardoso e Heloisa Helena Ferraz Ayres.   CC VIOLÊNCIA E DISCRIMINAÇÃO SOCIAL NO TRABALHO Coordenadora: Hilda Maria Rodrigues Alevato   Exposição 1. Análise gráfica do discurso simplificada: relato da trajetória do trabalho de uma transexual ex-profissional do sexo. Gabriel Luiz Pereira Nolasco e Yasmine BragaTheodoro   Exposição 2. Bullying nas organizações: identificação de práticas femininas e seus impactos psicológicos. Gisele Aparecida de Araujo Meter.   Exposição 3. Significados atribuídos ao trabalho no tráfico de drogas: uma fala de trabalhadores. Juliana E. Silva de Oliveira.   Exposição 4. "As pessoas já entram se sentindo menores": estudo com trabalhadores terceirizados. Hilda Maria Rodrigues Alevato e Nilson Perissé.   Exposição 5. Práticas culturais e assédio moral no trabalho: estudo com trabalhadores. Adriana Silva de Oliveira Botelho e Elaine Louzada Fernandes.   Exposição 6 . Impactos do fenômeno do assédio moral no trabalho na dinâmica familiar. Laura Cândida Pedrosa Caldas e Marcus Tulio Caldas.   MR SOFRIMENTO E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: ANÁLISE DE DIFERENTES COLETIVOS DE SERVIDORES PÚBLICOS Coordenadora: Priscila Moreira Santana, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 1. A organização de trabalho dos técnicos de enfermagem em um hospital universitário em Manaus. Priscila Moreira Santana e Rosângela Dutra de Moraes, Universidade Federal do Amazonas.   Exposição 2. A organização do trabalho de professores em uma instituição de ensino técnico-profissionalizante. Fagner Alexandre Gonçalves Matos, Fernando Carlos Lima Aleixo, Luciana Priscilla Assiole dos Santos e Sheyla Suzanday Barreto Siebra, Universidade Federal da Grande Dourados.   Exposição 3. A organização do trabalho em um espaço administrativo de uma instituição pública. Camila de Souza Borba e Ana Claudia Leal Vasconcelos, Universidade Federal do Amazonas.   MR O ALMEJADO FIT INDIVÍDUO-ORGANIZAÇÃO: NOVAS PERSPECTIVAS PARA A ATUAÇÃO PROFISSIONAL Coordenadora: Katia Puente-Palacios, Universidade de Brasília.   Exposição 1. (In)Congruência Indivíduo-Ambiente e relações com o bem-estar e a gestão de pessoas. Juliana Barreiros Porto, Universidade de Brasília.   Exposição 2. Desenvolvimento profissional – o que querem os indivíduos e o que fazem as organizações. Luciana Mourão, Universidade Salgado de Oliveira (RJ).   Exposição 3. O papel da força situacional na ocorrência do fit indivíduo-organização. Katia Puente-Palacios, Universidade de Brasília.     Horário: 9:45 às 11 horas   RE Qualidade de vida no trabalho Coordenador: Cássio Adriano Braz de Aquino   Exposição 1. Programa de rádio "Vida no Trabalho". Romulo Amâncio Bastos Oliveira, Cássio Adriano Braz de Aquino, Vivianne Ferreira Bezerra, Gabrielle Coutinho Silva, Janequeli Simão Nascimento e Francisco de Assis Alencar Pereira Filho.   Exposição 2. Qualidade de vida no trabalho: práticas integrativas e complementares em uma empresa de pesquisa. Jandete Maria Souza Falcão, Glayce Rejane Felipe da Silva Lavnchicha e Swellen Pires Santos.   Exposição 3. Café com o RH: promovendo ações em prol da melhoria da qualidade de vida no trabalho. Izabela Maria RezendeTaveira, Carolina Teixeira de Assumpção, Nathalia Cristine Cardoso Ribeiro, Hemily Rios, Wallace Felipe Silva, Luiz Felipe Zebendo e Suzana Canes Lima.   Exposição 4. Implantação do Programa de qualidade de vida no trabalho. Fernando Faleiros de Oliveira, Juliana Villa Carneiro, Alessandra Pinto Kalil, José Henrique Vilches Nogueira, Alice de Souza Carvalho Gouveia Pontes e Rosana Hoffman Câmara.   Exposição 5. Risco de adoecimento e qualidade de vida no trabalho em servidores públicos. Nauristela Ferreira Paniago Damasceno, Otília Aparecida Tupan Schoenherr, Adriana Rochas de Carvalho Fruguli Moreira, Cecília Freitas Martins, Dilma Santos Lima, Joab Cavalcante da Silva, Joselma Gomes Pereira, Márcia de Fátima Sauro e Mirian de Castro Rodrigues de Paula.   CC SEGURANÇA E CONDIÇÕES DE TRABALHO Coordenadora: Maria Cristina Vieira de Cristo e Silva   Exposição 1. Condições de trabalho e clima de segurança dos operários da construção de edificações. Maria Cristina Vieira de Cristo e Silva e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 2. Contribuições para a avaliação psicossocial da norma reguladora 33. Daniela de Almeida Martins, Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Adriana Silva de Oliveira Botelho.   Exposição 3. Fatores de risco e proteção a saúde do trabalhador num hospital de grande porte Miryam Cristina Mazieiro Vergueiro da Silva, Michele dos Santos e Liliana Andolpho Magalhães Guimarães.   Exposição 4. Os acidentes de trabalho na agroindústria canavieira e os impactos à saúde dos trabalhadores. Dathiê de Mello Franco-Benatti e Vera Lucia Navarro.   Exposição 5. Envolvimento pessoal com segurança e o tempo de trabalho na construção de edificações. Bárbara Katherine Faris Biondini, Maria Cristina Vieira Cristo e Silva, Sabrina Cavalcanti Barros e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 6. Comparação do clima organizacional em organizações públicas e privadas. Jonas Oliveira Menezes Júnior, Josemberg Moura de Andrade, Amanda Pereira Frazão, Lays Andrade de Sá, Rebeca Maria de Oliveira Marinho Ramos e Misael de Sousa Conserva Junior.   MR EMOÇÕES, REGULAÇÃO EMOCIONAL E BEM-ESTAR: EXPLORANDO PERSPECTIVAS DE ABORDAGEM EM CONTEXTOS DE TRABALHO Coordenadora: Sonia Gondim, Universidade Federal da Bahia.   Exposição 1. Emoções e trabalho na produção científica nacional: analisando o estado atual e explorando novas perspectivas. Sonia Gondim, Universidade Federal da Bahia.   Exposição 2. Recuperación del estrés: el impacto de hechos positivos y negativos en el bienestar. Dario Paéz Rovira, Universidad del País Vasco (Espanha).   Exposição 3. Inteligencia emocional, creatividad emocional y bienestar en el contexto de trabajo. Silvia Costa, Universidad del País Vasco (Espanha) e Flor Sánchez, Universidad Autónoma de Madrid (Espanha).   MR SUBJETIVIDAD Y CONSTRUCCIÓN DE LA CIENCIA: SUS IMPLICACIONES EN LA POT Coordenador: Wilner Arbey Riascos Sanchez, Universidade de São Paulo.   Exposição 1. División entre Psicología Organizacional y Psicología del Trabajo: un análisis de sus implicaciones. Wilner Arbey Riascos Sanchez e Valentina Medrano Coley, Universidade de São Paulo.   Exposição 2. La Psicología del Trabajo y de las Organizaciones: hacia un conocimiento científico para el bien común. Tania García Ramos, Universidad de Puerto Rico.   Exposição 3. Ingenuidad/rivalidad paradigmática en psicología organizacional y del trabajo y efectos de (de)formación. Johnny Javier Orejuela, Universidad de San Buenaventura – Colombia e Universidade de São Paulo (SP)   MR INST. TRABALHO FEMININO EM COMUNIDADES INDÍGENAS DE MATO GROSSO DO SUL Proponente: Universidade Católica Dom Bosco Coordenadora: Sonia Grubits, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 1. A mulher Kinikinau: problemática no interior da comunidade . Sonia Grubits, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 2. Mulheres indígenas Terenas: educação e trabalho. Nilza Leite Antonio, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, e Brenda Jesus de Oliveira, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 3. História de vida de mulheres Guarani/Kaiowá e Kadiwéu Alessandra Lumi Ussami, Universidade Católica Dom Bosco, e, Universidade Católica Dom Bosco.   Horário: 11:15 às 12:30 horas   RE Trabalho, identidade e subjetivação Coordenador: Shirley Macêdo Vieira de Melo   Exposição 1. Intervenção em clínica do trabalho humanista-fenomenológica com bombeiros militares. Shirley Macêdo Vieira de Melo, Jéssica da Silva de Siqueira Barbosa, Liberalina Santos de Souza Gondim, Márcia Gracielly Rabelo Santan e Pétala Naiane Moraes Bispo.   Exposição 2. Grupos interventivos em clínica do trabalho humanista-fenomenológica: uma experiência com segurados em programa de reabilitação profissional. Shirley Macêdo Vieira de Melo, Aíla Matos Dourado, Amanda Beatriz Gomes da Cruz, Amanda Lais da Silva Cavalcanti, Júlia dos Santos Martins Fernandes, Lis Ana Gonçalves de Oliveira, Márcia Gracielly Rabelo Santana, Priscilla Amorim e Silva e Samara Vidal de Andrade.   Exposição 3. A clínica do trabalho em uma instituição de ensino superior. Gerusa Menezes de Carvalho e Rosângela Dutra de Moraes.   Exposição 4. Projeto ELABORar: uma experiência de intervenção junto a trabalhadores de uma universidade. Gabriele Coutinho Silva, Francisco Pablo Huascar Aragão Pinheiro, Cássio Adriano Braz de Aquino e Andréia Serafim de Negreiros Taissuke.   CC Psicologia, organizações solidárias e cooperativas Coordenadora: Ana Magnólia Mendes   Exposição 1. O antes, durante e depois de uma prática clínica em psicodinâmica do trabalho com catadores de materiais recicláveis vinculados a uma associação. Liliam Deisy Ghizoni e Ana Magnólia Mendes.   Exposição 2. Mobilização subjetiva de um grupo de catadores de materiais recicláveis via clínica psicodinâmica da cooperação. Liliam Deisy Ghizoni e Ana Magnólia Mendes.   Exposição 3. Relações de saber/poder em uma cooperativa de economia solidária. Scheila Girelli.   Exposição 4. Psicologia social do trabalho e economia solidária: dicotomia ou conexão? Maria Laís dos Santos Leite.   Exposição 5. Risco de doenças cardiovasculares em taxistas do sexo masculino: um estudo com trabalhadores de uma cooperativa. layane Bastos dos Santos e Lineardo Ferreira Sampaio de Melo.   Exposição 6. Supervisão e orientação: aportes para clínica psicodinâmica da cooperação. Juliana Pinto Corgozinho e Liliam Deisy Ghizoni.   CONF A PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA NO BRASIL: O ESPAÇO E O DESEMPENHO DA ÁREA DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO. Antônio Virgílio Bastos, Representante da Psicologia na CAPES e da Universidade Federal da Bahia.       CONF PSICOLOGIA POSITIVA E BEM-ESTAR NO TRABALHO: MODELO E RESULTADOS DE PESQUISA . Mirlene Maria Matias Siqueira, Universidade Federal de Uberlândia.   CONF STATE OF ART OF AFFECT REGULATION: IMPLICATIONS FOR ORGANIZATIONAL PSYCHOLOGY. Dario Paez, University of Basque Country.     Horário: 14:30 às 16:00 horas   CC SIGNIFICAÇÕES: TRABALHO E FAMÍLIA Coordenadora: Sabrina Cavalcanti Barros   Exposição 1. Contexto de trabalho, (in)satisfação, transtornos mentais comuns e conflito trabalho-família em servidores da justiça federal. Iris Inari Bambil Ujiie Lima e Liliana Andolpho Magalhães Guimarães.   Exposição 2. Trabalho, família, vivência e sobrevivência. Larissa Vasconcelos Rodrigues, Ítalo Emanuel Pinheiro de Lima e Ariane Lima de Brito.   Exposição 3. Aposentadoria e significado do trabalho: um estudo entre os docentes de uma instituição federal de ensino. Fernanda Fernandes Gurgel, Maria das Graças de Araújo Varela, Lydia Maria Pinto Brito, Walid Abbas El-Aouar e Adelmo Torquato da Silva.   Exposição 4. Os operários e suas esferas de vida. Sabrina Cavalcanti Barros, Tamara Palmiere Peixoto e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 5. Qualidades psicométricas da Escala De Enriquecimento Trabalho-Família em amostras brasileiras. Larissa Maria David Gabardo, Juliana da Silva Camacho e Maria da Glória Lima Leonardo.   Exposição 6. Relações entre a escolaridade e os significados do trabalho dos metalúrgicos. Tamara Palmiere Peixoto, Sabrina Cavalcanti Barros e Livia de Oliveira Borges.   CC CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE PSÍQUICA Coordenadora: Georgina Maria Véras Motta   Exposição 1. As condições de trabalho dos garis de varrição. Georgina Maria Véras Motta e Livia de Oliveira Borges.   Exposição 2. Condições de trabalho e suas implicações na saúde mental dos agentes comunitários de saúde. Laianny Maria Ribeiro Pires e Carla de Lima Santiago da Silva.   Exposição 3. Condições de trabalho no Consórcio Arena Natal. Marcel de Brito Vital, Nádia Ligia da Cunha, Marisa Gabriela Gomes da Silva e Mateus Estevam Medeiros Costa.   Exposição 4. Intervenção no risco psicossociolaboral da equipe multiprofissional de cuidados intensivos com um programa psicoeducacional. Marcos Ricardo Datti Micheletto, Maria Cristina de Oliveira Santos Miyazaki, Neide Aparecida Micelli Domingos, Anamélia Borges da Silva Mata, Pricila Gonçalves Bononi, Damaris Rossini Magro, Jéssica Leva Cardoso da Silva, Ana Carolina Fagá Machado, Ana Paula Altimari Di Bernardo e Suzana Margareth Ajeje Lobo.   Exposição 5. A organização do trabalho dos empreendedores: uma leitura psicodinâmica. Edward Humberto Guimarães Júnior e Kátia Barbosa Macêdo.   Exposição 6. Direitos humanos, saúde mental e a psicodinâmica do trabalho: interdisciplinaridade e complementaridade. Lila de Fátima de Carvalho Ramos e Márcia Helena Costa Gomide.   RE CONTRIBUIÇÕES DA POT NOS DIVERSOS CONTEXTOS OCUPACIONAIS Coordenadora: Keli Cristina de Lara Campos   Exposição 1. Contribuições da Psicologia Organizacional para o terceiro setor. Keli Cristina de Lara Campos, Ana Maria Reis da Silva, Claudia Maria Guimaro e Flávia Cristina Moreira da Silva.   Exposição 2. Oficinas de formação de trabalhadores/as de empreendimentos econômicos solidários: relato de uma experiência. Marilene Zazula Beatriz e Maria Luisa Carvalho.   Exposição 3. A importância da experiência em gestão em uma empresa júnior na atuação do psicólogo organizacional. Uira do Espirito Santo Pereira, Anna Paula e Kauê Almeida.   Exposição 4. A atuação do psicólogo organizacional e do trabalho no contexto da educação universitária. Kesia Cristine Melo, Simone Lopes de Melo e Jéssica Priscylla Medeiros de Oliveira.   Exposição 5. Trabalho em debate: retomando as atividades da Comissão de Psicologia do Trabalho e das Organizações do Conselho Regional de Psicologia 11ª Região. Mabel Melo Sousa, Cassio Adriano Braz de Aquino, Melina Sousa Gomes, Raimundo Gomes de Holanda Filho, Cecilia Mary de Sousa Oliveira, Nagle de Melo Pereira e Tania Milleane Marques dos Reis Silva.   RE FORMAÇÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS EM POT Coordenadora: Mariana Rambaldi do Nascimento   Exposição 1 . Monitoria e formação discente no campo da Psicologia Organizacional e do Trabalho. Mariana Rambaldi do Nascimento e Fábia Monica Souza dos Santos.   Exposição 2. Consultoria-escola: uma prática da Psicologia do Trabalho e das Organizações . Susana Sarmento Silveira e Alda Karoline Silva e Lima.   Exposição 3. Consultoria organizacional: metodologia psicossocial integrada. Heloisa Helena Ferraz Ayres, Sirlan de Castro Medeiros e Layse Costa Pinheiro.   Exposição 4 . Empresa Júnior – modelo integrado de avaliação, acompanhamento e desenvolvimento de pessoas, uma experiência em Gestão COM Pessoas . Rebecca Sterchele e Heloisa Helena Ferraz Ayres.   Exposição 5. A prática nos estágios de trabalhos e processos institucionais: reflexões sobre a formação versus demandas. Silvana Regina Ampessan Marcon.   CC TRANSTORNOS, ADOECIMENTOS NO TRABALHO E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO Coordenadora: Janine Kieling Monteiro.   Exposição 1. O Fenômeno do absenteísmo-doença: um estudo de caso em uma organização Ana Paula da Rosa Deon, Fernanda Ax Wilhelm, Jaqueline Silva da Rosa, Idonézia Collodel Benetti, Geórgia Patrícia da Silva Ferko e Fabiana Bagioto Kreitmaier.   Exposição 2. Clínica psicodinâmica do trabalho com servidores do atendimento ao público do DETRAN. Solene Nobre de Medeiros.   Exposição 3. Clínica psicodinâmica do trabalho com servidores de uma escola pública de trânsito. Solene Nobre de Medeiros.   Exposição 4. Diagnóstico dos pedidos de afastamento de professores universitários . Arieche Kitiane Silva Lima e Tatiana Saldanha Oliveira.   Exposição 5. Estudos de caso de jovens em situação de desemprego. Romilda Guilland e Janine Kieling Monteiro.   Exposição 6. Análise psicodinâmica das vivências de prazer-sofrimento de professores do ensino médio da rede pública estadual. Ramille Carneiro Santos e Rosangela Dutra de Moraes.   MR QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: ESTADO DA ARTE NA PSICOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO. DIAGNÓSTICO E CONTRIBUIÇÕES DA ERGONOMIA DA ATIVIDADE. Coordenador: Mário César Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Qualidade de vida no trabalho nas pesquisas brasileiras: uma revisão da produção científica. Luíza Ferreira Rezende de Medeiros, Universidade Paulista.   Exposição 2. Diagnóstico em qualidade de vida no trabalho: exemplo de uma abordagem em ergonomia. Mário César Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 3. Qualidade de vida no trabalho é possível? A ergonomia da atividade e suas contribuições neste debate. Camila Costa Torres, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.   MR INST 1. “PSICOLOGIA, ORGANIZAÇÕES E TRABALHO NO BRASIL: AVANÇOS RECENTES” Proponente: Comissão Científica Coordenador: José Carlos Zanelli, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 1. Trabalho, organizações e atuação profissional do psicólogo. José Carlos Zanelli, Universidade Federal de Santa Catarina.   Exposição 2. O indivíduo no contexto organizacional. Jairo E. Borges-Andrade, Universidade de Brasília.   Exposição 3. Psicologia e processos organizacionais. Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Universidade Federal da Bahia.   Horário: 16:45 às 18:15 horas   CC RESILIÊNCIA E AUTOEFICÁCIA NO TRABALHO Coordenadora: Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 1. Resiliência, autoeficácia, poder e conflitos intragrupais no trabalho: um estudo exploratório. Maria do Carmo Fernandes Martins, Clara Scaldelai, Erica Hokama, Francisca Yana Bizerra de Souza, Haiana M. Carvalho Alves, Josiane Cintra, Marcelo Soares Januário, Michelli Firmino Guimarães e Sandra Regina Peres.   Exposição 2. Relação entre resiliência e autoeficácia em trabalhadores. Elainy da Silva Camilo Loiola, Erica Hokama e Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 3. Resiliência no trabalho e conflitos intragrupais. Francisca Yana B. A. de Souza, Adriana das Chagas Oliveira Pacheco e Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 4. Autoeficácia e bases de poder podem influenciar o nível de resiliência no trabalho? Um estudo junto a trabalhadores brasileiros. Josiane C. Cintra, Haiana M. Carvalho Alves e Maria do Carmo Fernandes Martins.   Exposição 5. O papel do clima organizacional e dos traços de personalidade na explicação da percepção e julgamento de retaliação. Josemberg Moura de Andrade, Luize Anny Cardoso Guimarães, Amanda Pereira Frazão, Lays Andrade de Sá e Fabiana Ferreira da Silva Brito.   Exposição 6. Autoeficácia na transição para o trabalho e inserção no mercado: um estudo com egressos da Universidade Federal da Bahia. Lucas Carmo da Silva, Renata Filgueiras Pimentel, Adriano de Lemos Alves Peixoto e Antônio Virgílio Bittencourt Bastos.   CC FORMAÇÃO, ESTÁGIOS E EMPRESAS JUNIORES Coordenadora: Regina Celina Cruz   Exposição 1. Características dos estágios curriculares não obrigatórios em um curso de psicologia. Regina Celina Cruz e Renata Cristina Leal.   Exposição 2. Emoções vivenciadas por estudantes de psicologia em contexto de estágio. Fabíola Marinho Costa, Hannah Dantas Guedes, Lidiane Pedreira da Silva, Monique Helem dos Santos Bonfim e Roberval Passos de Oliveira.   Exposição 3. Recrutamento e seleção de pessoas: estudo de caso de uma empresa júnior de psicologia. Denise Sanches Pinheiro Diógenes, Fabiana Ferreira da Silva Brito, Josemberg Moura Andrade e Amandda Shennya Guedes Vieira.   Exposição 4. Avaliação da cultura organizacional em uma Empresa Júnior da área tecnológica. Glenda Thais Dalmedico e Edite Krawulski.   Exposição 5. Estudo das experiências de discentes de psicologia em oficinas de desenvolvimento da escuta. Cristiane Alves Quirino, Shirley Macêdo Vieira de Melo e Aíla Matos Dourado.   Exposição 6. A representação do trabalho do estagiário de Psicologia. Roberval Passos de Oliveira, Geremias Soares dos Santos, Maria Cláudia Mota dos Santos Barreto, Mayana Martha de Souza Gomes e Mislane Santos de Andrade.   CC MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS E INOVAÇÕES Coordenadora: Helenides Mendonça   Exposição 1. Validação da escala de percepção de mudança organizacional. Elaine Rabelo Neiva, Vanessa de Fátima Nery e Thais da Costa Picchi.   Exposição 2. " Sobreviver" versus "não sobreviver" a um processo de fusão organizacional. Viviane Cruvinel Di Castro, Manoel Moreira e Helenides Mendonça.   Exposição 3. Construção e validação de instrumento de orientação cultural à inovação. Daniel Fernandes Barbosa, Leela Lacerda Francischeto e Elaine Neiva.   Exposição 4. Consultoria interna em gestão de pessoas: elemento estratégico nas organizações. Simone Barreto Lourenço da Silva e Laura Pedrosa.   Exposição 5. A locomotiva, os problemas, as paixões e os amores: análise psicodinâmica do estresse em trabalhadores de pesquisa, desenvolvimento e inovação. José Henrique Vilches Nogueira e Lêda Gonçalves de Freitas   Exposição 6. Estudo da orientação cultural à inovação em empresas juniores no Brasil. Leela Lacerda Francischeto, Daniel Barbosa e Elaine Neiva.   CC PSICOLOGIA DO TRABALHO E DAS ORGANIZAÇÕES: ANÁLISES HISTÓRICAS E PERSPECTIVAS DO CAMPO DO SABER Coordenador: Fellipe Coelho-Lima   Exposição 1. A Psicologia Organizacional e do Trabalho na década de 1980 no Brasil: análise da produção bibliográfica da Revista Psicologia Ciência e Profissão. Fabia Monica Souza dos Santos, Alayane Peixoto Pereira, Bruna Coelho Zucatelli, Mariana Pegorer Beauclair de Siqueira, Mariana Rambaldi do Nascimento, Pedro Henrique de Castro Apolinário, Sara Dutra Sotte e Viviane Pereira Silva.   Exposição 2. Psicologia e desemprego: um retrato cientométrico sobre a produção científica brasileira. Fellipe Coelho-Lima, Ana Ludmila Costa e Pedro F. Bendassolli.   Exposição 3. Políticas de intermediação de mão de obra brasileiras: revisão sistemática de literatura. Suzani Gabrielli de Lima e Sousa, Emanuela Varela de Aguiar, Juliana Souto Maia Souto, Rafaele Santos, Fellipe Coelho-Lima e Pedro F. Bendassolli.   Exposição 4. A Psicologia do Trabalho e das Organizações na formação do psicólogo. Fellipe Coelho-Lima, Camilla Sampaio de Freitas Guimarães, Pedro F. Bendassolli e Oswaldo Hajime Yamamoto.   Exposição 5. Entre o trabalho e a aposentadoria: análise histórica da produção bibliográfica de dois periódicos nacionais. Pedro Henrique de Castro Apolinário, Mariana Rambaldi do Nascimento e Fabia Monica Souza dos Santos.   Exposição 6. Aposentadoria nas ciências do trabalho: avaliação bibliométrica dos estudos publicados entre 1928 e 2013. Ana Rodrigues, Laura Andrade, Bárbara Silva, Naianne Lira e Carla Antloga   SIMP AVANÇOS NA PESQUISA SOBRE VÍNCULOS COM A ORGANIZAÇÃO: AMPLIANDO A COMPREENSÃO SOBRE O COMPROMETIMENTO, O ENTRINCHEIRAMENTO E O CONSENTIMENTO Coordenadora: Ana Carolina de Aguiar Rodrigues, Universidade de São Paulo.   Exposição 1. Conflito trabalho-família, comprometimento e entrincheiramento organizacional: um estudo de relações. Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Carolina Villa Nova Aguiar, Eloah Santana de Jesus e Luiza Nastar Achy Lago, Universidade Federal da Bahia.   Exposição 2. Redes sociais e o vínculo com a organização: como a estrutura das relações explica o comprometimento, entrincheiramento e o consentimento. Magno Oliveira Macambira, Faculdade Anísio Teixeira, Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Universidade Federal da Bahia, e Luciano Rossoni, Universidade Federal do Paraná.   Exposição 3. Entrincheiramento Organizacional: Resultados Preliminares e Perspectivas de Pesquisa. Ana Carolina de Aguiar Rodrigues, Universidade de São Paulo, e Antonio Virgílio Bittencourt Bastos, Universidade Federal da Bahia.   MR REFLEXÕES SOBRE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: BALANÇO CRÍTICO DAS PRÁTICAS HEGEMÔNICAS E RELATOS DE INTERVENÇÃO NO SETOR PÚBLICO ESTADUAL Coordenador: Mário Cesar Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 1. Qualidade de Vida no Trabalho: Traços e Limites da Abordagem Hegemônica. Mário Cesar Ferreira, Universidade de Brasília.   Exposição 2. Modelo de gestão em prevenção e promoção da saúde mental para alicerce em programas de qualidade de vida no trabalho. Katia Aparecida Biazotti, Universidade Estadual Paulista.   Exposição 3 . Grupo de qualidade de vida como modelo interventivo no contexto organizacional. Mariana Vasconcellos Silva Nastri, Universidade Estadual Paulista.   MR INST. FORMAÇÃO ACADÊMICA E MERCADO DE TRABALHO Proponente: Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e Universidade Católica Dom Bosco Coordenadora: Inara Barbosa Leão, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.   Exposição 1. Educação ou formação profissional? Inara Barbosa Leão, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.   Exposição 2. O papel do estágio na formação em psicologia do trabalho e das organizações Eveli Freire de Vasconcelos, Universidade Católica Dom Bosco.   Exposição 3. As interfaces da psicologia do trabalho e das organizações e outras áreas de conhecimento. Edneia Albino Nunes Cerchiari, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.   Exposição 4. As abordagens teóricas da psicologia do trabalho e das organizações adotadas na região de Dourados. Sandra Fogaça Rosa Ribeiro, Universidade Federal da Grande Dourados.
  • março17
    UFMS/Paranaíba seleciona professor substituto para Curso de Psicologia   A COMISSÃO ESPECIAL DO CURSO DE PSICOLOGIA DO CÂMPUS DE PARANAÍBA, instituída pela Instrução de Serviço nº 05, de 06 de março de 2014, do Câmpus de Paranaíba, da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o Edital PREG nº 40, de 24 de fevereiro de 2014 e de acordo com o disposto nas Leis nº 8.745/1993, 9.849/1999, 12.425/2011 e 12.772/2012; nas Resoluções COEG nº 21/2011 e nº 96/2011; Parecer PROJUR 105/2003, Orientação Normativa nº5/SRH/MP; Nota Técnica nº 494/2009/COGES/DENOP/SRH/MP; Decreto nº 7.485/2011, Portaria Interministerial MP e MEC nº 461/2013, torna público o presente Edital para seleção de candidatos a   Professor Substituto .   1. CÂMPUS, ÁREA/SUBÁREA, CARGA HORÁRIA e CLASSE:   CÂMPUS: CPAR CURSO/ÁREA/: Psicologia/Psicanálise Nº DE VAGAS: 01 CARGA HORÁRIA : 40 CLASSE: Auxiliar, Nível I, com Doutorado DURAÇÃO PREVISTA DO CONTRATO 31/05/2013*   * O contrato poderá ser renovado para o semestre letivo seguinte de acordo com o interesse da instituição.   2. CONDIÇÕES GERAIS PARA A INSCRIÇÃO: 2.1 No ato da inscrição o candidato deverá preencher a declaração de ausência de impedimentos (Anexo I). 2.2 Para a inscrição o candidato deverá apresentar cópia autenticada dos seguintes documentos: a) Cédula de Identidade ou, no caso de estrangeiro o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) e o Passaporte atualizado; b) Título Eleitoral, dispensado no caso de estrangeiro; c) Certidão de Quitação Eleitoral obtida por qualquer Cartório Eleitoral ou pela Internet: www.tse.gov.br (para brasileiros); d) Cartão de Cadastro de Pessoa Física (CPF) da Receita Federal; e) Comprovação de quitação com o Serviço Militar (para os homens), dispensado no caso de estrangeiro; f) Curriculum Lattes com os comprovantes correspondentes, organizados na devida sequência; g) Formação Exigida (Requisitos): - Graduação em : Psicologia - Doutorado, Mestrado e/ou Especialização em : Psicologia ou áreas afins .   VEJA APOSTILA ANEXO EM DOWNLOAD 
  • março17
    Psicologia é convidada para discutir Infância e Juventude com Defensoria Pública   A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul realizará, em parceria com o CONDEGE - Colégio de Defensores Públicos Gerais e com a Escola Superior da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, o  IV CONGRESSO NACIONAL DOS DEFENSORES PÚBLICOS DA INFÂNCIA E JUVENTUDE, de 2 a 4 de abril de 2014, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.   Nesta quarta edição, o evento reunirá defensores públicos de todo o Brasil.  A novidade é que neste ano é aberto a outros profissionais e atores sociais que trabalham na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes, atuando em órgãos governamentais ou em organizações da sociedade civil.   Será um espaço rico em  debates, apresentações de teses e experiências exitosas de defensores públicos, bem como palestras e mesas de discussões que pontuarão estratégias, avanços e ações para o enfrentamento dos problemas que violam os direitos da infância e da juventude em nosso País.   O tema deste ano é: "A Defensoria Pública como instrumento constitucional de transformação da realidade jurídico-social da infância e juventude". O evento conta com o patrocínio da Vale e o apoio da Escola Judicial do Estado de Mato Grosso do Sul (EJUD-MS), Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul e Associação dos Defensores Públicos do Estado de Mato Grosso do Sul (ADEP-MS).   INSCRIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO NO IV CONGRESSO  -  as  inscrições são gratuitas  e deverão ser feitas pelo site do evento:  www.4congressoinf.ms.gov.br , de 28 de fevereiro a 31 de março de 2014.    A  PROGRAMAÇÃO COMPLETA do evento está disponível no site  e também no  folder , que segue anexo.   Solicitamos que amplie a divulgação deste evento, principalmente entre gestores públicos, psicólogos, assistentes sociais, operadores do Direito, acadêmicos, professores, e demais componentes da rede de atendimento à criança e ao adolescente, dando visibilidade e oportunizando a participação de todos.   Contamos com sua presença. Seja, desde já, bem-vindos ao evento.   Atenciosamente,     Comissão Organizadora IV Congresso Nacional dos Defensores Públicos da Infância e Juventude
  • março14
    "Mitodrama - A Jornada do Herói" com Corintha Maciel   O Instituto GAYA convida para a vivência “Mitodrama – A Jornada do Herói”. Uma experiência para o desenvolvimento da consciência de si mesmo e das relações humanas. O evento contará com a presença, como facilitadora, da psicóloga e psicodramatista Corintha Maciel (CRP01/0782), didata e supervisora nos cursos de formação em Psicodrama. A vivência será realizada no dia 29 de março (sábado), das 17 às 19 horas. No SAMADHI PADA – Centro de Yoga e Psicologia. Rua Itupava, 58 – Itanhangá – Campo Grande/MS. Contato: 3201-6581 Participação: R$ 50,00 e R$ 30,00 (estudantes do Núcleo)   http://www.crpms.org.br/arquivos/site_banners_2057139889.png 
  • março14
    Editais de Seleção Editais de Seleção – Pesquisas: Hierarquia nas Polícias Militares e Profissiografia de Perito Criminal   Seguem os Editais de Seleção de duas pesquisas a serem realizadas pelo Projeto Qualidade de Vida para Profissionais de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, em parceria com o PNUD. As duas pesquisas tratam dos seguintes temas, respectivamente:   1) Contratação de Consultoria especializada para realização de pesquisa sobre as relações hierárquicas nas Polícias Militares brasileiras . A pesquisa tem por objetivo compreender como as relações hierárquicas se dão no cotidiano das policias militares brasileiras e de que forma elas afetam a qualidade de vida dos profissionais da área. Assim, pretende-se averiguar qual o impacto que estas têm sobre o bem-estar e a saúde (tanto física quanto mental) dos profissionais da área. A partir deste diagnóstico, a pesquisa deve identificar os principais elementos que o constituem e construir estratégias para políticas públicas que tenham como objeto este problema. Link para Edital:   http://www.pnud.org.br/recrutamento/20140306_1035.pdf     2) Contratação de consultoria especializada para levantamento do perfil profissiográfico e mapeamento de competências do cargo de perito criminal . A pesquisa tem por objetivo o levantamento do perfil profissiográfico e mapeamento de competências do cargo de perito criminal. O contexto de atuação do perito criminal é abrangente, complexo e envolve várias áreas de atuação. Além disso, não existe uniformidade na forma de recrutamento utilizada nos concursos para perito criminal entre as Instituições de Perícia. Nesse sentido, a análise profissiográfica do cargo de perito criminal e o respectivo mapeamento de competências possibilitará o planejamento de estratégias adequadas de seleção, treinamento, avaliação de desempenho e desenvolvimento funcional dos profissionais, constituindo-se em importante estratégia de investimento na perícia. Link para edital:   http://www.pnud.org.br/recrutamento/20140306_0934.pdf     O prazo para inscrição em ambas é até 16/03, domingo. Somente serão aceitas inscrições realizadas por meio do envio da Ficha de Cadastro disponibilizada nos links abaixo.   A Ficha de Cadastro preenchida deve ser enviada para o endereço seguranca.cidada@mj.gov.br .   Fichas de Cadastro: HIERARQUIA: http://portal.mj.gov.br/services/DocumentManagement/FileDownload.EZTSvc.asp?DocumentID={3CDD2CC6-F4E8-4ABF-B608-CFE637631FDB}&ServiceInstUID={57847B18-B97D-44B6-9B5F-7DB28D57F03F}     PROFISSIOGRAFIA: http://portal.mj.gov.br/services/DocumentManagement/FileDownload.EZTSvc.asp?DocumentID={0CD3417A-FDC0-4FB3-B8EB-678FE342FF07}&ServiceInstUID={57847B18-B97D-44B6-9B5F-7DB28D57F03F}     Maiores informações: seguranca.cidada@mj.gov.br http://www.justica.gov.br/ http://www.pnud.org.br/  
  • março14
    Em parceria com PNUD, projeto seleciona psicólogos(as) [inscrições até domingo]   Edital de Seleção de consultoria especializada para a construção e validação de um instrumento psicológico de diagnóstico de vulnerabilidade ao estresse ocupacional em Profissionais de Segurança Pública, esta consultoria será contratada pelo Projeto Qualidade de Vida para Profissionais de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública, em parceria com o PNUD. Esta consultoria tem por objetivo viabilizar a construção e validação de um instrumento de diagnóstico de vulnerabilidade ao estresse ocupacional em Profissionais de Segurança Pública, no Brasil, com consistência teórica, capacidade de avaliação e precisão das dimensões da atitude em relação ao estresse. Esse inventário será destinado à instrumentalização de gestores da área de saúde, gestão de pessoas e valorização profissional das instituições de segurança pública, com poder multiplicador, com foco na valorização do servidor e sua qualidade de vida na atuação em Segurança Pública, possibilitando maior fomento de políticas de promoção de saúde e prevenção de fatores causadores do estresse. Link para Edital:  http://portal.mj.gov.br/services/DocumentManagement/FileDownload.EZTSvc.asp?DocumentID={0A24A7A5-2C94-4B6C-927A-BCFED91F64E7}&ServiceInstUID={57847B18-B97D-44B6-9B5F-7DB28D57F03F} O prazo para inscrição é até 16/03, domingo. Somente serão aceitas inscrições realizadas por meio do envio da Ficha de Cadastro disponibilizada nos links abaixo. A Ficha de Cadastro preenchida deve ser enviada para o endereço  seguranca.cidada@mj.gov.br . Ficha de Cadastro:  http://portal.mj.gov.br/services/DocumentManagement/FileDownload.EZTSvc.asp?DocumentID={2F8A76DE-26E6-465D-A6D4-4CE80A9AA1E7}&ServiceInstUID={57847B18-B97D-44B6-9B5F-7DB28D57F03F}  
  • março10
    TRANSPARÊNCIA | Prestação de Contas do CRP14/MS é aprovada de forma plena pelo CFP Confira abaixo o teor do documento do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que aprovou a Prestação de Contas ano base 2012, do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS). Anexo o documento para download. “Plenário do Conselho Federal de Psicologia, reunindo em sua sede em Brasília, no dia 22/02/2014, tendo em mãos a prestação de contas do Conselho Regional de Psicologia – 14ª Região – CRP-14/MS, caracterizada acima, cumprindo o disposto na Instrução Normativa TCU Nº 63/2010, tomando por base os elementos e informações constantes do referido processo e de acordo com o Parecer Técnico da Divisão Contábil deste Conselho Federal, em anexo, aprova de forma plena a presente prestação de contas”
  • março10
    Psicologia Organizacional e do Trabalho rompe fronteiras e coloca Bonito no cenário nacional dos grandes eventos científicos Com o tema “ Rompendo Fronteiras” , a Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBPOT) em parceria com a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) realizam de 08 a 11 de abril em Bonito o VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho (CBPOT) . De acordo com a presidente nacional da entidade Eliane Rabelo Neiva, essa é a primeira vez que o evento sai das grandes cidades brasileiras. Ela acredita que por ser uma cidade pequena, Bonito tem condições de aproximar as pessoas e contribuir para que o intercâmbio entre pesquisadores, profissionais e estudantes aconteça de forma mais efetiva. Para a presidente do VI CBPOT, o congresso ajuda a consolidar Mato Grosso do Sul como polo científiconacional na área de Psicologia Organizacional e do Trabalho. “O evento serve para acelerar a difusão dos conhecimentos científicos gerados por meio de pesquisas, possibilitando sua aplicação prática na melhoria das condições de trabalho, de vida e saúde da população trabalhadora e das organizações”, defende a presidente. De acordo com a organização do evento são esperadas mais de mil pessoas entre pesquisadores, profissionais e estudantes do Brasil e do exterior. A comissão científica do VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho (CBPOT), afirma, quanto aos trabalhos aprovados que “Esses trabalhos incentivam a promoção da qualidade da atuação, oportunizam atualizações aos profissionais e expressam os avanços do conhecimento no Brasil”. A escolha de Bonito como sede do congresso só foi possível por duas razões: a necessidade de descentralizar as atenções e ações da Associação de Psicologia Organizacional e do Trabalho e a necessidade de levar o evento para outra realidade com diferentes condições, tipos de trabalho e processos de produção. O evento servirá para discutir questões nacionais e regionais, incentivando a consolidação desta área de conhecimento frente às diversas realidades que compõem o mundo do trabalho”. Durante os quatro dias de congresso, os participantes terão oportunidade de participar de nove conferências (com convidados dos Estados Unidos, Espanha, Portugal, Colômbia e Brasil) que abordam temas como a eficácia do trabalho em equipe , a promoção da segurança no trabalho e aposentadoria. Nas mesas redondas institucionais que acontecem durante o congresso, os participantes terão a oportunidade de acompanhar discussões sobre gênero, trabalho e cultura , bem como sobre os transtornos mentais relacionados ao trabalho . Já os onze minicursos programados pela organização trabalham temas que vão desde questões ligadas à ergonomia até a seleção por competências nas organizações. O evento está dividido em seis grandes áreas temáticas que vão discutir desde a atuação e formação do psicólogo , passando pelas questões do comportamento humano e da gestão de pessoas . As políticas públicas e relação trabalho, família e sociedade bem como a relação de trabalho nas organizações também integram as áreas temáticas e mostram a importância do congresso para se romper as fronteiras de discussão no campo do trabalho.   O congresso tem como patrocinador o GRUPO DE SAÚDE MENTAL E PSIQUIATRIA DO TRABALHO (SAMPO) da Faculdade de Medicina da USPe conta com apoios institucionais, entre eles: FUNDECT, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Conselho Regional de Psicologia- CRP 14ª Região MS, Tribunal Regional do Trabalho- 24ª R egião, Águas Guariroba,SANESUL, UEMS, UFMS, Associação Nacional de Medicina Do Trabalho (ANAMT). De acordo com Liliana Guimarães, estas parcerias apresentam-se como uma estratégia de constituição de redes para absorver a diversidade de necessidades que figuram no campo das relações de trabalho.     Histórico - O I Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho aconteceu em Salvador-BA em 2004 e foi apoiado pelo CNPq. Em 2006 foi a vez de Brasília-DF sediar o II congresso nacional. A terceira edição aconteceu em Florianópolis e quarta em São Bernardo do Campo. Em 2012 o V CBPOT foi realizado no Rio de Janeiro e contou com a participação de pesquisadores do Brasil, América Latina e Península Ibérica.       Serviço: VI Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho 08 a 11 de abril de 2014 – Centro de Convenções de Bonito/MS Site:   http://cbpot.com.br/portal/Modulos/processo/Home.html            
  • março10
    Ciclo de Debates | Temáticas psicanalíticas e suas interfaces na teoria e na prática. Com o filme “Não eu”   O Curso de Turismo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), O Curso de Letras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e a Sociedade Psicanalítica de Mato Grosso do Sul (SPMS), realizam o Ciclo de Debates | Temáticas psicanalíticas e suas interfaces na teoria e na prática. O objetivo é refletir e compreender os novos modos de subjetivação e de existir do homem no mundo contemporâneo.   Data:  29/03/2014 (sábado) Horário:  08h00min às 12h00min Local:  Rua Anhaduí,no. 200. SESC Horto  –  Teatro Prosa   Organizadores Profa. Dra. Ednéia Albino Nunes Cerchiari (UEMS) Profa. Dra. Daniela Sottili Garcia (UEMS) Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues (UEMS) Psicanalista Joelma Dibo Victoriano (SPMS)   Discentes Colaboradores Jane Aparecida da Silva - Acadêmica do 3º ano de Turismo.  Selma Regina de Oliveira - Acadêmica do 3º ano de Turismo. Joyce Shui - Acadêmica do 3º ano de Turismo. Eliana Rodrigues de Moraes Santos - Acadêmica do 3º ano de Turismo. Sherry Silva Maciel - Acadêmica do 2º ano de Letras/Espanhol. Lucas Recalde - Acadêmico do 2º ano de Letras/Inglês   Debatedores Psicanalista Joelma Dibo Victoriano (SPMS) Prof. Dr. Daniel Abrão (UEMS/Letras) Breno Benetti – Diretor do filme “Não eu”    Coordenadora Profa. Dra. Ednéia Albino Nunes Cerchiari (UEMS/SPMS)   Participantes especiais Júlio Queiroz - Direção de áudio e trilha Camila Nham - Direção de arte Givago Oliveira - Assistente de direção Fabíola Brandão - Direção de produção   FILME:  NÃO EU, PEDAÇO DE MIM   “Não Eu”, longa-metragem do diretor Breno Benetti é uma produção legitimamente sul-mato-grossense ambientada principalmente em Campo Grande, financiada pelo Fundo Municipal de Investimento à Cultura e que teve sua  avant première  na abertura do primeiro Fest Cine Video América do Sul, em Campo Grande. Vem acrescentar à nossa produção regional uma obra em consonância com as tendências contemporâneas do resto do mundo – em oposição a um regionalismo tradicionalista, fechado sobre si mesmo, no nosso caso o panta neiro: é uma obra que poderia ter sido produzida em qualquer lugar do mundo devido a sua linguagem altamente simbólica e dotada de certo tom cosmopolita e, mais que tudo, humano (Gabriel Lima Leal). No filme o jovem professor universitário Jorge busca autoconhecimento e aceitação, em um universo crível, que flerta com o cotidiano, vivendo experiências que muitas vezes não sabemos se oníricas ou verdadeiras, em meio a uma profusão de tentativas e frustrações.
  • março7
    FORMAÇÃO EM PSICODRAMA: CLÍNICA, ORGANIZACIONAL E SOCIOEDUCACIONAL O Instituto Gaya - Núcleo de Psicodrama Gaya, MS, forma psicodramatistas, desenvolvendo conhecimentos e habilidades de profissionais que  atuam nas áreas clínica, organizacional e socioeducacional. O Psicodrama de Moreno é um método de ação profunda e transformadora, com bases filosófica, ideológica, teórica e metodológica consistentes e atuais. Sua aplicação é uma das mais eficientes e criativas nos campos da saúde,  educação, organizações e projetos sociais.   Próxima turma início em: 09 e 10 de maio/2014 Inscrições abertas Turmas com no máximo 15 pessoas   Carga horária de 560 horas, sendo: ·          320 horas-aula de Fundamentos teóricos e vivências do método. ·          120 horas-aula de Prática Supervisionada ·          80 horas de Terapia Psicodramática ·          40 horas de Orientação de TCC   Local: Rua Dr. Robinson Benedito Maia, 511 - Carandá Bosque I   PSICODRAMATISTAS GESTORES DO NÚCLEO: Alcione Ribeiro Dias – CRP06/23831 Corintha Maciel - CRP 01/ 0782 Luiza Barros – CRP 14/1807-1 Rômulo Said Monteiro – CRP 14/42-8   Contatos: Luiza Barros (67) 99842641 Romulo (67) 91770449 33825649 Facebook: Psicodrama Gaya MS Email: psicodramagayams@gmail.com      
  • março7
    Quem é a Psicóloga Brasileira ? No dia 8 de março o mundo destaca o Dia Internacional da Mulher. Uma data que, infelizmente, ainda não é unânime quanto ao seu sentido. Se, por um lado, suscita a celebração das conquistas das mulheres, dos avanços do feminino e dos recentes posicionamentos da mulher na sociedade, cada vez mais reconhecido e valorizado. Por outro, a origem da data remete a uma realidade ainda latente de luta, resistência, reivindicações, violência e desigualdades que circundam muitas mulheres em diferentes cenários. Divergências, ainda que justas e necessárias à parte, o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul faz uso desta data para homenagear as mulheres Psicólogas do Brasil e, disponibiliza para download gratuito o livro “Quem é a Psicóloga Brasileira” (CFP/2013)   Confira a APRESENTAÇÃO do livro >>>   Afinal, como é a relação entre as psicólogas e a Psicologia?   Esse é um tema tão importante que mereceu um livro. Por isso, esta publicação é inteiramente dedicada a elas, como uma forma de reconhecimento na construção da profissão. Para buscar a resposta, o Conselho Federal de Psicologia (CFP), por meio do Instituto ETHOS, desenvolveu uma pesquisa quantitativa sobre o tema, que ouviu 1.331 psicólogas de todo Brasil. Um dos principais resultados obtidos, se não o mais destacado, é que, dos 232 mil profissionais em exercício, 88% são mulheres.   Devemos estar atentos a essa informação, principalmente porque ela simboliza e destaca o protagonismo feminino de uma nação composta por aproximadamente 97 milhões de mulheres (IBGE/2012), que correspondem a mais da metade da população brasileira. É preciso enxergar a contribuição da Psicologia, uma vez que essa maioria também se reflete na profissão.   Questões assim motivaram o Conselho Federal de Psicologia a realizar a pesquisa Quem é a psicóloga brasileira? A pesquisa incluiu questões de uma série histórica que investiga, desde 1988, o perfil da categoria. Frutos de um trabalho de levantamento da prática profissional e daqueles que estão no seu exercício, já foram publicadas quatro edições: em 1988, o livro Quem é o Psicólogo brasileiro?; em 2000 e 2001, os relatórios de pesquisa sobre o perfil dos profissionais de Psicologia, e, em 2004, uma pesquisa de opinião realizada pelo Ibope.   O presente estudo foi necessário para saber com maior clareza quem faz a Psicologia e, a partir dessa observação, criar a possibilidade de avançar na pesquisa sobre os efeitos dessa presença feminina sobre o exercício da Psicologia no Brasil. Essa perspectiva é um elemento que foi incluído nas pesquisas de opinião e que deve permanecer nas próximas análises, abrindo horizonte para novas dimensões envolvendo gênero, profissão, trabalho e o feminino no século XXI. O CFP aposta nesse diferencial de agora em diante.   Além de conhecer a realidade das psicólogas, a pesquisa possibilita um diálogo qualificado com as mulheres da profissão a partir da identificação de suas realidades. É dessa maneira que as políticas da profissão e as políticas de gênero poderão considerar reais demandas, possibilitando, portanto, a potencialização e qualificação por meio de uma rica interação com a categoria.   Mais do que um panorama, a pesquisa trouxe também um conhecimento que ultrapassa as questões das mulheres dentro da Psicologia. Ela abre um leque que permite, inclusive, a elaboração de estratégias da categoria, favorecendo o protagonismo e a luta pela igualdade de gênero no Brasil.   É com satisfação que disponibilizamos a presente publicação para vocês, que fazem da profissão um eterno movimento. A Psicologia, especialmente no ano de 2013, foi identificada como uma atividade de muitas e diferentes mulheres, e mostrou os avanços conquistados, contextualizando e produzindo reflexões sobre a atuação das psicólogas na vida, nos discursos e nos impactos de sua inserção no mundo do trabalho contemporâneo. A expectativa é de que outros resultados da pesquisa possam surgir a partir desse primeiro panorama. O próprio Sistema Conselhos prepara uma próxima publicação fruto de uma segunda etapa de pesquisa, desta vez qualitativa, que mostrará quem são essas psicólogas, de que maneira vivem, o que pensam e a forma como atuam na profissão – fazendo uma reflexão sobre os possíveis efeitos desse comportamento na atividade profissional da Psicologia.    
  • março6
    CRP14/MS recebe Moção de Congratulação pelo Projeto de Formação em LIBRAS O Projeto inédito no Brasil, idealizado pelo CRP14/MS, em parceria com a SED/CAS, de formar Psicólogos e Psicólogas em LIBRAS que terá início no dia 13 de março, já está sendo reconhecido pela sociedade e pelas autoridades. A aula inaugural, realizada no dia 26 de fevereiro de 2014, contou com 83 presentes entre futuros alunos, autoridades e demais pessoas interessadas no tema, mostrando o grande envolvimento da sociedade neste Projeto que destaca a inclusão social e a garantia do sigilo ao surdo em psicoterapia, conforme estabelecido pelo Código de Ética Profissional.   O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Campo Grande, o vereador Edil Albuquerque enviou à presidente do CRP14/MS Moção Pública Congratulação pela iniciativa.   Veja a íntegra do texto:   “A Câmara de Vereadores de Campo Grande, na Sessão Ordinária realizada ontem, aprovou requerimento verbal por solicitação do Vereador EDIL ALBUQUERQUE, enviando a V. S. Moção de Congratulações pela parceria na realização do primeiro Projeto de capacitação de psicólogos na LinguaBrasileira de Sinais. Parabéns pela importante realização, visando o atendimento dos surdos, merecendo, portanto, as justas homenagens e o reconhecimento desta Edilidade Atenciosamente, Mário César -  Presidente À Sra. NORMA CELIANE COSMO -  Presidente do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul   O CRP14/MS compartilha com todos os Psicólogos e todas as Psicólogas, bem como, com os profissionais da Secretaria de Estado de Educação (SED/MS) e do Centro de Assistência ao Surdo (CAS) este relevante e nobre reconhecimento que respalda as sinceras motivações de todas as pessoas envolvidas neste Projeto.   <<< AULA INAUGURAL >>> Representando a Secretária de Estado de educação, Profa. Maria Nilene Badeca da Costa, Flávia Ortiz fez a abertura do evento parabenizando a iniciativa do CRP14/MS em promover algo que “vem ao encontro das necessidades e anseios de toda uma comunidade, contribuindo para que no futuro, os surdos tenham comunicação em qualquer lugar da sociedade”. Prestigiaram a aula inaugural o Deputado Estadual, Pedro Kemp, Lindomar Pacheco, representante do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, a psicóloga Simone Silveira Cougo, representando o Sindicato dos Psicólogos de Mato Grosso do Sul, a psicólogoa Ângela Maria Viana, representante do curso de Psicologia da Universidade Anhanguera Uniderp, André Aguirre do Amaral, do laboratório de Educação Especial da Divisão de Acessibilidade e Ações Afirmativas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (DIAF/UFMS). Representando o VII Plenário do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, o Conselheiro Fernando Faleiros destacou os Direitos Humanos presente neste Projeto que visa “garantir que a população surda do nosso Estado tenha acesso aos serviços prestados por nossa categoria, especialmente no atendimento público dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Centro de Referências em Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS), nos quais a demanda por atendimento personalizado vem sendo manifestada pelos próprios usuários dos serviços”. A aula inaugural foi ministrada pela psicóloga convidada, Luciana Lopes Coelho, com o tema “Importância da Libras para a atuação do Psicólogo”. Em sua fala, Luciana levou os presentes a uma viagem pela história da pesquisa sobre os surdos, apontando as limitações e os avanços enfrentados por esta população. “Eu tive contato com um mundo novo. Foi uma aula de humanidade, de inclusão e uma excelente oportunidade de conhecer melhor sobre essa comunidade e saber o quanto eu posso aprender sobre eles e com eles”, destacou a acadêmica de psicologia da UCDB, Luisa Fernandes, durante o evento.     Segue ofício em download: 
  • março6
    COF E GT de Interiorização entregam carteiras em Paranaíba e Dourados   Mato Grosso do Sul conta com 10 universidades que oferecem graduação em Psicologia. A cada ano, cerca de 200 acadêmicos se formam em todo o Estado. Hoje são mais de três mil psicólogos e psicólogas com registro ativo no Conselho Regional de Psicologia 14ª Região. A fim de fortalecer a profissão, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF)  em parceria com o  GT de Interiorização  tem realizado entregas de Carteiras de Identidade Profissional (CIP) em cidades-pólos, valorizando os novos Colegas.   Na ocasião, os graduados recebem todas as informações a respeito da atuação do CRP14, bem como do Sistema Conselhos. Ganham um exemplar do Código de Ética Profissional, juntamente com a entrega da CIP.   PARANAÍBA - Nos dias 12 e 24 de fevereiro de 2014, a Conselheira Mônica Dantas, realizou a entrega de Carteiras de Identidade Profissional. No momento foram feitos esclarecimentos sobre o Sistema Conselhos de Psicologia e orientações básicas sobre o registro e atuação profissional, incluindo os aspectos éticos e técnicos da profissão. O evento integra as ações previstas no Plano de Trabalho Anual do CRP14/MS.   DOURADOS – A Conselheira Rosemeire Martins e a fiscal, Patrícia Silveira, realizaram no dia 18 de dezembro de 2013 a entrega de Carteiras Profissionais na cidade de Dourados. Na ocasião, também foi realizada a palestra “Sistema Conselhos e a integração com o futuro profissional”.  
  • fevereiro28
    COMCEX mobiliza ações de prevenção para o Carnaval O Comitê Estadual de Enfrentamento a Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescente (COMCEX) está mobilizando ações de prevenção para o Carnaval 2014 em todos os municípios do Estado de Mato Grosso do Sul. O Slogan dos macaquinhos de pelúcia que chamam atenção das crianças e adolescentes informa que nesse período de Carnaval a sociedade precisa ficar mais atenta (de olhos e ouvidos bem abertos e gritar se necessário) para se fazer ouvir. Realmente estar atentos e proteger nossas crianças e adolescente de qualquer tipo de violação de seus direitos. O Comitê enviou ofícios com orientações sobre formas de realizar as matinês a todas as prefeituras dos municípios do Estado. O COMCEX estará presente e participando de todos os eventos de Carnaval de Campo Grande principalmente no dia 01/03/2014 às 21h na Avenida Fernando Correa da Costa, entre a Avenida Calógeras e a Rua 14 de Julho, na Abertura da Campanha Nacional de Carnaval pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes. No dia 04/03/2014 a psicóloga Lucinéia de Jesus Oliveira (CRP 14/04998-2), representante do CRP14/MS estará participando da panfletagem e sensibilização no Posto de Terenos em conjunto com a Policia Rodoviária Federal.    
  • fevereiro27
    CRP14 informa atendimento no período de Carnaval O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul informa que durante o período de Carnaval o experiente na sede se encerrará no dia 28 de fevereiro  e retornará no dia 6 de março.
  • fevereiro27
    4º Congresso Brasileiro de Saúde Mental   O Conselho Regional de Psicologia da 20ª Região, vem por meio deste informar a realização do 4º CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE MENTAL, no período de 04 a 07 de Setembro de 2014, em Manaus – AM.   Com o tema: “Navegando pelos rios da Saúde Mental da Amazônia: Diversidades culturais, saberes e fazeres do Brasil”, o referido evento é uma realização da Associação Brasileira de Saúde Mental – ABRASME.   Com a discussão de práticas e buscando aproximações de ações intersetoriais, o 4º CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE MENTAL propõe um encontro entre os diversos atores sociais (pesquisadores, acadêmicos de graduação e pós-graduação, gestores, trabalhadores, usuários e familiares) para a maturidade da produção científica na área de Saúde Mental, além de incentivar o empoderamento dos mesmos na luta política frente à necessidade de definição de novos rumos para a Saúde Mental.   As informações sobre o evento, inscrições de trabalhos e para participação poderão ser verificadas através do site: http://www.congresso2014.abrasme.org.br
  • fevereiro24
    CRP14 toma posse no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher No dia 20 de fevereiro de 2014 foi realizada a posse do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso do Sul (CEDM/MS), para o triênio 2013 a 2016.   O Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, integra o CEDM/MS com duas representantes, a psicóloga Keila de Oliveira Antonio CRP 14/3682-0 (assessora técnica do CREPOP, especialista em Gênero e Políticas Públicas), assumiu como Conselheira titular  e, a psicóloga Zaira de Andrade Lopes CRP 0470-3 (Conselheira, doutora em Psicologia Social e professora da UFMS), assumiu como Conselheira Suplente, no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso do Sul.   Na ocasião foi escolhida a mesa diretora, que elegeu a conselheira Cleuza Pedrosa Odorico - representante do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social no Mato Grosso do Sul para a função de presidenta e a Edmeiry Silara Broch Festi – Defensora Pública, para a função de vice-presidenta.   A próxima reunião está agendada para o dia 20 de março às 8h no auditório da Casa de Assistência Social e da Cidadania, onde será elaborado o planejamento dos trabalhos para o ano de 2014.   Fazem parte do Conselho as seguintes entidades Não Governamentais:   Coletivo de Mulheres Negras “Raimunda Luzia de Brito” Conselho Regional de Administração de Mato Grosso do Sul Conselho Regional de Educação Física – 11ª Região/ MS- MT Conselho Regional de Psicologia – 14ª Região/ MS Instituto de Direitos Humanos de Mato Grosso do Sul Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/MS Seleta Sociedade Caritativa Humanitária Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social no Mato Grosso do Sul E os seguintes Órgãos Governamentais: Defensoria Pública Geral do Estado Fundação de Cultura do Estado Secretaria de Estado de Administração Secretaria de Educação de Estado Secretaria de Estado de Governo Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública Secretaria de Estado de Saúde Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social    
  • fevereiro24
    Psicóloga de MS participa de livro sobre Memória da Ditadura (disponível em PDF) O Conselho Federal de Psicologia (CFP), disponibilizou a versão online do livro recém publicado “A verdade é revolucionária: testemunhos e memórias de psicólogas e psicólogos sobre a ditadura   civil-militar brasileira (1964-1985)” A obra apresenta depoimentos de psicólogos espalhados por todo o País que aceitaram compartilhar duas memórias e experiências naquele período. Mato Grosso do Sul participa do Livro com o depoimento da Psicóloga Eneida Cristina Gonçalves Ribeiro. O depoimento dela está a partir da página 107.   Veja abaixo em Download a íntegra da obra em PDF .   CONFIRA O PREFÁCIO:   Somos os nossos discursos, que produzem verdades e instituem nossos modos de existir. Verdades atravessadas pelas histórias que vão sendo contadas. Histórias que produzem presente. Presente produtor de modos de ser, estar, saber e viver no mundo. Histórias que produzem e transformam, que tornam necessário desviar os olhos dos “objetos naturais” para perceber as práticas, bem-datadas, que produzem as políticas públicas, as políticas de direitos humanos, as políticas de subjetivação. A história é, sobretudo, um trabalho que não é tomado apenas por um método, mas também por uma política do presente que potencializa outras possibilidades de pensar, por considerar a história  por meio de suas práticas, de um não esvaziamento de  suas forças transformadoras.   Que as verdades contadas, aqui, como memórias e  testemunhos, sejam potentes para reescrevermos nossa história. De um passado não tão distante e que, por vezes, coloca-se como presente.   Somos todos afetados pela ditadura e nossas memórias não podem ser silenciadas. O testemunho traz para o campo do discurso aquilo que é da ordem do inenarrável, em uma ação que transforma sofrimentos individuais em vivências coletivas. Apresentamos, aqui, testemunhos e memórias de psicólogas e psicólogos de todo o país. Testemunhos historicamente marcados por interdições, medos, imobilizações e isolamentos. As Comissões de Direitos Humanos do Sistema Conselhos de Psicologia, neste trabalho, fazem dessas memórias potência de falas, seguranças, mobilizações e vínculos.   Que este se junte a outros projetos coletivos para se avaliar e repensar o país.   Pedro Paulo Gastalho de Bicalho Coordenador da Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal de Psicologia     Equipe Técnica do CRP14 que participaram do Livro:   Coleta e processamento do material: •          Renato Martins de Lima (jornalista MTB 489/MS - assessor de imprensa CRP14)   Integrantes da Comissão regional: •          Marco Aurélio Portocarrero •          Norma Celiane •          Zaira Lopes
  • fevereiro20
    CRP14 ABRE VAGA DE ESTÁGIO Informamos que se encontra aberto, seleção para o preenchimento de uma vaga de estágio no Conselho Regional de Psicologia 14ª Região MS.   Horário do Estágio: manhã (08 às 12hrs) ou tarde (13 às 17hrs).   Bolsa: R$ 550,00 mensais mais vale transporte:   Descrição das atividades: Redigir e inserir pequenos textos em redes sociais; atualizar perfis do CRP14/MS em redes sociais; pesquisar e auxiliar a assessoria de Imprensa na redação e finalização de pequenos textos tendo a Psicologia como temática; auxiliar a assessoria técnica na organização das atividades do CRP14/MS bem como nas tarefas das comissões, reuniões, planejamento e elaboração de projetos; outras atividades correlatas.   Os interessados deverão procurar o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), até o dia 05/03/2014 (impreterivelmente) para que esse possa fazer o encaminhamento para seleção pelo CRP.  
  • fevereiro18
    FORMAÇÃO EM GESTAL-TERAPIA OBJETIVO DO CURSO: Formar e habilitar teórica e praticamente o aluno para exercer a Gestalt-Terapia,com ênfase em clínica;   CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO: · Filosofias da GT  · Teorias da GT    · Conceitos da GT · Contato e  Ciclo   Contato                                         · Supervisão · Seminários em GT    · Estágio Clínico                         · Workshop · Estudo de casos · Treinamento Clínico   INSCRIÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DE MATRÍCULA DO CURSO: Documentos: Cópia do RG e CPF/01 Foto 3x4, Currículo Vitae e Memorial de  Intenção; descrever de modo claro e objetivo as suas razões  e motivações para participar deste curso de Formação em GT, em um texto de 10 a 15  linhas .   · Valor da  inscrição: R$ 100,00 ( Cem reais ) · Informamos que não haverá devolução do valor pago na  inscrição,caso haja desistência do aluno e para candidatos não selecionados . · Período da inscrição: Fevereiro/2014 · Público Alvo:Psicólogos, Alunos Quintanistas de Psicologia   INÍCIO: 14/02/2014 DURAÇÃO: 2 anos e 6 meses VAGAS: 20 INVESTIMENTO: Consultar secretaria do IGT/MS         CORPO DOCENTE Alex Sander Bachega ( CRP-14/04857-9) Ênio Brito Pinto ( CRP-06/14675) Evelyn Denisse Félix de Oliveira(CRP-14/03207-6) Jorge Ponciano Ribeiro (CRP-01/496) Maria Maura Alves (CRP– 01/0558) Luely de Paula Moraes Bittencourt (CRP - 14/02200-9) Raffael Fernando dos Santos ( CRP-  14/05408-2) Silvia Oliveira de Alencar ( CRP-14/00736-5) Tércia Alves de Medeiros Simioli (CRP-14/00391-1)      INSTITUTO DE GESTALT-TERAPIA DE MS CRP: 14/000251 Rua Dr: Paulo Machado,1120 Santa Fé, Campo Grande , MS Email: igtms@uol.com.br Tel. 67 3382-6290      
  • fevereiro17
    TRÊS LAGOAS: entrega de carteiras profissionais e visitas técnicas marcam agenda da COF na cidade A  Comissão de Orientação e Fiscalização  em parceria com o  GT de Interiorização  esteve em Três Lagoas - MS no dia 13 de fevereiro realizando ações previstas no Plano de Trabalho Anual do CRP14/MS. A Conselheira Mônica Dantas e a Agente de Orientações e Fiscalização Patrícia Dantas Silveira fizeram visitas em alguns campos de atuação com o intuito de garantir o cumprimento da legislação que regulamenta a profissão e realizaram cerimônia oficial de entrega de Carteira de Identidade Profissional. No evento foram feitos esclarecimentos sobre o Sistema Conselhos de Psicologia e orientações básicas sobre o registro e atuação profissional, incluindo os aspectos éticos e técnicos da profissão. As ações no interior têm o objetivo principal de promover a aproximação da (o) profissional com o CRP14/MS bem como possibilitar o acesso e troca de experiências entre as (os) participantes. A intenção desta gestão e realizar com regularidade ações descentralizadas em municípios do interior e  assim  sugerimos aos colegas  do interior que  encaminhem suas solicitações de orientações à Comissão de Orientação e Fiscalização para que sejam verificadas as possibilidades de visitas no  calendário  da  comissão.  
  • fevereiro17
    DOURADOS: Conselheira do CRP14 participa de evento: Psicologia na Assistência Social   À convite da organização do I Encontro: Fazendo Psicologia na Assistência Social, a psicóloga e Conselheira do CRP14/MS, Sueli Viçoso irá participar do evento, nesta quarta-feira (19), às 13 horas, representando o Conselho.   Sueli que também atua no Centro de Referências e Pesquisas em Psicologia (Crepop), e na Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO), tem boas expectativas para o evento. “Estarei lá representando não só o Conselho, mas também a Psicologia Social. É muito bom ver a psicologia, sobre tudo os acadêmicos se organizando no debate sobre a Psicologia Social. Certamente que este encontro trará bons resultados”, detalhou.   O I Encontro Fazendo Psicologia na Assistência Social marca o encerramento das atividades do Estágio de Psicologia Comunitária dos acadêmicos da UFGD e será realizado no CRAS Jd. Água Boa, em Dourados.   Informações pelo telefone (67) 3428-1315
  • fevereiro16
    Conselho realiza formação em Ética Profissional   Com o objetivo de promover a qualificação do Plenário do CRP14/MS  para e nas discussões dos vários e  diversos assuntos que perpassam  o Sistema Conselhos de  Psicologia, a gestão do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul CRP14/MS, tem promovido ações para a  formação temática envolvendo todas as Comissões do VII Plenário. A proposta é que as formações sejam realizadas todos os meses, em seguida da plenária. Neste sábado, 15 de fevereiro, a formação ficou sob a responsabilidade da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) e da Comissão de Ética (COE). Participaram 21 profissionais entre Conselheiros e funcionário do CRP14/MS, além de professores da UCDB, da UNIGRAN Dourados e da Unigran Capital. O CRP14 convidou professores das dez universidades de Mato Grosso do Sul que oferecem formação em  Psicologia. “Foi um dia muito produtivo com debate e participação dos presentes. Destacamos nosso compromisso pedagógico em garantir uma formação continuada  dos nossos Conselheiros e das nossas Conselheiras, com o objetivo de termos um Conselho cada vez mais instrumentado”, destacou a presidente do CRP14, Norma Cosmo.   PRÓXIMO –  Em março, o tema da formação será em Gênero e Diversidade Sexual. A formação está prevista para o dia 15.  
  • fevereiro15
    DOURADOS: Cineclube itinerante recebeu 250 participantes O Cine Clube itinerante do CRP14/MS realizado em Dourados no dia 12 de fevereiro, contou com cerca de 250 pessoas presentes no auditório da Unigran. Teve a duração de quatro horas, com início às 19:30 e encerramento às 22:50.  Dentre os presentes estavam profissionais de Dourados e região, tais como municípios de Ponta Porã, Douradina e Fátima do Sul, além de profissionais de outras áreas, alunos do ensino médio, acadêmicos de Psicologia da UNIGRAN e da UFGD, bem como acadêmicos de outros cursos e indígenas que vieram interessados em discutir as questões éticas. O evento desenvolveu-se em três momentos: 1-     Apresentação do GT interiorização e Conselho/gestão, política, ações. 2-     Exibição do filme: homens em fúria. 3-     Debate realizado com os seguintes profissionais: Professor e psicólogo Felipe Maciel  Santos Souza  (aspectos éticos) Professora/ psicóloga Luciana Mariano estrutura de personalidade dos personagens e Prof. Psicóloga e conselheira: Rosemeire P. Souza Martins - atuação do conselho. Segundo avaliação dos presentes, o evento foi muito profícuo, desde a proximidade do Conselho com o interior, escolha do filme  e de como a temática foi abordada pela mesa debatedora. Foi manifestado o desejo de novos encontros com a participação de outros conselheiros e de outras comissões. As manifestações positivas e de apoio ao GT ocorreu após o evento, por e-mail, face e telefone.  Veja as fotos no álbum do facebook: https://www.facebook.com/crp14ms/media_set?set=a.454016421364561.1073741838.100002686221420&type=3&uploaded=10  
  • fevereiro15
    Curso básico de Psicologia da saúde e hospitalar   As inscrições para o Curso básico de Psicologia da saúde e hospitalar Vão até o dia 31 de março de 2014.   Os valores e demais informações encontram-se no arquivo disponível em download.
  • fevereiro15
    ASSESSORIA JURÍDICA: abertura do certame será dia 18 de fevereiro   A abertura do certame referente ao serviço de Assessoria Jurídica do CRP14/MS será no dia 18/02/2014, às 10hrs.   A comissão organizadora estará recebendo envelopes com propostas até o dia 18 de fevereiro às 09h30.   Veja em download a íntegra do EDITAL DE LICITAÇÃO CARTA CONVITE N. 001/2014 Objeto: Contratação de Assessoria Jurídica ao Conselho Regional de Psicologia 14ª Região MS

Galeria de Fotos

Preparatório VIII COREP - A Psicologia e a Saúde Mental Indígena
Psicologia das Emergências e Desastres (evento preparatório)
Nossa Localização
Av. Fernando Corrêa da Costa, 2044
Cep.: 79.004-311
Campo Grande / MS
Entre em contato

(67) 3382-4801 / (67) 9123-7759

Copyright 2011 - Todos os Direitos Reservados - Conselho Regional de Psicologia - CRP14
Desenvolvido por: MaisEmpresas